PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact



Sagabook 2015 Brasil .pdf



Original filename: Sagabook-2015_Brasil.pdf
Title: Microsoft Word - Sagabook 2015.docx

This PDF 1.3 document has been generated by Word / Mac OS X 10.10.5 Quartz PDFContext, and has been sent on pdf-archive.com on 03/11/2015 at 23:01, from IP address 200.158.x.x. The current document download page has been viewed 624 times.
File size: 8.4 MB (51 pages).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


 
 

 

ESTE  MATERIAL  É  ADEQUADO  PARA  MIM?  ......................................................................  4  
INTRODUÇÃO  .................................................................................................................  5  
DIFERENÇA  ENTRE  META  E  SONHO  .........................................................................................................  5  
COMEÇANDO  A  ENTENDER  O  DIREITO  AO  RECONHECIMENTO  DA  CIDADANIA  ITALIANA   5  
A  ÚNICA  EXCESSÃO  À  REGRA  –  A  CONFUSÃO  DA  CIDADANIA  MATERNA  .............................................  6  
OUTRA  DÚVIDA  COMUM:  O  LIMITE  DE  GERAÇÕES  .................................................................................  7  
AS  4  ETAPAS  QUE  TE  SEPARAM  DO  RECONHECIMENTO  DA  SUA  CIDADANIA  ITALIANA  ...  7  
ETAPA  1:  REUNIR  OS  DOCUMENTOS  PARA  COMPROVAÇÃO  DO  DIREITO  .........................  8  
DICA  ESPECIAL  –  A  HABILITAÇÃO  DO  CASAMENTO  ...............................................................................  8  
A  CERTIDÃO  DE  NASCIMENTO  DO  ITALIANO  ..........................................................................................  8  
SOLICITANDO  A  CERTIDÃO  ITALIANA  NA  ITALIA  ....................................................................................  9  
PEDINDO  O  DOCUMENTO  AO  ÓRGÃO  ITALIANO  .................................................................................  11  
1  –  A  MELHOR  INFORMAÇÃO  ESTÁ  ONDE  VOCÊ  MENOS  ESPERA  ........................................................  18  
2  –  O  ARCHIVIO  DI  STATO  ....................................................................................................................  19  
O  FORMATO  DO  DOCUMENTO  ITALIANO  .............................................................................................  21  
DOCUMENTOS  CIVIS  X  DOCUMENTOS  RELIGIOSOS  .............................................................................  22  
O  ATTO  DI  NASCITA  .............................................................................................................................  22  
O  CERTIFICATO  DI  BATTESIMO  ............................................................................................................  25  
PEDINDO  A  CNN  –  CERTIDÃO  NEGATIVA  DE  NATURALIZAÇÃO  ...........................................................  26  
COMO  FAZER  PARA  OBTER  A  INFORMAÇÃO  DE  UMA  EVENTUAL  NATURALIZAÇÃO  ...........................  26  
AS  VARIAÇÕES  .....................................................................................................................................  27  
AUTENTICAÇÃO  DA  CNN  ......................................................................................................................  27  
SAGA,  NÃO  CONSEGUI  EMITIR  O  DOCUMENTO  ONLINE,  E  AGORA?  ...................................................  28  
E  SE  MEU  ANTENATO  SE  NATURALIZOU?  ............................................................................................  29  
A  LEGALIZAÇÃO  DOS  DOCUMENTOS  BRASILEIROS  NO  MRE  ...............................................................  30  
ESCRITÓRIOS  REGIONAIS  DO  MRE  (ERESP,  ERERIO,  EREMINAS,  EREPAR...)  .......................................  31  
O  QUE  FAZER  EM  CASO  DE  ERROS  OU  VARIAÇÕES  NOS  DOCUMENTOS  ........................  31  
MINHA  SUGESTÃO  PROFISSIONAL  SOBRE  ERROS  E/OU  VARIAÇÕES  ..................................................  32  
RETIFICAÇÃO  PASSO  A  PASSO  ................................................................................................................  33  
1º  PASSO  –  CONVERSAR  DIRETAMENTE  NO  CARTÓRIO  ......................................................................  33  
2  º  PASSO  –  SEM  ACORDO  COM  O  CARTÓRIO,  CONTRATAR  UM  ADVOGADO  .....................................  33  
FINALIZADO  O  PROCESSO,  PARECER  FAVORÁVEL  E  AVERBAÇÃO  ......................................................  33  
COMO  ESCOLHER  UM  ADVOGADO?  ....................................................................................................  34  
ESTE  PROCESSO  É  DEMORADO?  .........................................................................................................  34  
CONCLUSÃO  ........................................................................................................................................  34  
ETAPA  2:  TRADUÇÃO  PARA  A  LÍNGUA  ITALIANA  ...........................................................  34  
TRADUÇÕES  SIMPLES  .............................................................................................................................  35  
TRADUÇÕES  JURAMENTADAS  ................................................................................................................  35  
ENFIM,  QUAL  TIPO  DE  TRADUÇÃO  ESCOLHER  .......................................................................................  35  
ETAPA  3:  A  LEGALIZAÇÃO  DOS  DOCUMENTOS  ..............................................................  37  
MARCANDO  A  VISITA  AO  CONSULADO  (PASSO  A  PASSO  PRÁTICO)  ....................................................  37  
A  CONFIRMAÇÃO  DO  COMPARECIMENTO  ............................................................................................  45  
O  DIA  DO  AGENDAMENTO  .....................................................................................................................  45  
www.minhasaga.org  

