Guilherme Petry Tragédia .pdf

File information


Original filename: Guilherme Petry - Tragédia.pdf

This PDF 1.4 document has been generated by Writer / LibreOffice 5.0, and has been sent on pdf-archive.com on 04/05/2016 at 02:25, from IP address 189.58.x.x. The current document download page has been viewed 231 times.
File size: 31 KB (1 page).
Privacy: public file


Download original PDF file


Guilherme Petry - Tragédia.pdf (PDF, 31 KB)


Share on social networks



Link to this file download page



Document preview


Teoria da Literatura – Tarefa Avaliativa
Tragédia; Édipo Rei
Guilherme Petry 03/05/2016
a) A importância do contexto democrático na tragédia grega.
Advinda dos ritos em homenagem a Dionísio, mais especificamente, do ditirambo, a
Tragédia tem já em sua origem um embate ideológico do povo com a tirania vigente na época (Sec.
VI a.C.). A inserção do deus do vinho na teogonia Ateniense e o estabelecimento das Grandes
Dionísias Urbanas, marcam uma ascensão da influência popular sobre a aristocracia, que agora
buscava agradar a prole.
A tragédia em seu curto período de existência, durante o século V a.C., não se efetuou a par
das ocorrências políticas da época, mas sim como expressão direta da consciência popular diante do
estabelecimento de uma nova ordem política e todas suas implicações sociais. As já mencionadas
Grandes Dionísias Urbanas, festivais com apresentações trágicas, organizadas, atuadas e, mais
importante, julgadas pelo povo, demonstram exatamente isso.
É na estrutura e narrativa recorrente do gênero trágico, como na queda de um aristocrata,
visto em Édipo Rei, que inferimos estas conclusões. O herói que busca seu destino trágico, e a
posterior exposição de sua fragilidade, demonstram tanto a crescente noção de autonomia nos
cidadãos não-elitizados, quanto a apreensão do povo nesse momento transitório.
A tragédia grega é, então, uma expressão artística moldada pelo contexto histórico,
democrático, da época.
b) A função do coro.
O coro é parte essencial da tragédia. Não-distante das ações percorridas pelos autores, tem a
função de liga-las e também interagir com os personagens, como uma voz que espelha o público. É
capaz de interferir em ações que outros personagens não tomam conhecimento. Através de uma
dialogia com o ator, comentários e indagações, aproxima o público das ocorrências da tragédia e do
herói trágico. Adiciona musicalidade a uma poesia que, caso contrário, seria ausente da mesma, e dá
então uma das características principais da tragédia.
Em Édipo Rei o coro é caracterizado pelos cidadães de Tebas.
Referências Bibliográficas:
ARISTÓTELES, A Poética
SÓFOCLES, Édipo Rei
Adilson dos Santos, A tragédia grega, um estudo
(http://ava.unifra.br/pluginfile.php/100025/mod_resource/content/1/trag%C3%A9dia%20grega.pdf)
Literatura Fundamental 05 - Édipo Rei - Adriane Duarte
(https://www.youtube.com/watch?v=Y1EtfbFDdEU)


Document preview Guilherme Petry - Tragédia.pdf - page 1/1


Related documents


guilherme petry tragedia
proposta o di rio de pilar na grecia
trabajo contabilidad
portfolio juliana andrade 2016
toque da noite 2
confeso 1999 revisado y digitalizado en febrero de 2017

Link to this page


Permanent link

Use the permanent link to the download page to share your document on Facebook, Twitter, LinkedIn, or directly with a contact by e-Mail, Messenger, Whatsapp, Line..

Short link

Use the short link to share your document on Twitter or by text message (SMS)

HTML Code

Copy the following HTML code to share your document on a Website or Blog

QR Code

QR Code link to PDF file Guilherme Petry - Tragédia.pdf