Search


PDF Archive search engine
Last database update: 17 December at 11:24 - Around 76000 files indexed.


Show results per page

Results for «alternativa»:


Total: 200 results - 0.03 seconds

Alternativ media 100%

Det bästa sättet att hålla sig uppdaterad om vad som händer är att börja följa de alternativa, icke censurerade och fria alternativa medierna på internet.

https://www.pdf-archive.com/2017/03/17/alternativ-media/

17/03/2017 www.pdf-archive.com

713 DIREITO CIVIL V 99%

tem-se a filiação, sobre esta, assinale a alternativa CORRETA:

https://www.pdf-archive.com/2014/06/04/713-direito-civil-v/

04/06/2014 www.pdf-archive.com

Resumen Costos 94%

riqueza hipotética que se podría haber obtenido pero que se renuncia a la obtención de ella a cambio de la elección de alguna otra alternativa.

https://www.pdf-archive.com/2016/12/06/resumen-costos/

06/12/2016 www.pdf-archive.com

Simulado 5 - Regimento Interno 91%

Simulado 5 de Regimento Interno TRT 3 ­ 11/07/2015  Títulos IV e V      1. São órgãos do Tribunal que poderão constituir comissões temporárias que serão extintas quando o  objetivo for cumprido:    a) o Tribunal Pleno e o Órgão Especial somente  b) o Tribunal Pleno, o Órgão Especial e a Presidência somente  c) o Tribunal Pleno, o Órgão Especial, a Presidência e a Corregedoria somente  d) o Tribunal Pleno, o Órgão Especial, a Presidência, a Corregedoria e as Turmas somente  e) o Tribunal Pleno, o Órgão Especial, a Presidência, a Corregedoria e as Turmas e os Desembargadores  do Trabalho    2. São comissões permanentes, exceto:    a) a Comissão de Jurisprudência  b) a Comissão de Planejamento Estratégico  c) a Comissão de Informática  d) a Comissão de Ética  e) a Comissão de Regimento Interno    3. Marque a alternativa correta:    a) Na primeira sessão subsequente à posse, o Presidente do Tribunal sugerirá, para deliberação do  Tribunal Especial, a composição das diversas comissões, integradas por cinco Desembargadores.  b) Na primeira sessão subsequente à posse, o Presidente do Tribunal sugerirá, para deliberação do  Tribunal Pleno, a composição das diversas comissões, integradas por quatro Desembargadores.  c) As propostas da Comissão de Planejamento Estratégico serão submetidas à aprovação do Tribunal  Especial.  d) A Comissão de Planejamento Estratégico será composta pelo Presidente do Tribunal, que a presidirá,  pelo Corregedor, pelo Decano, por um ex­Presidente e por um Juiz eleito.  e) A Comissão de Planejamento Estratégico será composta pelo Presidente do Tribunal, que a presidirá,  Corregedor, pelo Decano eleito, e por um ex­Presidente.    4. Considere as afirmações abaixo.    I.