2  

A  CONFERÊNCIA  DOS  DOCUMENTOS  PELO  FUNCIONÁRIO  CONSULAR  .............................................  46  
O  PAGAMENTO  DAS  TAXAS  E  A  RETIRADA  DOS  DOCUMENTOS  LEGALIZADOS  .................................  47  

ETAPA  4:  PROTOCOLANDO  OS  DOCUMENTOS  ..............................................................  47  
NO  BRASIL  ..............................................................................................................................................  47  
1  –  ENVIO  DO  PEDIDO  ..........................................................................................................................  47  
2  –  AGUARDAR  A  FILA  ..........................................................................................................................  49  
3  –  A  APRESENTAÇÃO  DOS  DOCUMENTOS  PARA  ANÁLISE  .................................................................  49  
O  RESULTADO  E  A  FINALIZAÇÃO  DO  PROCESSO  ................................................................................  49  
NA  ITALIA  ................................................................................................................................................  50  
CONCLUSÃO  .................................................................................................................  50  
UM  PEDIDO  ESPECIAL  ...................................................................................................  51  
CONTATOS  ...................................................................................................................  51  

 
 

 

www.minhasaga.org  

3  

ESTE  MATERIAL  É  ADEQUADO  PARA  MIM?  
Não  tem  certeza  se  este  e-­‐book  é  adequado  para  você?  Veja  a  descrição  abaixo  para  saber  se  seu  nível  está  
de  acordo  com  o  conteúdo  do  guia.  

 
  INTRODUTÓRIO    ß  este e-book!  
O  conteúdo  introdutório  foi  desenvolvido  para  os  
novatos  no  mundo  da  cidadania  italiana.  Este  tipo  
de  conteúdo  normalmente  inclui  instruções  passo  
a   passo   sobre   como   começar   um   determinado  
procedimento.    

  INTERMEDIÁRIO  
O   conteúdo   intermediário   se   destina   aos   já  
familiarizados  com  a  base  do  reconhecimento  da  
cidadania  italiana  e  que  passou  por  apenas  alguns  
passos,  
necessitando  
de  
um  
maior  
aprofundamento.   Este   conteúdo   exige   que   você  
já   saiba   alguns   conceitos,   para   poder   avançar  
ainda  mais  no  seu  processo  de  reconhecimento.  

  AVANÇADO  
O  conteúdo  avançado  se  destina  a  quem  já  obteve  
o   reconhecimento   da   cidadania   italiana   e   tem  
como   meta   viver   na   Italia   ou   em   outro   país   da  
Europa,   ou   ainda   aqueles   que   necessitam   de  
informações  sobre  a  vida  como  cidadão  italiano  e  
tudo   a   ele   relacionado,   como   a   emissão   de  
documentos,   o   pedido   de   visto   para   familiares,  
etc.   Neste   tipo   de   conteúdo,   apresentarei  
recursos  avançados,  para  que  você  possa  dominar  
totalmente  o  assunto  abordado.  
 
