PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Send a file File manager PDF Toolbox Search Help Contact



Simulado 2 de TI .pdf



Original filename: Simulado 2 de TI.pdf

This PDF 1.4 document has been generated by Writer / OpenOffice 4.1.0, and has been sent on pdf-archive.com on 26/05/2015 at 21:23, from IP address 189.70.x.x. The current document download page has been viewed 257 times.
File size: 149 KB (14 pages).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


Simulado 2 de TI TRT 3 - 24/05/2015

1. Com relação às atribuições de um Gerente de Projetos e de um escritório de projetos, considere:
I. O Gerente de Projetos concentra-se nos objetivos especificados do projeto, enquanto o escritório de projetos
gerencia as principais mudanças do escopo do programa que podem ser vistas como possíveis oportunidades para
melhor alcançar os objetivos de negócios.
II. O Gerente de Projetos tem como função principal dar suporte ao escritório de projetos por meio do gerenciamento
de recursos compartilhados entre todos os projetos, enquanto o escritório de projetos atua no treinamento e
supervisão da equipe do projeto, incluindo o gerente.
III. O Gerente de Projetos controla os recursos atribuídos ao projeto para atender da melhor forma possível aos
objetivos do projeto, enquanto o escritório de projetos otimiza o uso dos recursos organizacionais compartilhados
entre todos os projetos.
IV. O Gerente de Projetos gerencia as restrições (escopo, cronograma, custo, qualidade etc.) dos projetos individuais,
enquanto o escritório de projetos gerencia as metodologias, padrões, o risco/oportunidade global e as
interdependências entre os projetos no nível da empresa.
Segundo o Guia PMBoK, as diferenças entre o papel do gerente de projetos e de um escritório de projetos incluem o
que consta APENAS em
a) II e IV
b) I e III
c) I, III e IV
d) II e III
e) III e IV

2. Segundo o PMBOK 5a Edição, as estruturas organizacionais influenciam na forma como os projetos são
executados. Nesse contexto, na estrutura organizacional
a) funcional, quem controla o orçamento é o gerente de projeto
b) matricial fraca, a autoridade do gerente de projeto é de considerável a total
c) matricial balanceada, o pessoal administrativo da gerência do projeto trabalha para o mesmo em tempo integral
d) matricial forte, a disponibilidade de recurso é de moderada a alta
e) projetizada, o papel de gerente de projeto é de dedicação parcial

3. São entradas do processo Criar a Estrutura Analítica do Projeto (EAP), do Grupo de Processos de Planejamento,
descritas na quarta edição do guia PMBoK:
a) Termo de Abertura do Projeto, Documentação de Requisitos, Registro das Partes Interessadas
b) Declaração do Escopo do Projeto, Documentação dos Requisitos e Ativos de Processos Organizacionais
c) Lista de Atividades, Atributos das Atividades, Lista dos Marcos, Declaração do Escopo do Projeto e Ativos de
Processos Organizacionais
d) Termo de Abertura do Projeto, Saídas dos Processos de Planejamento,Fatores Ambientais da Empresa e Ativos de
Processos Organizacionais
e) Documentação dos Requisitos, Dicionário da EAP e Ativos de Processos Organizacionais

4. O PMBOK (4a edição) contém 47 processos de gerenciamento de um projeto, indicando também os 5 grupos em
que os processos se distribuem, e as respectivas áreas de conhecimento associadas a cada um. Nesse contexto, é
correto afirmar:
a) Escopo, Tempo, Custos e Qualidade são os principais determinantes para o objetivo de um projeto
b) Todas as áreas de conhecimento são abordadas no grupo Monitoramento e Controle
c) Os recursos humanos e as aquisições, as comunicações e a garantia da qualidade são áreas de conhecimento
envolvidas mais intensamente com o grupo Planejamento
d) Desenvolver plano de gerenciamento de projeto e Orientar e gerenciar a execução são atividades (processos) que
ocorrem na área de conhecimento Integração, área esta que se faz presente em todos os grupos, exceto no
Encerramento
e) Identificar as partes interessadas, Gerenciar o engajamento das partes interessadas e Controlar as comunicações
são processos da área de conhecimento Comunicações, dentro do grupo Execução