https://www.pdf-archive.com/2015/07/19/simulado-5-regimento-interno/

19/07/2015 www.pdf-archive.com

Simulado 3 - Regimento Interno 90%

Simulado 3 de Regimento Interno TRT 3 ­ 13/06/2015  Título II ­ Da Ordem de Serviço no Tribunal: Capítulos I a III      1. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas, exceto:     a) Ação Anulatória de Cláusulas Convencionais ­ AACC;  b) Ação Rescisória ­ AR;  c) Agravo ­ Agv;  d) Agravo de Instrumento em Agravo de Petição ­ AIAP;  e) Agravo de Instrumento em Recurso de Revista ­ AIRR;    2. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas, exceto:     a) Agravo de Instrumento em Recurso Extraordinário ­ AIRE;  b) Agravo de Instrumento em Recurso Ordinário ­ AIRO;  c) Agravo de Petição ­ AP;  d) Agravo Regimental ­ AgvR;  e) Arresto ­ Arrest;  3. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas. É uma correspondência incorreta entre designação e abreviatura:     a) Atentado ­ Atent;  b) Busca e Apreensão ­ BusApr;  c) Carta de Ordem ­ CartOrd;  d) Carta Precatória ­ Precato;  e) Carta Rogatória ­ Rogato;  4. São as abreviaturas  corretas  para  as respectivas designações: Caução, Cautelar Inominada, Conflito de  Competência, Consulta e Contraprotesto Judicial:     a) Caucao, Caulinom, CC, Consult, CProtJ;  b) Caucao, CauInom, CC, Consult, CProtJ;  c) Cauçao, Caulinom, CC, Consult, CProt;  d) Cauçao, CauInom, CC, Cons, CProtJ;  e) Cauçao, CauInom, CC, Cons, CProt;    5.  Com  relação à  classificação dos processos  de  competência  dos  órgãos judicantes  do Tribunal,  a única  alternativa que não relaciona corretamente uma designação e sua abreviatura é:    a) Exceção de Impedimento ­ ExcImp  b) Dissídio Coletivo de Greve ­ DCG  c) Exibição ­ Exibic  d) Correição Extraordinária ­ CE   e) ​ Habeas Corpus ​ ­ HC            6.  Com  relação  à  classificação  dos  processos  de   competência  dos  órgãos  judicantes  do  Tribunal,   a  alternativa que apresenta  respectivamente as  abreviaturas  das  designações  Correição  Ordinária,  Exceção  de Suspeição, ​ Habeas Corpus ​ e Dissídio Coletivo é:    a) CorOrd, ExcSusp, HC, DC  b) CO, ExcSusp, HC, DC  c) CorOrd, ES, HabCor, DisCol  d) CO, ES, HC, DC  e) CO, ExcSusp, HC, DisCol  7. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas, exceto:    a) HC  b) HD  c) JUST.  d) NOTIF.  e) OPOSIC.  8. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas:    a) IVC ­ Informação do valor da causa  b) IUJ ­ Incidente de uniformização de jurisprudência  c) IncFal ­ Incidente de falência  d) MsCol ­ Mandado de Segurança Coletivo  e) Inter ­ Internacional  9. Os  processos de  competência dos Órgãos  judicantes do  Tribunal  serão classificados de acordo com as  seguintes designações e abreviaturas. A designação não corresponde à uma abreviatura:     a) Pedido de Revisão do Valor da Causa ­ PRVC;  b) Petição ­ Pet;  c) Precatório ­ Precat;  d) Processo Administrativo Disciplinar em face de Magistrado ­ PADMagis;  e) Processo Administrativo Disciplinar em face de Servidor ­ PADServ;  10.  No que  tange à  classificação dos processos de  competência dos órgãos judicantes do Tribunal,  a única  alternativa que relaciona corretamente uma designação e sua abreviatura é:    a) Produção Antecipada de Provas ­ PAnP;  b) Protesto ­ Prot;  c) Reclamação ­ Rcl;  d) Reclamação Disciplinar ­ RclDi;  e) Recurso Administrativo ­ RcAdm;                  11. Assinale a alternativa que possui duas correspondências corretas entre designações e abreviaturas:    a) Recurso de Multa ­ RMult; Recurso Ordinário ­ RO;  b) Recurso Ordinário ­ ROrd; Reexame Necessário ­ ReNec;  c) Reexame Necessário ­ ReeNec; Requisição de Pequeno Valor ­ RPV;  d) Requisição de Pequeno Valor ­ RePV; Suspensão de Liminar ou Antecipação de Tutela ­ SLAT;  e) Sindicância ­ Sind; Restauração de Autos ­ ResAu;  12.  A  autuação  de  processo  cuja  classe  não  encontre  correspondência   deverá  ser  efetivada  na   classe  ‘’Pertição  ­ Pet’’, devendo  a Diretoria da  Secretaria de  Cadastramento Processual  e  Distribuição  de Feitos  da  Segunda   Instância   ­  DSCPDF  2a  Instância  comunicar  tal   situação  ao  Grupo   Gestor   Regional  das  Tabelas  Processuais  Unificadas  do  Poder  Judiciário  para  apreciação  e,  se  for  o  caso,  o  Desembargador­Presidente encaminhará,  em  determinado prazo, cópia da  petição  inicial ao Grupo Gestor  Nacional,  para  análise  e  estudo  da  possibilidade  de  criação  da  classe  processual  respectiva.  O  prazo  referido é de:    a) 5 dias úteis;  b) 10 dias úteis;  c) 15 dias;  d) 20 dias;  e) 30 dias;    13.  Após  registrados  e  autuados,  os  processos  serão  imediatamente  e  obrigatoriamente  distribuídos  quando:    a) For parte pessoa jurídica de Direito Privado  b) For parte organização quilombola  c) For parte um Incapaz  d) Em Dissídio individual  e) Em Dissídio coletivo, mesmo que não admitida a inicial    14. Após registrados e autuados, os processos serão imediatamente e facultativamente distribuídos:    a) Se a matéria dispensa manifestação do Ministerio Público do Trabalho  b) Por solicitação do Ministério Público, após a realização da sessão de julgamento  c) Após obrigatório parecer oral do Ministério público, durante a sessão de julgamento  d)  Por iniciativa do Pleno, nos casos previstos em lei  e)   Se  não  distribuidos,   essa  falta   será  considerada  sanada  se  não  houver  arguição  na  sessão  de  julgamento                            15.  Recebidos,  registrados  e  autuados,  os  processos  serão  imediatamente   distribuídos  aos  respectivos  Relatores,  que os remeterão ao  Ministério  Público do Trabalho naquelas hipóteses previstas no Regimento  Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região. Nesse sentido, considere as seguintes afirmações:    I.