 

www.minhasaga.org  

 

4  

INTRODUÇÃO  
Caso   você   já  tenha  lido  alguma  das  versões  anteriores  do  Sagabook,   perceberá   que   houve   uma   redução  
considerável  no  texto.  Esta  diferença  existe  porque  as  versões  anteriores  eram  nada  menos  do  que  uma  
compilação  dos  artigos  que  já  existiam  no  blog,  incluindo  a  linguagem  divertida  que  sempre  me  caracterizou  
por  lá.  
Já  nesta  terceira  edição  deixo  de  lado  parte  da  teoria  relacionada  ao  reconhecimento  da  cidadania  italiana  
e  dou  ênfase  a  parte  prática  da  coisa.  Meu  objetivo  é  te  ajudar  não  apenas  a  conseguir  o  seu  tão  sonhado  
reconhecimento,  mas  também  te  ajudar  a  não  cometer  erros  ou  deslizes  que  façam  com  que  você  perca  
tempo  e  principalmente  dinheiro.    
A  única  exigência  que  eu  te  faço  é:  seja  organizado  e  planeje-­‐se!  

DIFERENÇA  ENTRE  META  E  SONHO  
Você  sabe  qual  a  diferença  entre  ter  um  sonho  e  uma  meta?  Planejamento!  
Pense  comigo:  você  quer  ter  a  sua  cidadania  reconhecida,  e  já  conversou  com  todos  da  sua  família  sobre  
isso.   Até   que   você   comece   a   planejar   como,   quanto,   onde   e   quando   você   quer   a   sua   cidadania,   isso   não  
passará  de  um  sonho,  uma  vontade  de  ter  algo.    
Agora,  para  fazer  este  seu  sonho  se  transformar  em  algo  tangível  e  realmente  acessível,  você  vai  precisar  
estabelecer  algumas  coisas,  começando  a  responder  as  seguintes  perguntas:  
1.   Qual   o   motivo   para   obter   o   seu   reconhecimento?   Ter   a   cidadania   europeia   neste   momento  
realmente  vai  mudar  a  sua  vida?  Você  pensa  em  viver  no  exterior  para  trabalhar,  estudar  ou  ainda  
para  ter  uma  vida  melhor  pra  você  e  sua  família?  
2.   Onde  você  pretende  realizar  este  processo:  no  Brasil  ou  aqui  na  Italia?  
3.   Você  já  sabe  o  valor  total  dos  custos  envolvidos  neste  processo  todo?  
E  a  pergunta  principal:  
Quando  você  quer  ter  a  sua  cidadania  em  mãos?  
Veja   que   o   que   era   um   sonho,   começa   a   se   transformar   em   algo   mais   palpável,   pois   para   responder   as  
perguntas  acima  você  precisará  de  informações.    
Este  é  o  meu  objetivo  com  este  manual:  agora  que  você  sabe  onde  quer  chegar,  vou  te  mostrar  o  caminho  
-­‐    compartilhando  contigo  todas  as  informações  necessárias  e  importantes  para  que  você  possa  ter  a  mesma  
alegria  que  eu  tive  no  dia  24  de  dezembro  de  2007,  quando  depois  de  6  meses  e  11  dias  que  eu  havia  chegado  
aqui  na  Italia,  eu  conseguia  o  tão  sonhado  reconhecimento  da  minha  cidadania  italiana.  

COMEÇANDO  A  ENTENDER  O  DIREITO  AO  RECONHECIMENTO  DA  CIDADANIA  
ITALIANA  
Eu  sei  que  falei  no  início  que  seria  mais  prático  do  que  teórico  nesta  nova  edição,  porém  não  poderia  deixar  
de  te  explicar  alguns  conceitos  que  seguramente  te  ajudarão  a  entender  o  motivo  pelos  quais  você  terá  que  
cumprir  determinados  objetivos.  Por  isso  prometo  que  este  pequeno  capítulo  sobre  o  direito  será  o  único  
mais  teórico  –  talvez  um  pouco  chato  até,  mas  realmente  necessário.  
www.minhasaga.org  