5. Considere os processos da ITIL v3, atualizada em 2011:
I. Gerenciamento de Evento.
II. Gerenciamento de Incidente.
III. Gerenciamento de Segurança da Informação.
IV. Gerenciamento de Continuidade de Serviço de TI.
Os processos I e II são do estágio
a) Estratégia de Serviço e os processos III e IV do estágio Transição de Serviço
b) Estratégia de Serviço e os processos III e IV do estágio Desenho de Serviço
c) Operação de Serviço e os processos III e IV do estágio Transição de Serviço
d) Transição de Serviço e os processos III e IV do estágio Estratégia de Serviço
e) Operação de Serviço e os processos III e IV do estágio Desenho de Serviço

6. Na ITIL v3, atualizada em 2011,
I. A estratégia de serviço é utilizada como núcleo do ciclo de vida de serviço
II. Cada parte do ciclo de vida de serviço exerce influência sobre as demais e conta com entradas e realimentações
entre si
III. A matriz RACI define papéis e responsabilidades de cada indivíduo frente às atividades de um processo
IV. O gerente do processo é a pessoa que garante que todas as atividades definidas para o processo tenham
responsáveis
V. O dono do processo é a pessoa responsável pela operacionalização do processo, garantindo o cumprimento de
seus objetivos
Completam corretamente a frase da raiz da questão o que consta APENAS em
a) I, II, IV e V
b) II e III
c) III, IV e V
d) I, II e III
e) II, III e IV

7. Na publicação Melhoria Contínua de Serviços do ITIL v3, há o processo também denominado Melhoria Contínua de
Serviços, composto por 7 passos, cujos os 2 primeiros passos são
a) reunir os dados e implementar ações corretivas
b) analisar os dados e apresentar os resultados
c) definir o que pode ser medido e reunir os dados
d) apresentar os resultados e definir o que deve ser medido
e) definir o que deve ser medido e definir o que pode ser medido

8. Segundo a ITIL v.3, os trabalhos de desenho da solução para prevenir riscos de indisponibilidade de serviços e
garantir a recuperação de falhas e desastres faz parte do Gerenciamento de
a) Mudanças
b) Níveis de serviço
c) Capacidade
d) Disponibilidade
e) Continuidade de serviço de TI

9. Na metologia Scrum, Sprint é uma iteração de duração menor ou igual a um mês, onde uma parte incremental e
funcional do produto está potencialmente pronta para entrega. É INCORRETO afirmar que, nessa fase,
a) O escopo pode ser esclarecido e renegociado entre o time de desenvolvimento e o proprietário do produto
b) Nenhuma alteração que afetaria a meta do Sprint é efetuada
c) A composição do time de desenvolvimento permanece constante
d) As metas de qualidade não diminuem
e) O Sprint pode ser cancelado por decisão do Scrum Master

10. O processo de desenvolvimento orientado a testes, de uma forma geral, é baseado em 3 passos. Estes 3 passos
são repetidos até que não se consiga pensar em novos testes, o que indicaria, então, que a funcionalidade está
pronta. Um destes passos e o que nele deve ser feito está expresso corretamente em:
a) Refatore é o passo 3. Uma vez que o teste tenha passado, deve-se verificar o que pode ser melhorado no código e
remover as duplicações. Essas melhorias no código, no entanto, devem permitir que os testes continuem passando
b) Escreva um teste que falhe é o passo 2. Neste passo definem-se quais são as verificações que precisam ser
feitas. Deve-se pensar primeiro no teste e só depois que este estiver pronto cria-se o código necessário para que ele
compile e falhe ao ser executado
c) Faça o teste passar é o passo 1. Neste passo escreve-se apenas código suficiente para que o teste passe.
Mesmo que se saiba que o código deve fazer mais coisas, fazer os testes passarem deve ser a única preocupação
nesta etapa
d) Keep it simple é o passo 1. Como a solução vai surgindo pouco a pouco, a tendência é que não se perca tempo
com aquilo que não se tem certeza que será usado em seguida, então, o foco deve estar no planejamento de testes
simples
e) Documente o teste é o passo 3. Os testes, quando bem definidos, são mais simples de ler que o código e, embora
nem sempre sirvam como uma especificação para o usuário final, eles são uma fonte eficiente para entender o que o
software faz. Além disso, esta documentação sempre estará atualizada com a aplicação