https://www.pdf-archive.com/2015/06/19/simulado-3-regimento-interno/

19/06/2015 www.pdf-archive.com

Simulado 4 - Regimento Interno 89%

Simulado 4 de Regimento Interno TRT 3 ­ 30/06/2015  Título II ­ Da Ordem de Serviço no Tribunal: Capítulos IV a VI      1. De acordo com o Regimento Interno,e correto afirmar:     a) As sessões serão públicas e realizar­se­ão em dias úteis, horários e locais previamente fixados.  b) As sessões serão públicas e realizar­se­ão em dias úteis, salvo em sessões extraordinarias que poderão  ser realizadas em finais de semanas e feriados, horários e locais previamente fixados.  c) Mediante inscrição por fax, por correio eletrônico ou pessoalmente, até o início da sessão, admitir­se­á a  sustentação oral.  d) Mediante inscrição por correio eletrônico, no web site ou pessoalmente, até o início da sessão,  admitir­se­á a sustentação oral.  e) Mediante inscrição somente pessoal, até o início da sessão, admitir­se­á a sustentação oral.  2. De acordo com o Regimento Interno,e correto afirmar:     a) Aberta a sessão, aguardar­se­á, por cinco minutos, a formação do quorum  b) Aberta a sessão, aguardar­se­á, por dez minutos, a formação do quorum  c) Aberta a sessão, aguardar­se­á, por quinze minutos, a formação do quorum  d) Aberta a sessão, aguardar­se­á, por vinte minutos, a formação do quorum  e) Aberta a sessão, aguardar­se­á, por vinte e cinco minutos, a formação do quorum  3. De acordo com o Regimento Interno,e correto afirmar:     a) Apregoado o processo, o Presidente da sessão dará a palavra,por quinze minutos,ao membro do  Ministério Público do Trabalho,se este a requerer e, em seguida,ás partes ou a seus procuradores.  b) Em se tratando de agravo de qualquer espécie,o prazo será dez minutos.  c) provido o agravo,não  reabrirá prazo para sutentação de recurso destrancado  d) O Magistrado não deverá ausentar­se do recinto,sem motivo,após apregoado o processo a que se  encontra vinculado.  e) Em sessões de julgamento quando da sustentação oral,falará em primeiro lugar o representante da  categoria profissional.  4.De acordo com o artigo 103  do Regimento interno, as sessões obedeceram a uma ordem, assinale a  alternativa incorreta:     a) Verificação dos magistrados presentes.  b) Aguardar por 10 minutos a formação do quorum.  c) Julgamento de processos.  d) Indicações e propostas.  e) discurssão sobre a ata e a aprovação dela.  5. Assinale a alternativa incorreta acerca da sessão de julgamento, quando da sustentação oral, falará em  primeiro lugar:    a) o recorrente.  b)  o autor, se houver dois ou mais recursos, salvo a hipótese de recurso adesivo, caso em que falará após  o recorrente principal.  c) O juiz ao dar abertura na sessão.  d) o representante da categoria profissional, em dissídios coletivos instaurados de ofício.  e) o autor ou o requerente, em processos de competência originária.                6. Iniciado o julgamento, somente caberá a interrupção    a) Se o próprio juiz o fizer.  b) Nos casos previstos no Regimento Interno.  c) Acaso uma das partes se ausente do recinto.  d) Para apuração de erro formal no processo.  e) Para intervalos regulamentados.    7. De acordo com as sessões do TRT da 3ª região, marque a correta:     a) O Magistrado poderá fazer uso da palavra, não interrompendo, porém, aquele que estiver no uso dela.  b) O Magistrado, mediante prévia solicitação ao Presidente, poderá fazer uso da palavra, podendo  interromper aquele que estiver no uso dela.  c) O Magistrado, mediante prévia solicitação ao Presidente, poderá fazer uso da palavra, não  interrompendo, porém, aquele que estiver no uso dela.  d) É obrigatorio ao Advogado prestar esclarecimentos sobre matéria fática, desde que autorizado pelo  Presidente.  e) É facultado ao Advogado prestar esclarecimentos sobre matéria fática, mesmo sem que autorizado pelo  Presidente.    8. De acordo com as sessões do TRT da 3ª região, marque a correta:    a) Iniciar­se­á a votação pelo Revisor, seguindo­se o voto do Relator e dos demais Magistrados, pela ordem  de antiguidade.  b) Iniciar­se­á a votação pelo Relator, seguindo­se o voto dos demais Magistrados, pela ordem de  antiguidade, e por ultimo do Revisor,.  c) Iniciar­se­á a votação pelo Relator, seguindo­se o voto do Revisor e dos demais Magistrados, pela ordem  cronologica.  d) O Magistrado não poderá abster­se de votar, salvo em casos de suspeição ou impedimento.  e) O Magistrado poderá abster­se de votar, salvo em casos de suspeição ou impedimento.    9. Assinale a alternativa correta a respeito da sessões do TRT da 3ª região:    a) Antes de encerrada a votação, qualquer Magistrado, respeitando a ordem de antiguidade, poderá pedir  vista dos autos, obrigando aos demais Magistrados proferirem, de imediato, seus votos  b) Antes de encerrada a votação, qualquer Magistrado, independentemente da ordem de antiguidade,  poderá pedir vista dos autos, facultando­se aos demais Magistrados proferirem, de mediato, seus votos  c) Antes de encerrada a votação, o Presidente, independentemente da ordem de antiguidade, poderá pedir  vista dos autos, facultando­se aos demais Magistrados proferirem, de imediato, seus votos  d) Antes de encerrada a votação, qualquer Magistrado, independentemente da ordem de antiguidade,  poderá pedir vista dos autos, facultando­se aos demais Magistrados proferirem, de imediato, seus votos  e) Antes de encerrada a votação, o Presidente, respeitando a ordem de antiguidade, poderá pedir vista dos  autos, facultando­se aos demais Magistrados proferirem, de mediato, seus votos.                           10. De acordo com as sessões do TRT da 3ª região, observar­se:    I.