5  

A  legislação  italiana  define  que  a  cidadania  italiana  é  transmitida  através  de  um  conceito  chamado  “iure  
sanguinis”  (direito  de  sangue).  Isso  significa  que  um  cidadão  italiano  ao  ter  um  filho  -­‐  independente  do  lugar  
onde  ele  vive  no  mundo  -­‐  transmite  a  este  filho  a  sua  própria  cidadania.  
E  é  exatamente  por  causa  disso  que  qualquer  pessoa  que  tenha  um  ascendente  italiano  em  sua  família  é  um  
potencial  cidadão  italiano!    
Vejamos  um  exemplo  prático  da  transmissão  da  cidadania  italiana:  
ü   Giovanni  Bianchi  nasceu  na  Italia  em  1880  e  em  1910  emigrou  ao  Brasil  com  a  sua  família.  
ü   Estabeleceu-­‐se  no  Rio  Grande  do  Sul  e  por  lá  teve  um  filho,  que  deu  o  nome  de  João,  nascido  em  
1920.  
ü   João  se  casou  com  Joana  e  em  1950  teve  um  filho,  Pedro.  
ü   Pedro  se  casou  com  Maria  e  em  1980  tiveram  um  filho,  dando  a  ele  o  nome  de  Fábio.  
De  acordo  com  a  legislação  italiana,  o  João  que  nasceu  lá  em  1920  no  Brasil,  recebeu  a  cidadania  italiana  do  
seu  pai  Giovanni,  e  por  sua  vez  transmitiu  a  cidadania  ao  filho  João,  que  transmitiu  ao  Pedro,  que  por  fim  a  
transmitiu  ao  Fábio.  
Ao   contrário   de   outras   cidadanias   europeias,   como   por   exemplo   a   cidadania   portuguesa,   não   existe  
nenhuma  obrigatoriedade  de  um  ascendente  estar  vivo  ou  já  ter  obtido  o  reconhecimento  para  que  seja  
possível  obter  a  cidadania  italiana.  
Te  mostro  o  meu  próprio  exemplo:  o  italiano  da  minha  família  é  o  meu  trisavô.  A  minha  árvore  genealógica  
é  a  seguinte:  
ü  
ü  
ü  
ü  
ü  

GIORDANO  BARBIERO  (meu  trisnonno)  –  Nasceu  aqui  na  Italia  em  torno  de  1860  
LUIZ  BARBIERO  (meu  bisnonno)  –  Nasceu  no  interior  de  São  Paulo  em  1890  
BRIANE  BARBIERO  (meu  nonno)  -­‐  Também  nasceu  no  interior  de  SP  em  torno  de  1910  
FLÁVIO  BARBIERO  (meu  pai)  –  Nasceu  na  cidade  de  SP  em  1949  
FABIO  BARBIERO  (eu)  –  Nasci  também  na  cidade  de  SP  em  1976  

Em  2007  eu  vim  a  Italia  e  obtive  o  reconhecimento  da  minha  tão  sonhada  cidadania.  Nenhum  dos  meus  
ascendentes  são  cidadãos  italianos  reconhecidos.  O  meu  pai  não  precisou  reconhecer  a  cidadania  italiana  
dele,  nem  o  meu  avô  e  tampouco  o  meu  bisavô.    
Atualmente   na   minha   família   somente   eu   e   minhas   filhas   (que   são   menores)   temos   a   cidadania   italiana  
reconhecida.  

A  ÚNICA  EXCESSÃO  À  REGRA  –  A  CONFUSÃO  DA  CIDADANIA  MATERNA  
No  exemplo  anterior,  eu  utilizei  uma  linha  de  transmissão  composta  apenas  de  homens.  E  o  que  acontece  
quando  existe  uma  mulher  no  meio  desta  linha?  
Se  na  linha  de  transmissão  existe  uma  mulher,  esqueça  o  ano  em  que  ela  nasceu  e  veja  em  qual  ano  nasceu  
a  próxima  pessoa  abaixo  dela!    
Aqui  existem  duas  situações:  
Se  o  filho  (ou  filha)  desta  primeira  mulher  na  linha  nasceu  APÓS  o  ano  de  1948  fique  tranquilo,  o  direito  a  
cidadania  italiana  existe  e  foi  transmitido  a  você.  

