PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact


Search


PDF Archive search engine
Last database update: 13 July at 17:36 - Around 220000 files indexed.

Show results per page

Results for «ciclo»:


Total: 300 results - 0.053 seconds

PDF IDENTIFICA TUS DIAS FERTILES 100%

Tranquila, si es sencillo ya que existen métodos para lograr conocer estos días, básicamente son en base al ciclo menstrual y en signos físicos como la temperatura basal, o las características del flujo vaginal, que al final de cuentas son factores que van relacionados entre sí.

https://www.pdf-archive.com/2016/01/22/pdf-identifica-tus-dias-fertiles/

22/01/2016 www.pdf-archive.com

Enduro Challenge 2016 98%

1 2 3 4 5 Dorsal 15 17 18 16 19 Nome João Nóbrega Leonardo Soares Guilherme Menezes Diogo Santos Henrique Machado Equipa Ciclo Madeira Clube Desportivo M.

https://www.pdf-archive.com/2016/05/01/enduro-challenge-2016/

01/05/2016 www.pdf-archive.com

HORARIO DICIEMBRE (1) 98%

LUNES MARTES MIÉRCOLES JUEVES VIERNES SÁBADO 07:00 09:00 09:30 PUMP 09:30 BIKE 10:00 10:30 PILATES HORARIO DEL 05 AL 23 DICIEMBRE 9:00 CICLO 9:00 CICLO 9:00CICLO 09:30 FITBALL 09:30 FPA 9:30 KOMBAT 09:30 BIKE 10:15 CICLO 10:15 CICLO 9:30 ZUMBA 09:30 BIKE 10:15 CICLO 10:30 ZUMBA 10:30 BIKE 10:30 YOGA 10:30 PILATES 10:30 PUMP 10:30 PUMP 11:30 PILATES 30´ 11:30 BIKE 11:00 11:30 ABD 12:00 BOXEO 12:00 13:00 14:00 14:30 BIKE 14:30 FPA 14:00 CICLO 14:30 PUMP 14:30 CIRCUITO 16:30 PUMP 17:00 YOGA 14:30 CICLO 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 17.00 BIKE 17:00 PUMP 17:00 PILATES 17:30 ABD 18:00 PUMP 17:30 CIRCUITO 17:30 BIKE 18:00 CICLO 18:30 BIKE 18:30 PILATES 19:00 GAP 19:30 PILATES 21:00 18:00 PUMP 18:00 BIKE 18:30 FITBALL 18:30 BIKE 18:30 ZUMBA 18:30 BIKE 19:00 CICLO 19:30 PUMP 19:

https://www.pdf-archive.com/2016/12/12/horario-diciembre-1/

12/12/2016 www.pdf-archive.com

5.- Ciclos de vida 96%

REACT CICLOS DE VIDA REACT CICLOS DE VIDA ▸ Un cliclo de vida de un componente consiste en métodos que son invocados cuando un componente es montado o actualizado ▸ Los 2 ciclos de vida de un componente son el ciclo del montado y el ciclo de la actualización CICLO DE MONTADO REACT CICLO DE MONTADO constructor(props)* componentWillMount() render() componentDidMount() componentWillUnmount() REACT CICLO DE MONTADO ▸ Hacer llamadas de API ▸ Inicializar/Destruir Timers ▸ Manipular el DOM ▸ Hacer llamadas a otras librerías ▸ Iniciar animaciones ▸ Entre otros

https://www.pdf-archive.com/2017/09/12/5-ciclos-de-vida/

12/09/2017 www.pdf-archive.com

RISC vs CISC - Questões comentadas 95%

Ela especifica que o microprocessador possui poucas instruções, mas cada uma delas é otimizada para que sejam executadas muito rapidamente, em geral, dentro de um único ciclo de relógio.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/05/risc-vs-cisc-quest-es-comentadas/

05/09/2017 www.pdf-archive.com

BT 12 17 REVENDEDOR BR 95%

ciclo 12 de 14/8/2017 a 03/9/2017 NOVIDADES DO CICLO • Make B.

