PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact



ebook .pdf



Original filename: ebook.pdf
Title: Guia das diferen?as entre as vacinas na rede p?blica e particular
Author: lucianne.branquinho

This PDF 1.7 document has been generated by Canva / , and has been sent on pdf-archive.com on 31/07/2015 at 19:57, from IP address 201.27.x.x. The current document download page has been viewed 369 times.
File size: 1.8 MB (14 pages).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


Vacinar seu filho
na

feito com
carinho
par
você gan a
har
tempo!

Rede Pública ou Particular?
guia rápido das vacinas e principais diferenças

Um guia de utilidade pública com as fichas de 10 vacinas para
entender o calendário da Sociedade Brasileira de Imunização e
as principais diferenças entre as vacinas da Rede Pública e da
Rede Particular no Brasil.
www.tipkidoo.com.br
todos os direitos reservados TipKidoo©

Queridos pais,
Quando o assunto é a vacinação dos pequenos surgem várias dúvidas...
E há uma decisão importante para ser tomada nos primeiros meses de vida do
bebê :
Aonde vou vacinar meu filho, público ou particular?
A boa notícia é que o Brasil tem um dos melhores programas de imunização do
mundo. As vacinas, tanto na rede pública quanto na rede particular, são seguras
algumas vezes idênticas, e outras vezes, complementares.
No entanto, a rede particular oferece algumas vacinas importantes não
disponibilizadas pela rede pública. E também há algumas vacinas que são
oferecidas em ambas as redes, porém, a rede particular possui uma geração mais
moderna e completa.
Para que você decida com clareza e segurança, vamos te mostrar as vacinas que
são exclusivas da rede particular e as vacinas que são administradas pelas duas
redes (pública e particular) entretanto possuem diferenças seja na formulação
da vacina, na quantidade de sorotipos ou na forma e quantidade de
administração. Assim você poderá escolher o que for melhor para o seu pequeno
com base no calendário de vacinação da Sociedade Brasileira de Imunização
(SBIm).
Esperamos que você goste e ganhe tempo.
Boa leitura!

www.tipkidoo.com.br
todos os direitos reservados TipKidoo©

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
Vacinas administradas pelas duas redes (pública e particular)
entretanto possuem diferenças na formulação da vacina
ou forma e quantidade de administração:

Hepatite B
Tríplice Bacteriana DTPa e Tríplice Bacteriana DTPw
Poliomielite
Hepatite A
Tríplice Viral
Varicela
GUIA de Vacinas disponíveis apenas na rede particular
Vacinas e sorotipos disponíveis somente na rede particular:

Rotavírus Pentavalente
Pneumococo - pneumocócica conjugada (VPC 13)
Meningocócica conjugada quadrivalente ACWY
Meningocócica B

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Hepatite B
Quando Aplicar: Ao nascer (primeiras 12 horas de
vida), aos 2 e 6 meses. Ou em 4 doses na dependência
das vacinas combinadas a DTPw ou DTPa disponíveis
(quando só disponível DTPa ou DTPw combinadas com
hepatite B), nesse caso, após a dose ao nascimento,
serão aplicadas mais três doses, aos 2, 4 e 6 meses de
idade.
O que é: A hepatite B é a irritação e inchaço (inflamação) do fígado devido à infecção pelo
vírus da hepatite B (HBV), transmitido pelo contato com sangue e secreções de pessoas
contaminadas. A contaminação da criança geralmente ocorre no parto, natural ou cesárea.
Quando a infecção é adquirida no período perinatal, o risco de cronicidade é de 70 a 90% e
o risco de óbito em casos crônicos é estimado em cerca de 40%.

 Rede Pública:
A vacina da rede pública, das
clínicas e das maternidades são
exatamente iguais.

Rede Particular:
É aplicada combinada com a DTPa +
Hemófilus + Polio (vacina
Hexavalente).
• Benefícios: reduz o número de
injeções na criança.  

1

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Tríplice Bacteriana DTPa e
Tríplice Bacteriana DTPw
Quando Aplicar: O esquema completo de vacinação é
composto por cinco doses: 2, 4 e 6 meses, 1º reforço
entre 15 e 18 meses e 2º reforço entre 4 – 6 anos de
idade.

O que é: A vacina protege o bebê e a criança contra difteria,
coqueluche e tétano.

 Rede Pública:
Oferece a DTPw que é feita a partir
de células inteiras da bactéria. 

Rede Particular:
Oferece a versão DTPa que é acelular,
isto é, não é feita com as células
inteiras, somente com proteínas das
células das bactérias. 
 • Benefícios: por ser mais purificada,
só contém o que realmente é
necessário para a proteção do bebê ,
reduzindo as chances de efeitos
colaterais e fazendo com que sua
ocorrência seja menos intensa.  

2

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Poliomielite
Quando Aplicar: O esquema completo de vacinação,
tanto para a VIP (Salk) como para VOP (Sabin) é
composto de cinco doses: aos 2, 4 e 6 meses, 1º reforço
com entre 15 e 18 meses e 2º reforço entre 4 e 6 anos de
idade.