www.minhasaga.org  

6  

Se   por   outro   lado,   o   filho   (ou   filha)   desta   mulher   nasceu   ANTES   de   1948,   infelizmente   a   transmissão   foi  
interrompida  e  você  não  tem  direito  ao  reconhecimento  da  sua  cidadania  italiana.  
Quer   dizer,   não   existe   o   direito   automático   ao   reconhecimento,   mas   você   pode   exigir   o   seu   direito  
judicialmente!  Nos  últimos  anos  diversos  advogados  italianos  entraram  com  uma  ação  contra  o  governo  
italiano,  explicando  que  é  completamente  injusto  que  somente  pelo  fato  do  filho  (ou  filha)  de  uma  mulher  
que  tenha  nascido  antes  do  ano  de  1948  não  possa  obter  o  próprio  reconhecimento.  
Um  dos  casos  mais  absurdos  –  e  que  fizeram  com  que  os  juízes  italianos  julgassem  favoravelmente  estes  
casos  –  foi  o  fato  onde  dois  irmãos  solicitaram  o  reconhecimento  através  da  mãe:  um  deles  nascera  em  1945  
e  o  outro  em  1950.  Pela  legislação  atual  o  primeiro  não  tem  direito  por  ter  nascido  antes  de  1948  e  o  segundo  
sim.  Isso  é  absurdo,  discriminatório  e  fere  a  máxima  de  que  todos  devem  ser  iguais  perante  a  lei.  E  desde  
então,  todos  aqueles  que,  tendo  em  sua  linha  de  transmissão  uma  mulher  e  em  seguida  um  filho  ou  filha  
nascido   antes   de   1948   tem   conseguido   obter,   através   da   contratação   de   um   advogado   italiano,   o  
reconhecimento  da  tão  sonhada  cidadania  italiana.  

OUTRA  DÚVIDA  COMUM:  O  LIMITE  DE  GERAÇÕES  
A  lei  italiana  não  prevê  ou  coloca  nenhum  limite  de  gerações  para  obter  o  reconhecimento  da  cidadania.  
Isso  significa  que  se  você  é  neto,  bisneto  ou  trisneto,  quadrisneto,  etc.  você  tem  direito  ao  reconhecimento.  

AS  4  ETAPAS  QUE  TE  SEPARAM  DO  RECONHECIMENTO  DA  SUA  CIDADANIA  
ITALIANA  
Para  conseguir  o  reconhecimento  da  cidadania  italiana  é  necessário  cumprir  apenas  4  simples  etapas:  
1.  
2.  
3.  
4.  

Reunir  os  documentos;  
Traduzi-­‐los  para  a  língua  italiana;  
Legalizá-­‐los  no  Consulado  Geral  da  Italia  no  Brasil;  
Dar  entrada  no  pedido  oficial  do  reconhecimento  diretamente  no  órgão  responsável  (consulado  ou  
comune  italiano).  

Embora  sejam  apenas  4  etapas,  não  vou  mentir  e  te  dizer  que  será  fácil,  pois  não  será.  Dentro  de  cada  etapa  
você   encontrará   inúmeros   detalhes   que   podem   ter   um   grau   de   dificuldade   maior   ou   menor,   e   por   isso  
recordo   o   pedido   que   te   fiz   anteriormente   (e   te   relembrarei   ao   longo   deste   manual):   seja   organizado   e  
planejado!  
 Você  lidará  com  o  monstro  da  burocracia  não  apenas  de  um,  mas  sim  de  dois  países  diferentes!  Se  tem  algo  
que  aprendi  nos  últimos  dez  anos  respirando  cidadania  é  que  só  conseguimos  vencer  este  monstro  tendo  
organização,  planejamento  e  paciência.  Se  falta  uma  destas  três  coisas,  falharemos.    
Porém  a  boa  notícia  é  que  você  não  está  sozinho,  como  eu  estava  lá  no  início.  Aliás,  você  sabia  que  a  criação  
do  meu  blog  foi  exatamente  porque  eu  não  conseguia  encontrar  informações  sólidas  e  confiáveis  a  respeito  
da   cidadania   italiana?   Se   hoje   o   problema   é   o   excesso   de   informações,   muitas   delas   completamente  
infundadas  ou  incorretas,  tente  imaginar  em  2005...    
Muito  bem,  esta  era  a  parte  teórica  que  eu  gostaria  de  te  passar,  pois  acredito  que  entendendo  melhor  como  
tudo  funciona,  fica  mais  fácil  para  começar  a  esmiuçar  as  4  etapas  que  enfrentaremos,  vejamos  a  primeira  
delas:  