11. SCRUM é um framework baseado no modelo ágil. No SCRUM,
a) o scrum team é a equipe de desenvolvimento, necessariamente dividida em papéis como analista, designer e
programador. Em geral oscrum team tem de 10 a 20 pessoas
b) as funcionalidades a serem implementadas em cada projeto (requisitos ou histórias de usuários) são mantidas em
uma lista chamada de scrum board
c) o scrum master é um gerente no sentido dos modelos prescritivos. É um líder, um facilitador e um solucionador de
conflitos. É ele quem decide quais requisitos são mais importantes
d) um dos conceitos mais importantes é o sprint, que consiste em um ciclo de desenvolvimento que, em geral, tem
duração de 4 a 7 dias
e) o product owner tem, entre outras atribuições, a de indicar quais são os requisitos mais importantes a serem
tratados em cada sprint. É responsável por conhecer e avaliar as necessidades dos clientes

12. Os modelos de processos tradicionais surgiram em um cenário muito diferente do atual, baseado em mainframes
e terminais remotos. Já os modelos de processos ágeis são adequados para situações atuais nas quais a mudança
de requisitos é frequente. Dentre os modelos de processos ágeis mais comuns temos: Extreme Programming (XP),
Scrum e Feature Driven Development (FDD).
Algumas das práticas e características desses modelos de processo são descritas a seguir:
I. Programação em pares, ou seja, a implementação do código é feita em dupla.
II. Desenvolvimento dividido em ciclos iterativos de até 30 dias chamados de sprints.
III. Faz uso do teste de unidades como sua tática de testes primária.
IV. A atividade de levantamento de requisitos conduz à criação de um conjunto de histórias de usuários.
V. O ciclo de vida é baseado em três fases: pre-game phase, game-phase, post-game phase.
VI. Tem como único artefato de projeto os cartões CRC.
VII. Realiza reuniões diárias de acompanhamento de aproximadamente 15 minutos.
VIII. Define seis marcos durante o projeto e a implementação de uma funcionalidade: walkthroughs do projeto,
projeto, inspeção do projeto, codificação, inspeção de código e progressão para construção.
IX. Os requisitos são descritos em um documento chamado backlog e são ordenados por prioridade.
A relação correta entre o modelo de processo ágil e a prática/característica é:

a) XP: II, V e VII, SCRUM: II, IV e VIII, FDD: VII e IX
b) XP: I, III, IV e VI, SCRUM: II, V, VII e IX, FDD: VIII
c) XP: II, VII e VIII, SCRUM: III, IV, VI e IX, FDD: I e V
d) XP: II, VII e VIII, SCRUM: I, III, IV e V, FDD: VI e IX
e) XP: I, III, IV e VI, SCRUM: II, VIII, VII e IX, FDD: V