O que é: A poliomielite é causada por um vírus cuja aquisição
se faz por via oral, ou seja, pela ingestão de água ou alimentos
contaminados com o vírus. O vírus da pólio causa a tão temida
“Paralisia Infantil”.

 Rede Pública:
Para as duas primeiras doses: 2 e 4
meses, oferece a vacina VIP (Salk) ‐
Vacina Inativada Poliomelite, é
injetável e é feita com vírus
inativados. Para as próximas 3 doses:
com 6 meses, 1° reforço entre 15 e 18
meses e 2° reforço entre 4 e 6 anos
oferece a vacina VOP (Sabin) ‐ Vacina
pólio oral, é a famosa “gotinha” .
Utiliza o vírus em estado atenuado.

Rede Particular:
Oferece somente a vacina VIP (Salk)‐
Vacina Inativada Poliomelite para todo
o esquema de imunização.
• Benefícios: Na rede particular só se
usa Polio Inativado, aplicada na mesma
seringa que a DTPa. Desta forma não
existe nenhum risco de causar a PPV ‐
poliomielite pós‐vacinal ‐ um raríssimo
efeito colateral da vacina VOP (Sabin). 

3

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Hepatite A
Quando Aplicar: O esquema de vacinação, de acordo
com o calendário da Sociedade Brasileira de
Imunização, são duas doses a primeira aos 12 meses e a
segunda aos 18 meses.
O que é: A hepatite A é uma doença viral contagiosa
causada pelo vírus da hepatite A (VHA). Esse vírus é muito
resistente a diferentes condições ambientais, o que facilita
sua disseminação.

 Rede Pública:
Oferece apenas uma dose aos 12
meses.

Rede Particular:
Oferece duas doses: aos 12 meses e
aos 18 meses, de acordo como o
calendário da Sociedade Brasileira de
Imunização.
• Benefícios: A principal diferença é a
quantidade de doses, por isto, é
importante consultar o pediatra quanto
à importância de aplicar a segunda
dose na rede particular.

4

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Tríplice Viral
Quando Aplicar: O esquema de vacinação, de acordo
com o calendário da Sociedade Brasileira de Imunização,
são duas doses a primeira aos 12 meses e a segunda entre
os 15 e 24 meses.
O que é: A Tríplice Viral protege a criança de três doenças: Sarampo, Rubéola e Caxumba. O
sarampo ainda é uma das causas mais frequentes de morte em crianças no mundo,
principalmente onde a vacinação não é satisfatória. A Rubéola é uma doença transmissível e
"pega" uma vez na vida, já que o corpo cria sua auto-defesa depois do primeiro baque e a
transmissão ocorre através das secreções da fala, tosse e espirro de uma pessoa
contaminada. A caxumba é uma doença transmissível através das secreções da fala, tosse e
espirro de pessoas infectadas.

 Rede Pública:
É administrada aos 12 meses e após
10 anos de idade. Lembrando que aos
15 meses de idade é administrado a
Tetra Viral que possui imunização
contra catapora, sarampo, caxumba e
rubéola (de acordo com o calendário
nacional de vacinação).

Rede Particular:
É administrada em duas doses a
primeira aos 12 meses e a segunda
entre os 15 e 24 meses.
• Benefícios: A principal diferença é a
forma de administrar a vacina. 

5

GUIA de Vacinas disponíveis na rede pública e particular
e as principais diferenças
veja guia completo: www.tipkidoo.com.br

Varicela
Quando Aplicar: O esquema de vacinação, de acordo
com o calendário da Sociedade Brasileira de Imunização,
são duas doses a primeira aos 12 meses e a segunda entre
os 15 e 24 meses.
O que é: Catapora (ou varicela) é uma doença infecciosa causada
pelo vírus Varicela-Zóster. Altamente contagiosa, mas geralmente
benigna, era uma das enfermidades mais comuns da infância antes
do advento da vacina.

 Rede Pública:
É oferecida como Tetra Viral, que
protege contra catapora, sarampo,
caxumba e rubéola. É administrada
uma única dose aos 15 meses, para
crianças que já tomaram a tríplice
viral (de acordo com o calendário
nacional de vacinação).

Rede Particular:
É oferecida a vacina Varicela,
 administrada em duas doses: a primeira
aos 12 meses e o reforço entre os 15 e
24 meses de idade. A prevenção contra
sarampo, caxumba e rubéola é
administrada na vacina tríplice viral. 
• Benefícios:  A principal diferença é a
quantidade de doses, por isto, é
importante consultar o pediatra quanto à
necessidade e eficácia de aplicar a
segunda dose na rede particular.

6


Related documents


ebook
lei da posse responsavel
formularios cio leitoa projeto s3 agriness 04
microcefalia em pernambuco e brasil
leishmaniose
newsletterdezembro2013


Related keywords