https://www.pdf-archive.com/2017/08/15/bt-12-17-revendedor-br/

15/08/2017 www.pdf-archive.com

CdM50-el-club-del-maestro 94%

{50} PLANIFICACIÓN Y GESTIÓN EDUCATIVA EL CLUB DEL MAESTRO Sumario | 4 | Presentación anual Un nuevo año un nuevo desafío | 8 | Nota de tapa Las mochilas simbólicas de los niños y los docentes al inicio del ciclo escolar Por Lic.

https://www.pdf-archive.com/2015/07/29/cdm50-el-club-del-maestro/

29/07/2015 www.pdf-archive.com

Tecnologia de baterias 93%

eliseo@baseworldtrading.es Base World Trading NiCd NiMH Acido 45-80 60-120 30-50 Resistencia interna 100 a 2001 200 a 3001 (incluye circuitos internos) 6V pack 15002 Densidad de carga Ión-Litio Polímero ion-litio Alcalinas recargables 110-160 100-130 80 (inicial) <1001 150 a 2501 200 a 3001 200 a 20001 6V pack 12V pack 7.2V pack 7.2V pack 6V pack 300 a 5003 200 a 3002 500 a 10003 300 a 500 gravimétrica (Wh/kg) en mΩ Ciclos de vida (hasta el 80% de la capacidad) Tiempo de carga 503 ( 50%) 1h tipica 2-4h 8-16h 2-4h 2-4h 2-3h moderada baja alta Muy baja baja moderada 30%4 5% 10%5 ~10%5 0.3% 1.25V6 1.25V6 2V 3.6V 3.6V 1.5V rápida Tolerancia a la sobrecarga Descarga / Mes (24ºc) 20%4 Voltaje (nominal) Corriente de carga - Pico 20C 5C 5C7 >2C >2C 0.5C - Mejor resultado 1C <0.5C 0.2C <1C <1C <0.2C Temperatura de -40 a -20 a -20 a -20 a 0a 0a trabajo (descarga) 60°C 60°C 60°C 60°C 60°C 65°C Requerimientos de mantenimiento 30 a 60 días 60 a 90 días 3 a 6 n/a n/a n/a Coste típico 50€ 60€ 25€ 100€ 100€ 5€ (7.2V) (7.2V) (6V) (7.2V) (7.2V) (9V) Coste por ciclo 0.04€ 0.12€ 0.10€ 0.14€ 0.29€ 0.10-0.50€ Año comercialización 1950 1990 1970 1991 1999 1992 11 meses 9 (Ver notas en la página siguiente) La información contenida en este folleto es, según nuestro criterio correcta.

https://www.pdf-archive.com/2013/08/22/tecnologia-de-baterias/

22/08/2013 www.pdf-archive.com

Tecnologia de baterias recargables 93%

eliseo@baseworldtrading.es Base World Trading NiCd NiMH Acido 45-80 60-120 30-50 Resistencia interna 100 a 2001 200 a 3001 (incluye circuitos internos) 6V pack 15002 Densidad de carga Ión-Litio Polímero ion-litio Alcalinas recargables 110-160 100-130 80 (inicial) <1001 150 a 2501 200 a 3001 200 a 20001 6V pack 12V pack 7.2V pack 7.2V pack 6V pack 300 a 5003 200 a 3002 500 a 10003 300 a 500 gravimétrica (Wh/kg) en mΩ Ciclos de vida (hasta el 80% de la capacidad) Tiempo de carga 503 ( 50%) 1h tipica 2-4h 8-16h 2-4h 2-4h 2-3h moderada baja alta Muy baja baja moderada 30%4 5% 10%5 ~10%5 0.3% 1.25V6 1.25V6 2V 3.6V 3.6V 1.5V rápida Tolerancia a la sobrecarga Descarga / Mes (24ºc) 20%4 Voltaje (nominal) Corriente de carga - Pico 20C 5C 5C7 >2C >2C 0.5C - Mejor resultado 1C <0.5C 0.2C <1C <1C <0.2C Temperatura de -40 a -20 a -20 a -20 a 0a 0a trabajo (descarga) 60°C 60°C 60°C 60°C 60°C 65°C Requerimientos de mantenimiento 30 a 60 días 60 a 90 días 3 a 6 n/a n/a n/a Coste típico 50€ 60€ 25€ 100€ 100€ 5€ (7.2V) (7.2V) (6V) (7.2V) (7.2V) (9V) Coste por ciclo 0.04€ 0.12€ 0.10€ 0.14€ 0.29€ 0.10-0.50€ Año comercialización 1950 1990 1970 1991 1999 1992 11 meses 9 (Ver notas en la página siguiente) La información contenida en este folleto es, según nuestro criterio correcta.