13. Na Engenharia de Requisitos, o gerente de requisitos
a) acompanha e monitora ações durante a verificação do software, sendo este o processo que garante o atendimento
aos requisitos informados pelo usuário final
b) possui autonomia para realizar alterações no projeto para garantir que o software seja bem construído e atenda as
necessidades da equipe de desenvolvimento
c) mantém atualizados os requisitos junto ao usuário final e a equipe de desenvolvimento, a fim de obter sucesso no
processo de homologação do software, atendendo as necessidades e expectativas
d) classifica os requisitos em diferentes tipos, sendo os do tipo funcional relacionados com o custo e confiabilidade do
software e os do tipo não-funcional relacionados com os casos de uso
e) obtém o comprometimento dos integrantes da equipe de desenvolvimento de software para o cumprimento do
processo de software

14. Considere as seguintes atividades:
1. Compreensão do domínio: os analistas devem desenvolver sua compreensão do domínio da aplicação.
2. Coleta de requisitos: processo de interagir com os stakeholders do sistema para descobrir seus requisitos.
3. Classificação: atividade que considera o conjunto não estruturado dos requisitos e os organiza em grupos
coerentes.
4. Resolução de conflitos: Solucionar conflitos decorrentes do envolvimento de múltiplos stakeholders.
5. Definição das prioridades: envolve a interação com os stakeholders para a definição dos requisitos mais
importantes.
6. Descarte de requisitos: atividade de descartar requisitos menos importantes, baseando-se nas indicações
dos stakeholders.
7. Verificação de requisitos: os requisitos são verificados para descobrir se estão completos e consistentes e
se estão em concordância com o que os stakeholders desejam do sistema.
8. Modelagem de requisitos: os requisitos são modelados utilizando-se o diagrama de casos de uso e de
sequência da UML.
Faz parte do processo de levantamento e análise de requisitos o que consta em APENAS 1, 2,

a) 3, 4, 5, 7 e 8
b) 3, 4, 5, 6
c) 3, 4, 5 e 7
d) 4, 5, 7 e 8
e) 3, 4, 6 e 8

15. O gerenciamento de requisitos em grandes sistemas envolve o processamento de grandes volumes de
informações sobre requisitos, o que exige o uso de apoio automatizado. As ferramentas de software para esse
gerenciamento devem ser escolhidas durante a fase de planejamento de gerenciamento de requisitos. As ferramentas
de apoio são usadas, principalmente, para
a) identificação de requisitos, classificação de requisitos e gerenciamento de mudanças
b) classificação de requisitos, armazenamento de requisitos, validação de requisitos e gerenciamento de
rastreabilidade
c) armazenamento de requisitos, gerenciamento de mudanças e gerenciamento de rastreabilidade
d) classificação de requisitos, validação de requisitos e armazenamento de requisitos
e) identificação de requisitos, armazenamento de requisitos, classificação de requisitos e gerenciamento de
mudanças

16. Os requisitos não funcionais surgem por meio das necessidades dos usuários, devido a restrições de orçamento,
políticas organizacionais, necessidade de interoperabilidade e fatores externos. Estes requisitos podem ser
classificados como requisitos de produto, organizacionais e externos. Os requisitos externos ainda são classificados
como reguladores, éticos e
a) De desempenho
b) De proteção
c) Ambientais
d) De usabilidade
e) Legais

17. Além dos conceitos de objeto e classe, o paradigma da orientação
a objetos envolve os princípios de:
a) abstração, encapsulamento, herança e polimorfismo
b) abstração, métodos, instâncias e herança
c) abstração, encapsulamento, generalização e especialização
d) generalização, especialização, herança e polimorfismo
e) atributos, métodos, instâncias e mensagens

18. Nos conceitos de orientação a objetos, ...I... é uma estrutura composta por ...II... que descrevem suas
propriedades e também por ...III.... que moldam seu comportamento. ....IV.... são ....V.... dessa estrutura e só existem
em tempo de execução.
Para completar corretamente o texto as lacunas devem ser preenchidas, respectivamente, por
a) objeto, métodos, assinaturas, Classes, cópias.
b) polimorfismo, funções, métodos, Herança, cópias.
c) classe, atributos, operações, Objetos, instâncias.
d) multiplicidade, símbolos, números, Classes, herdeiros.
e) domínio, diagramas, casos de caso, Diagramas de classe, exemplos

19. No contexto de programação orientada a objetos, considere as afirmativas abaixo.

I.
II.
III.
IV.
V.
VI.

Objetos são instâncias de classes
Herança é uma relação entre objetos.
Mensagens são formas de executar métodos.
Classes são apenas agrupamentos de métodos.
Ocorre herança múltipla quando mais de um método é herdado.
Herança é uma relação entre classes.