www.minhasaga.org  

7  

ETAPA  1:  REUNIR  OS  DOCUMENTOS  PARA  COMPROVAÇÃO  DO  DIREITO  
Antes  de  mais  nada  você  precisa  saber  certinho  quem  era  o  italiano  da  família.  Como  vimos  acima,  pode  ser  
o  nonno,  o  bisnonno,  o  trisnonno,  etc.  
Comece  reunindo  os  documentos  de  trás  para  frente,  iniciando  pela  sua  própria  certidão  de  nascimento:  lá  
contém  informações  de  duas  gerações  anteriores  –  o  nome  dos  seus  pais  e  o  nome  dos  seus  avós.  
Depois  solicite  a  certidão  de  nascimento  do  seu  pai:  lá  você  vai  encontrar  as  informações  dos  seus  nonnos  e  
bisnonno.   Em   pouco   tempo   você   conseguirá   ter   todas   as   informações   que   você   precisa   da   sua   linha  
ascendente  e  conseguirá  as  informações  que  mais  precisa:  o  nome  do  italiano,  nome  dos  pais  dele  e  com  
sorte  você  encontrará  até  a  data  e  o  local  de  nascimento.  
Depois  que  conseguir  todas  as  certidões  de  nascimento  dos  seus  ascendentes,  você  deverá  começar  a  busca  
pelas   certidões   de   casamento   dos   mesmos,   seguindo   sempre   o   mesmo   critério:   começando   das   mais  
recentes  até  as  mais  antigas.  
Um  método  muito  bom  quando  não  se  sabe  o  local  do  casamento  é  verificar  onde  nasceu  o  filho  mais  velho,  
pois  geralmente  estes  filhos  nasciam  na  mesma  cidade  onde  os  pais  se  casavam.  
  SAGAVÍDEO   –   Clique   aqui   para   assistir   um   vídeo   que   publiquei   no   nosso   canal   no   Youtube,  
explicando  estes  passos.  
DICA  ESPECIAL  –  A  HABILITAÇÃO  DO  CASAMENTO  
Caso  você  tenha  a  certidão  de  casamento  de  alguém,  mas  não  consegue  encontrar  a  de  nascimento,  solicite  
ao  cartório  onde  foi  realizado  este  casamento  a  habilitação  do  casamento.  Trata-­‐se  da  cópia  de  todos  os  
documentos  que  foram  apresentados  pelos  noivos  e  com  sorte  lá  constará  as  informações  que  você  procura.  
Uma  dúvida  comum  que  recebo  é  se  as  certidões  de  nascimento  ou  óbito  dos  cônjuges  são  necessárias.  
Não.  Para  o  processo  de  reconhecimento  não  são  necessárias  nem  as  certidões  dos  cônjuges,  nem  qualquer  
outro  documento  que  não  sejam  as  certidões  civis  de  nascimento,  casamento  e  óbito  (como  por  exemplo  
atestado  militar,  eleitoral,  declaração  de  solteiro,  entre  outros).  

A  CERTIDÃO  DE  NASCIMENTO  DO  ITALIANO  
O  próximo  passo  e  muitas  vezes  o  mais  difícil  é  conseguir  os  documentos  do  seu  antenato  que  nasceu  aqui  
na  Italia  e  que  a  partir  deste  momento  você  começará  a  chama-­‐lo  de  antenato  italiano.  
Para  começar  a  sua  saga  na  busca  deste  documento,  você  precisará  observar  uma  das  seguintes  situações:  
ü   Ele  nasceu  e  casou-­‐se  na  Italia;  
ü   Ele  nasceu  e  casou-­‐se  no  Brasil.  
Se   ele   nasceu   aqui   na   Italia   e   se   casou   no   Brasil,   a   primeira   dica   que   te   dou   é  providenciar  a   certidão   de  
casamento   dele   no   cartório   brasileiro.   Como   expliquei   anteriormente,   existem   grandes   chances   que   ele  
tenha  apresentado  um  atestado  de  nascimento  ou  pelo  menos  indicado  a  data  e  local  de  nascimento,  no  
momento  da  publicação  do  matrimônio.  
Primeira  coisa  a  fazer  é  descobrir  o  ano  de  nascimento  do  seu  antenato.  Existem  duas  formas:  
Forma  1  –  através  da  certidão  de  casamento  