https://www.pdf-archive.com/2015/06/30/simulado-4-regimento-interno/

30/06/2015 www.pdf-archive.com

CLOUD Presentation 89%

Cloud – digital arts The New Media concept Realidade Aumentada German creative boosters Berlim, 2011 ÍNDEX Web 7 Mobile 23 Interactive 30 Communication 42 Porquê comunicar de forma alternativa?

https://www.pdf-archive.com/2013/10/30/cloud-presentation/

30/10/2013 www.pdf-archive.com

Sem título-1 89%

TESTE:

https://www.pdf-archive.com/2014/08/26/sem-t-tulo-1/

26/08/2014 www.pdf-archive.com

MassimilianoVastolaTGSTN 89%

Nel mio lavoro ho usato la grafite di una matita colorata per creare sfumature di colore , temperando la grafite sul foglio e sfumarla con la pelle di serpente (in alternativa una spugna), perchè essa aveva un rivestimento interessante che creava una sfumatura meno lineare.

https://www.pdf-archive.com/2018/01/05/massimilianovastolatgstn/

05/01/2018 www.pdf-archive.com

INFORME ANUAL 88%

INFORME ANUAL 2016 RESUMEN EJECUTIVO Contenido Contenido         Comparte Mensaje de Presidencia Cifras relevantes Informe Directivo Resumen Operativo Patrocinadores Retos 2017 Directorio 1 2 3 8 9 13 14 15 1 Comparte Comunidad Participativa Tepito AC, surge en Tepito para ayudar a niños, mujeres y personas mayores afectadas con el sismo de 1985, en los 90´s se decide enfocar la atención a este último sector, convirtiéndose en Casa de Día, operando con el Modelo “Una alternativa al asilo”, el cual cuenta con 4 Programas:

https://www.pdf-archive.com/2017/02/10/informe-anual/

10/02/2017 www.pdf-archive.com

EIA - Volume I 87%

BRT METROPOLITANO PERIMETRAL ALTO TIETÊ EIA - Estudo de Impacto Ambiental VOLUME I Índice Geral VOLUME I 1 1.1 1.2 2 2.1 2.2 3 3.1 3.2 3.2.1 3.2.2 3.2.3 3.2.4 3.2.5 3.2.6 3.2.7 3.2.8 3.2.9 3.2.10 3.2.11 3.2.12 3.3 3.3.1 3.3.2 3.3.3 3.3.4 4 4.1.1 4.1.2 5 6 6.1 6.2 6.2.1 6.2.2 6.2.3 6.3 6.3.1 6.3.2 7 7.1 7.2 7.2.1 7.2.2 7.3 7.3.1 7.3.2 7.3.3 7.4 7.4.1 7.4.2 IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR E DA EMPRESA DE CONSULTORIA Identificação do Empreendedor Identificação da empresa responsável pela elaboração do EIA / Rima INTRODUÇÃO Objeto do licenciamento Breve histórico do empreendimento LEGISLAÇÃO INCIDENTE Contextualização Institucional Contextualização da Legislação Ambiental Incidente Licenciamento Ambiental Unidades de Conservação e Outras Áreas Protegidas Supressão, Recomposição ou Proteção de Vegetação Proteção da Fauna Patrimônio Cultural Poluição do Solo e Subsolo / Áreas Contaminadas Poluição Atmosférica Poluição Sonora (Níveis de Ruídos e Vibrações) Recursos Hídricos (Qualidade das Águas / Outorgas) Desapropriações e Reassentamentos Uso do Solo Urbano e Subsolo Municipal Gerenciamento dos Resíduos da Construção Civil Contextualização da Legislação Municipal / Plano Diretor Municipal Município de Arujá Município de Poá Município de Itaquaquecetuba Município de Ferraz de Vasconcelos COMPATIBILIDADE COM AS POLÍTICAS PÚBLICAS, PLANOS, PROGRAMAS E PROJETOS CO LOCALIZADOS Esfera Estadual Esfera Municipal HISTÓRICO DO PROCESSO DE LICENCIAMENTO JUSTIFICATIVA DO EMPREENDIMENTO E AS ALTERNATIVAS ESTUDADAS As Justificativas para a Implantação do Empreendimento As Justificativas da Alternativa Tecnológica Adotada A Concepção Funcional do BRT O Modelo Tecnológico do BRT O Processo de Escolha da Tecnologia Veicular As Justificativas da Alternativa Locacional e de Traçado Considerações Gerais A Proposta Inicial do Corredor / BRT no âmbito do Programa Metropolitano de Corredores (PCM) CARACTERIZAÇÃO DO EMPREENDIMENTO Localização Referencial do Empreendimento e Inserção Urbana Descrição do Empreendimento Características Gerais das Diretrizes do Traçado Concepção Física da Infraestrutura do Corredor / BRT Alto Tietê Características Gerais da Implantação do Empreendimento Estudos de Demanda Desafetação de Áreas Obras, Serviços Gerais e Infraestrutura de Apoio às Obras Características Gerais da Operação do Empreendimento Sistemas de Transporte Inteligentes (ITS) Circulação Viária (Plano Funcional) CONSÓRCIO PROJETO BRT ARUJÁ ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL – EIA BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 2 2 2 3 4 5 7 7 10 11 12 14 15 16 18 21 22 24 26 27 28 28 28 32 36 38 41 41 48 53 55 55 56 56 59 68 70 70 71 80 80 82 82 113 133 133 136 137 141 142 142 7.4.3 7.4.4 7.5 8 8.1 8.2 8.3 A Concepção dos Veículos que poderão ser Utilizados no BRT O Modelo Espacial e de Integração do BRT Custos Estimados, Cronograma e Mão de Obra DELIMITAÇÃO DAS ÁREAS DE INFLUÊNCIA Área de Influência Indireta (AlI) Área de Influência Direta (AlD) Área Diretamente Afetada (ADA) 150 155 157 158 158 159 159 VOLUME II 9 9.1 9.1.1 9.1.2 9.1.3 9.1.4 9.1.5 9.1.6 9.1.7 9.1.8 9.1.9 9.1.10 DIAGNÓSTICO AMBIENTAL Caracterização e Análise do Meio Físico Aspectos Climáticos e das Condições Meteorológicas Qualidade do Ar Níveis de Ruídos e Vibrações Aspectos Geomorfológicos e Morfométricos Aspectos Pedológicos Aspectos Geológicos Aspectos Geotécnicos Recursos Hídricos Superficiais Recursos Hídricos Subterrâneos Passivos Ambientais / Áreas Contaminadas 162 162 162 166 175 296 305 310 316 326 349 359 VOLUME III 9.2 9.2.1 9.2.2 9.2.3 Caracterização e Análise do Meio Biótico Flora Fauna Unidades de Conservação e Outras Áreas Protegidas 529 529 760 803 VOLUME IV 9.3 9.3.1 9.3.1.1 9.3.1.2 9.3.1.3 9.3.1.4 9.3.1.5 9.3.1.6 9.3.1.7 9.3.2 9.3.2.1 9.3.2.2 9.3.2.3 9.3.2.4 9.3.2.5 9.3.2.6 9.3.2.7 9.3.2.8 9.3.2.9 9.3.3 9.3.3.1 10 10.1 10.1.1 10.1.2 10.1.3 Caracterização e Análise do Meio Socioeconômico Área de Influência Indireta (AII) Dinâmica Demográfica Condições de Moradia / Aglomerados Subnormais Estrutura Etária da População Perfil Econômico Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – IDHM Uso e Ocupação do Solo Sistema Viário e de Transporte Área de Influência Direta (AID) Dinâmica Demográfica Perfil Econômico Qualidade de Vida Uso e Ocupação do Solo Sistemas Viário, de Transporte e de Circulação Paisagem Urbana Estrutura Urbana Reivindicações Sociais Patrimônio Arqueológico e Bens Tombados Área Diretamente Afetada (ADA) Áreas Passíveis de Desapropriação IDENTIFICAÇÃO, PREVISÃO E AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS E PROPOSIÇÃO DAS RESPECTIVAS MEDIDAS / AÇÕES DE CONTROLE Referencial Metodológico Fatores e Ações Geradoras de Impactos Ambientais Atributos de Avaliação de Impactos Ambientais Medidas e Ações de Controle Ambiental CONSÓRCIO PROJETO BRT ARUJÁ ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL – EIA BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 827 827 827 832 835 839 847 851 861 867 867 875 884 896 950 957 965 975 983 989 989 1019 1019 1019 1020 1021 10.2 10.2.1 10.2.2 10.3 10.3.1 10.3.2 10.3.3 10.3.4 10.3.5 10.3.6 10.3.7 10.3.8 10.3.9 10.3.10 10.3.11 10.3.12 10.3.13 10.3.14 10.3.15 10.3.16 10.3.17 10.3.18 10.3.19 10.3.20 10.4 10.4.1 10.4.2 10.4.3 10.5 10.5.1 11 11.1 11.2 11.2.1 11.2.2 11.2.3 11.2.4 11.2.5 11.2.6 11.2.6.1 11.2.2.2 11.2.6.3 11.2.6.4 11.2.7 11.2.7.1 Impactos na “Fase de Planejamento” do Empreendimento Geração de ansiedade e insegurança na população da AID e ADA Geração de expectativa da população da AII e AID Impactos na “fase de implantação” do empreendimento (ou nas fases de “Implantação e Operação”) Alteração pontual dos níveis da qualidade do ar, decorrente do aumento da concentração de material particulado em suspensão, de poeiras e da emissão de gases veiculares Alteração pontual dos níveis de ruídos Deflagração de novos processos de dinâmica superficial e de aporte de sedimentos nos corpos hídricos Alteração dos padrões de qualidade do solo, das águas superficiais e subterrâneas Ocorrência de vibrações induzidas no solo, de recalques e/ou de abalos estruturais nas construções / edificações situadas em áreas vizinhas à faixa lindeira do empreendimento Interferências das obras em áreas potencial ou comprovadamente contaminadas Supressão de vegetação / interferência em APP Perda de cobertura vegetal / intervenção em fragmentos vegetais inseridos em Unidades de Conservação Interferências com fauna silvestre Impacto social pelo processo de desapropriação / desocupação de imóveis residenciais e comerciais Alterações na fluidez / mobilidade do trânsito e riscos de acidentes decorrentes da readequação do sistema viário nas proximidades do empreendimento Interrupções temporárias dos serviços básicos de infraestrutura urbana Aumento da arrecadação tributária Geração de empregos Riscos de impactos nas condições de saúde e segurança ocupacional dos trabalhadores das obras do BRT Indução à alteração do uso e ocupação do solo na ADA e AID Alteração da paisagem da ADA e AID Incremento da ação do mercado