Está correto o que se afirma APENAS em:
a) I, III e IV
b) I, III e VI
c) III, IV e VI
d) II, III e V
e) II, IV e V

20.Os valores das propriedades de um objeto em um determinado instante, que podem mudar ao longo do tempo,
representam:
a) a instância de uma classe
b) a identidade de um objeto
c) o estado de um objeto
d) o comportamento de um objeto
e) as operações de uma classe

21. TRT - PE (2012) A perspectiva prática sobre o RUP descreve as boas práticas da engenharia de software que são
recomendadas para uso no desenvolvimento de sistemas. Dentre as práticas fundamentais recomendadas incluem-se
a) utilizar a arquitetura em cascata e efetuar programação em pares
b) definir a funcionalidade do protótipo e avaliar o protótipo
c) definir o esboço dos requisitos e estabelecer objetivos do protótipo
d) utilizar arquiteturas baseadas em componentes e modelar os softwares visualmente
e) desenvolver teste inicial a partir de cenários e utilizar frameworks de testes automatizados

22. TJ - PE (2012) No RUP, NÃO constitui um papel do Desenvolvedor:
a) Designer de Cápsula
b) Revisor de Arquitetura
c) Implementador
d) Designer de Interface de Usuário
e) Designer de Teste

23. TRT-8 (2010) No Processo Unificado, uma descrição da arquitetura do software, um documento de visão e um
modelo de projeto são aplicáveis, respectivamente, nas fases:
a) elaboração, concepção e construção
b) concepção, concepção e elaboração
c) construção, transição e concepção
d) transição, construção e construção
e) concepção, elaboração e transição

24. TJ-PA (2010) O RUP é geralmente descrito por meio
a) da perspectiva dinâmica, apenas
b) da perspectiva estática, apenas
c) das perspectivas dinâmica e estática, apenas
d) das perspectivas dinâmica e prática, apenas
e) das perspectivas dinâmica, estática e prática

25. TRE-PI (2010) Na fase de Elaboração do processo unificado de desenvolvimento de sistemas é criado e
apresentado como resultado da fase, dentre outros, o artefato:
a) modelo de caso de negócio
b) software integrado na plataforma de hardware
c) plano de desenvolvimento do software
d) protótipo de arquitetura executável
e) manual de usuário

25. No contexto das redes com arquiteturas ponto-a-ponto e cliente-servidor, considere:
I. Os serviços fornecidos são, em geral, serviços de banco de dados, de segurança ou de impressão
II. Qualquer processo ou nó do sistema pode ser cliente e servidor
III. A distribuição da funcionalidade é obtida por meio do agrupamento de serviços inter-relacionados
IV. Um nó cliente pode exercer funções típicas de servidor
V. A lógica do aplicativo ou de negócios é normalmente distribuída entre o nó cliente e o nó servidor
Convencionando-se PP para ponto-a-ponto, e CS para cliente-servidor, é correto afirmar que os itens I, II, III, IV e V,
referem-se, respectivamente, a:
a) CS, PP, PP, PP e CS.
b) CS, CS, CS, PP e PP.
c) PP, PP, PP, CS e CS.
d) PP, CS, PP, CS e CS.
e) CS, PP, CS, PP e CS


Related documents


PDF Document simulado 2 de ti
PDF Document simulado 2 de ti 1
PDF Document cv aurora wang
PDF Document revistaemei3
PDF Document testedesoftware
PDF Document edital 2016


Related keywords