Documento1 .pdf

File information


Original filename: Documento1.pdf
Title: Documento1
Author: r

This PDF 1.4 document has been generated by PDFCreator Version 1.7.1 / GPL Ghostscript 9.07, and has been sent on pdf-archive.com on 11/04/2014 at 16:29, from IP address 177.132.x.x. The current document download page has been viewed 462 times.
File size: 46 KB (1 page).
Privacy: public file


Download original PDF file


Documento1.pdf (PDF, 46 KB)


Share on social networks



Link to this file download page



Document preview


Curitiba, 11 de abril de 2014.
Carta aberta em tom de repúdio contra as atitudes de cunho racistas e preconceituosas
ocorridas ontem na partida entre Paraná Clube e São Bernardo.
Caros tricolores, companheiros de luta e de arquibancada, simpatizantes e afins.
Ontem o tricolor da Vila Capanema fez o esperado dentro das quatro linhas. Ganhou um jogo
cercado de desconfianças, já que o clube passa por um período crítico de estabilidade
financeira. Depois de semanas após a eliminação no campeonato paranaense, diversos assuntos
internos do clube foram externados, boa parte da base mantida desde 2012 foi desmantelada e
hoje aspiramos ares de incerteza, sonhando com uma recuperação do clube no cenário
nacional.
Este resultado deveria somente alimentar estes sonhos, porém fatos ocorridos na arquibancada
mancharam de forma contundente esta vitória e este dia.
Ao final da partida, o jogador Marino do São Bernardo desferiu uma cotovelada no seu
adversário, sendo assim expulso de campo. No descer do túnel para os vestiários, ele foi alvo de
ofensas por parte de dois torcedores das sociais. Testemunhas, principalmente da imprensa
radio televisiva, noticiaram o ocorrido e disseram ter presenciado tal situação.
Gostaríamos de deixar claro que a Gralha Marx sente total nojo e vergonha de compartilhar a
arquibancada com sujeitos que discriminam o jogador por sua raça. Entendemos que isto é,
infelizmente, o reflexo do conservadorismo que descreve boa parte dos torcedores que
frequentam o estádio. Alguns entendem que estádio é lugar para um homem, branco,
heterossexual, o dito por muitos como "sujeito de bem". No nosso entendimento este tipo de
torcedor deveria ser BANIDO de qualquer dependência do Paraná Clube, seja ela sua sede
social ou campo oficial para partidas.
Para os que não conhecem nossa maravilhosa história, dos times que criaram o Paraná o
Britânia foi o primeiro clube paranaense a ter em seus quadros negros e operários das linhas de
trem que frequentavam a antiga zona do Tigre. E o próprio Rebouças, bairro onde se encontra o
Durival de Brito e Silva e também nome da rua onde o estádio está localizado, é em
homenagem aos irmãos negros pioneiros na engenharia nacional. Nunca, jamais
compactuaremos com alguma atitude de cunho racista, homofóbico ou classicista.
Esperamos que a instituição Paraná Clube tome as providências cabíveis para que este tipo de
atitude não retorne aos estádios. Confiamos no clube, na figura da sua diretoria, para que puna
os agressores. A história do Paraná Clube, sua instituição, suas origens operárias, negras,
brancas, indígenas, as raízes diversas de sua torcida não merecem a mancha que tal episódio
possa deixar.

Gralha Marx - Torcida de esquerda do Paraná Clube
#RACISTASNÃOPASSARÃO #NEMQUEMORRA


Document preview Documento1.pdf - page 1/1


Related documents


documento1
dt 76
dt 67
dt 77
dt 65
dt 74

Link to this page


Permanent link

Use the permanent link to the download page to share your document on Facebook, Twitter, LinkedIn, or directly with a contact by e-Mail, Messenger, Whatsapp, Line..

Short link

Use the short link to share your document on Twitter or by text message (SMS)

HTML Code

Copy the following HTML code to share your document on a Website or Blog

QR Code

QR Code link to PDF file Documento1.pdf