imobiliário e oscilação do valor dos imóveis Riscos de interferência e descaracterização do patrimônio histórico, cultural e arquitetônico Riscos de remobilização, soterramento e destruição parcial ou total de sítios arqueológicos IMPACTOS NA “FASE DE OPERAÇÃO” DO EMPREENDIMENTO Benefícios socioambientais, diretos e indiretos, para as populações residentes na AID e ADA Possibilidade de aumento de renda da população da AID Readequação do sistema de transporte público na AII e AID SÍNTESE DA AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS Balanço Geral dos Impactos PLANOS E PROGRAMAS AMBIENTAIS Plano de Gestão Ambiental do Empreendimento - PGA Plano de Controle Ambiental das Obras - PCA Programa de Monitoramento da Qualidade do Ar Programa de Monitoramento dos Níveis de Ruídos Programa de Monitoramento de Recalques Programa de Gerenciamento de Áreas Contaminadas Programa de Gerenciamento de Material Excedente Programa de Gerenciamento de Resíduos Subprograma de Controle de Resíduos da Construção Civil e de Material de Demolição Subprograma de Controle e Gerenciamento de Resíduos Perigosos Subprograma de Controle e Gerenciamento de Produtos Químicos Subprograma de Gerenciamento de Efluentes Líquidos Programa de Educação Ambiental Subprograma de Controle Ambiental das Condições de Saúde e Segurança Ocupacional CONSÓRCIO PROJETO BRT ARUJÁ ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL – EIA BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 1022 1022 1023 1024 1024 1029 1031 1033 1035 1036 1039 1041 1043 1046 1047 1048 1050 1051 1052 1054 1055 1056 1058 1059 1059 1061 1062 1063 1070 1071 1071 1078 1079 1081 1084 1087 1090 1092 1095 1097 1098 1099 1100 1104 11.2.8 11.2.9 11.2.10 11.3 11.3.1 11.3.2 11.4 11.5 11.5.1 11.5.2 11.6 11.6.1 11.6.1.1 11.6.2 12 13 13.1 13.2 14 15 15.1 15.2 15.3 15.4 15.5 15.6 16 17 Programa de Controle de Processos Erosivos e de Assoreamento Programa de Controle de Tráfego Programa de Paisagismo e Reurbanização Plano de Manejo Arbóreo Programa de Controle da Supressão de Vegetação Programa de Monitoramento da Avifauna Plano de Comunicação Social Plano de Acompanhamento do Processo de Desapropriação e de Apoio à População Atendida por Programas Sociais Programa de Cadastramento e Avaliação dos Imóveis Afetados Programa de Acompanhamento das Indenizações e Apoio à População Afetada Plano de Gestão do Patrimônio Histórico, Cultural-Edificado e Arqueológico Programa de Arqueologia Preventiva Subprograma de Educação Patrimonial Programa de Inventariação do Patrimônio Histórico-Cultural Edificado PROGRAMA DE COMPENSAÇÃO AMBIENTAL (SNUC) PROGNÓSTICO DA QUALIDADE AMBIENTAL FUTURA Prognóstico das Condições Emergentes “sem” a Implantação do BRT Alto Tietê (Alternativa “Zero”) Prognóstico das Condições Emergentes “com” a Implantação do BRT Alto Tietê CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Para os temas relacionados à caracterização do Meio Físico Para os temas relacionados à caracterização dos Passivos Ambientais Para os temas relacionados à caracterização do Meio Biótico Para os temas relacionados à caracterização do Plano de Compensação Ambiental (PCA) Para os temas relacionados à caracterização do Meio Socioeconômico Para os temas relacionados à caracterização do Patrimônio Histórico, Cultural e Arqueológico EQUIPE TÉCNICA ANEXOS CONSÓRCIO PROJETO BRT ARUJÁ ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL – EIA BRT Metropolitano Perimetral Alto Tietê 1106 1108 1111 1112 1114 1116 1118 1121 1140 1141 1142 1144 1146 1146 1148 1149 1149 1151 1154 1157 1157 1159 1159 1163 1163 1165 1169 1172