www.minhasaga.org  

8  

Verifique  a  certidão  de  casamento  dele,  caso  você  a  tenha  em  mãos.  Perceba  que  nela  consta  a  seguinte  
informação:  O  noivo,  nascido  em  xx/xx/xxxx...  
Pronto,  você  já  descobriu  a  data  de  nascimento  dele!  
Pode  ser  que  a  informação  não  esteja  completa,  por  exemplo  pode  constar:  o  noivo,  com  “xx”  anos  de  idade...  
Neste  caso  você  precisará  subtrair  a  data  que  ele  tinha  ao  se  casar  da  idade  que  consta  no  documento,  e  
chegará  ao  ano  aproximado  de  nascimento  dele.  
Forma  2  –  através  da  certidão  de  óbito  
Neste  caso,  você  precisará  verificar  a  data  que  o  finado  tinha  ao  morrer.  Normalmente  a  informação  consta  
assim:  “morreu  aos  xx  anos  de  idade...”  
Faça  também  a  conta  e  chegará  a  idade  aproximada.  
Lembrando  que  a  data  da  certidão  de  casamento  é  sempre  mais  confiável  do  que  a  data  do  óbito.  

SOLICITANDO  A  CERTIDÃO  ITALIANA  NA  ITALIA  
Existem  duas  formas  de  conseguir  este  documento:  pagando  um  pesquisador  ou  buscador  de  documentos  
que  vive  aqui  na  Italia  ou  tentar  obter  este  documento  sozinho.  Eu  fiz  tudo  sozinho  e  meu  objetivo  aqui  é  
orientá-­‐lo  para  que  também  consiga  fazer  isso  sem  gastar  um  único  centavo.  
A  primeira  coisa  que  você  deve  fazer  é  reunir  as  pessoas  mais  antigas  da  sua  família  diante  de  uma  mesa,  
pegar  papel  e  caneta  e  simplesmente  perguntar  tudo  que  eles  sabem  sobre  a  história  da  família  de  vocês.  
Você  não  tem  ideia  da  emoção  que  é  ouvir  dos  nossos  pais,  avós  ou  tios  sobre  a  nossa  origem!  Não  tenha  
pressa  e  vá  anotando  tudo  que  lhe  disserem,  cada  informação  é  extremamente  importante  neste  momento.  
PRIMEIRA  DICA  PRÁTICA  –  O  MUSEU  DA  IMIGRAÇÃO  EM  SP  

 
A   primeira   dica   prática   que   eu   te   dou   é   sobre   o   Museu   da   Imigração   do   Estado   de   São   Paulo   (antiga  
Hospedaria  do  Imigrante).  Lá  eles  conservam  as  listas  de  desembarque  dos  italianos  que  chegavam  para  
trabalhar  nas  lavouras  de  café.  Se  você  mora  em  SP  ou  tem  oportunidade  de  visitar  este  local,  não  deixe  de  
fazê-­‐lo:  é  uma  verdadeira  homenagem  aos  nossos  antepassados.  Lá  você  encontra  acervos,  mostras  e  mais  
um  bocado  de  atrações  relacionadas  a  vida  do  imigrante  no  Brasil.  Eu  posso  dizer  sem  sombra  de  dúvidas  
que  este  museu  deveria  ser  um  local  obrigatório  de  visitação  a  todos  aqueles  que  estão  em  busca  das  suas  
origens.  
O   endereço   do   museu   é   Rua   Visconde   de   Parnaíba,   1316   –   ao   lado   da   estação   Bresser   do   metrô   e   o  
endereço  do  site  é  http://museudaimigracao.org.br    
Um   dos   serviços   oferecidos   pelo   Museu   é   a   Certidão   do   Desembarque,   que   reporta   a   chegada   de   um  
determinado  imigrante  por  lá.  
www.minhasaga.org  

9  


Related documents


sagabook 2015 brasil
713 direito civil v
o cons rcio fiel livra a populac o da meretr cio
documento 2
marcos
missal


Related keywords