Amanda.html.pdf


Preview of PDF document amanda-html.pdf

Page 1 2 3 4 5 6 7 8

Text preview


A ppearance, Traits + Disadvantages
A manda é uma bela jovem humana de olhos verde- es c uros e c abelos avermelhados . Sempre agindo de maneira
s impátic a e os tentando um s orris o, na verdade A manda es c onde uma pers onalidade abs olutamente c ínic a e
egoís ta.
History
Q uando c rianç a, a c idade onde A manda nas c eu s ofreu um ataque e todos os adultos mac hos foram mortos . A s
c rianç as e mulheres foram es c ravizadas . D urante s eu tempo c omo s erva, A manda aprendeu a es c onder o que
s entia e des c obriu que pos s uia um dom es pec ial para s e c oloc ar no bom lado das pes s oas . Rapidamente s e tornou
a queridinha do c hefe da vila dos bárbaros que a haviam c apturado, O gs ten. O gs ten c laramente demons trava que
queria treinar A manda para s e tornar uma de s uas es pos as , porém, após uma c ampanha não muito feliz e enfurec ido
pelos frac os s aques , o C hefe da V ila retornou para a c idade e enc ontrou A manda brinc ando c om um dos s obrinhos
de O gs ten, o jovem Kloit e em uma c ris e de c iúmes , ac orrentou a jovem ao porão por dois mes es , e durante es s e
tempo c omeç ou a violentá- la. D urante es s e período de c laus ura, A manda finalmente entendeu s ua s ituaç ão. E la era
uma merc adoria, e c ontinuaria s endo uma merc adoria enquanto O gs ten permanec es s e vivo. E quando finalmente
s aiu do c ativeiro, c omeç ou a perc eber que O gs ten não era o únic o problema, outros homens a queriam pos s uir e
demons travam abertamente para des gos to de O gs ten. A manda mudou, c omeç ou a s e c omportar de maneira mais
s orrateira. Rejeitava os holofotes e des c obriu um novo talento, o de s e manter des aperc ebida. C omeç ou a treinar
profundamente es s a arte às noites ao fugir de s eu quarto, c aminhando por s ombras e telhados e ouvindo as
his tórias e aprendendo s obre todos . C hegando a idade para o c as amento, O gs ten iria ofic ialmente tomá- la c omo
es pos a, o que ele não c ontava c om, era que A manda havia s eduzido o jovem Kliot por quas e um ano antes do
ac ontec imento, e prometia que s eria toda dele s e ele tomas s e a c hefia de s eu tio. N o dia da grande fes ta do
c as amento, A manda dis s e que s eria a oportunidade ideal, em frente a todos de Kloit duelar e matar s eu tio, e ele o
fez e venc eu. O que as pes s oas da vila não perc eberam era que a jovem havia também s eduzido um c avaleiriç o
c hamado D ugmore e fugido durante a c onfus ão. Q uando es tavam a pleno galope, A manda deu um longo beijo
agradec ido em D ugmore e c ortou s ua garganta, jogando- o do c avalo em uma fos s a. A manda c ontinuou s eguindo o
maximo que pode, roubando ou pedindo c omida de qualquer maneira que fos s e pos s ível até não s aber mais quantos
mes es es tava na es trada. Foi então que A manda c onhec eu o M eio- O gro H ar, e viu nele a pes s oa ideal para
protegê- la c as o Kliot algum dia a enc ontras s e e logo fez amizade c om ele, não parou por aí, rapidamente proc urou
pes s oas extremamente c apazes que poderiam protegê- la em s ituaç ões futuras e as s im c omeç ou o grupo.
Goals
A manda quer poder. E la quer ter a c apac idade de s e livrar de quem quis er s em s e preoc upar c om reperc us s ões . E la
c omeç ou a gos tar do grupo, mas ainda não ac redita que faria uma dec is ão altruís ta em um momento que o grupo
prec is as s e dela.

PRO version

Are you a developer? Try out the HTML to PDF API

pdfcrowd.com