https://www.pdf-archive.com/2017/12/19/eia-volume-i/

19/12/2017 www.pdf-archive.com

manifesto historiadores pela democracia 07 06 2016 83%

eles terão que contar com a mídia alternativa, com as redes sociais e com a imprensa internacional.

https://www.pdf-archive.com/2016/06/12/manifesto-historiadores-pela-democracia-07-06-2016/

12/06/2016 www.pdf-archive.com

manifesto historiadores pela democracia 07 06 2016 83%

eles terão que contar com a mídia alternativa, com as redes sociais e com a imprensa internacional.

https://www.pdf-archive.com/2016/06/12/manifesto-historiadores-pela-democracia-07-06-2016-1/

12/06/2016 www.pdf-archive.com

Sembrar albahaca 81%

Si uno de tus propósitos es iniciar tu propio huerto, el cultivo de la albahaca se vuelve una alternativa ideal.

https://www.pdf-archive.com/2018/02/06/sembrar-albahaca/

06/02/2018 www.pdf-archive.com

PGB 1ano alfa 160511 80%

Considerando essa analogia, assinale a alternativa que identifica, respectivamente, as organelas celulares que realizam as funções grifadas no texto.

https://www.pdf-archive.com/2013/05/23/pgb-1ano-alfa-160511/

23/05/2013 www.pdf-archive.com

Cana de acucar no Brasil 80%

Fugir é uma alternativa fácil e sempre aberta.

https://www.pdf-archive.com/2015/05/20/cana-de-acucar-no-brasil/

20/05/2015 www.pdf-archive.com

Vacanze 2014 79%

Se la prima alternativa ha in qualunque modo "offeso"

https://www.pdf-archive.com/2014/04/29/vacanze-2014/

29/04/2014 www.pdf-archive.com

Linguaggi ed espressioni regolari - Wikiversità 78%

 e in : insieme vuoto : unione (notazione alternativa:  ) : concatenazione : star : parentesi Una RE è detta ben formata se si presenta in una delle seguenti forme:

https://www.pdf-archive.com/2017/05/30/linguaggi-ed-espressioni-regolari-wikiversita/

30/05/2017 www.pdf-archive.com

TV8 Moldova list of activities 77%

Background TV8 Moldova belongs to the “Media Alternativa” NGO that holds channel’s broadcasting license until March 2024.

https://www.pdf-archive.com/2018/12/28/tv8-moldovalist-of-activities-/

28/12/2018 www.pdf-archive.com

REVISTA VIRACAO 111 74%

Gabriel da Cachoeira (AM) São Luís (MA) São Paulo (SP) Sud Mennucci (SP) Vitória (ES) Auçuba Comunicação e Educomunicação – Recife (PE) • Avalanche Missões Urbanas Underground – Vitória (ES) • Buxé Fixe - Amadora (Portugal) • Casa Peque Davi – João Pessoa (PB) • Catavento Comunicação e Educação – Fortaleza (CE) • Cipó Comunicação Iterativa – Salvador (BA) • Ciranda – Central de Notícia dos Direitos da Infância e Adolescência – Curitiba (PR) • Coletivo Jovem – Movimento Nossa São Luís – São Luís (MA) • Gira Solidário – Campo Grande (MS) • Grupo Conectados de Comunicação Alternativa GCCA – Fortaleza (CE) • Grupo Makunaima Protagonismo Juvenil – Boa Vista (RR) • IACEP – Instituto Amazônico de Comunicação e Educação Popular (AM) • Instituto de Desenvolvimento, Educação e Cultura da Amazônia – Manaus (AM) • Instituto Universidade Popular – Belém (PA) • Mídia Periférica – Salvador (BA) • Instituto Candeia de Cidadania – Lima Duarte (MG) • Jornal O Cidadão – Rio de Janeiro (RJ) • Lunos – Boituva (SP) • Movimento de Intercâmbio de Adolescentes de Lavras – Lavras (MG) • Oi Kabum – Rio de Janeiro (RJ) • Parafuso Educomunicação – Curitiba (PR) • Projeto de Extensão Vir-a-Vila (UFRN) - Natal (RN) • Projeto Juventude, Educação e Comunicação Alternativa – Maceió (AL) • Rejupe • União da Juventude Socialista – Rio Branco (AC) revista_viracao_edicao_111_grafica_02_final.indd 2 26/12/16 18:51 Copie sem moderação!

https://www.pdf-archive.com/2017/01/09/revista-viracao-111/

09/01/2017 www.pdf-archive.com

Claro que la gente podemos - Organizativo Uribe Kosta 74%

Cuando el consenso no sea posible, las diferentes alternativa, se someterán a votación, adoptándose como propuesta la que resulte mayoritaria.

https://www.pdf-archive.com/2014/09/28/claro-que-la-gente-podemos-organizativo-uribe-kosta/

28/09/2014 www.pdf-archive.com