https://www.pdf-archive.com/2013/08/22/tecnologia-de-baterias-recargables/

22/08/2013 www.pdf-archive.com

Exercícios de fixação 90%

As briófitas são plantas que dependem da água para sua reprodução e apresentam ciclo de vida com alternância de geração.

https://www.pdf-archive.com/2016/09/02/exerc-cios-de-fixac-o/

02/09/2016 www.pdf-archive.com

Panfleto II Seminário Fisioterapia ESALD 88%

0035.0222.0005.6457.4318.3 ) LUÍS DOS LIMÕES Fisioterapia no Ciclo de Vida da Mulher morada:

https://www.pdf-archive.com/2011/02/22/panfleto-ii-semin-rio-fisioterapia-esald/

22/02/2011 www.pdf-archive.com

PDF TRANSTORNOS MENSTRUALES Y SU INFLUENCIA EN LA CONCEPCION 87%

TRASTORNOS MENSTRUALES Y SU INFLUENCIA EN LA CONCEPCIÓN La menstruación se presenta como parte del ciclo menstrual de la mujer en edad reproductiva, ésta comúnmente tiene una duración de entre 21 y 30 días, en el que también se da el periodo de ovulación.

https://www.pdf-archive.com/2015/06/02/pdf-transtornos-menstruales-y-su-influencia-en-la-concepcion/

02/06/2015 www.pdf-archive.com

actividad astronomia junio 87%

Es la forma más evidente que cualquiera puede emplear para medir el tiempo, aunque tiene la desventaja de que no permite describir el ciclo de estaciones con un número entero de unidades.

https://www.pdf-archive.com/2014/06/10/actividad-astronomia-junio/

10/06/2014 www.pdf-archive.com

Regulamento Interno AEA Maio2009 86%

Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE MAIO DE 2009 1 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE 2 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade INDÍCE Página INDICE 3 PREÂMBULO 6 CAPÍTULO I – DISPOSIÇÕES GERAIS 7 INTRODUÇÃO 8 Artº 1- OBJECTO e ÂMBITO de APLICAÇÃO 9 Artº 2 – CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 9 Artº3 – AUTONOMIA e INSTRUMENTOS DE AUTONOMIA 9 Artº 4 - PRINCÍPIOS ORIENTADORES DA ADMINISTRACÇÃO E GESTÃO DO AGRUPAMENTO 9 Artº 5 – CARACTERIZAÇÃO DO AGRUPAMENTO 10 Artº 5.1 – CONSTITUIÇÃO do AGRUPAMENTO 10 Artº 5.2- OFERTA EDUCATIVA 11 Artº 6 - REGIME DE FUNCIONAMENTO 11 CAPÍTULO II - ORGÃOS de ADMINSTRAÇÃO E GESTÃO ORGANOGRAMA – AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE SECÇÃO I - CONSELHO GERAL 13 14 15 Artº 7 - CONSELHO GERAL - DEFINIÇÃO 15 Artº 8 - COMPOSIÇÃO 15 Artº 9 – COMPETÊNCIAS 15 Artº 10 – FUNCIONAMENTO 16 Artº 11 – DESIGNAÇÃO DOS REPRESENTANTES 17 Artº 12- ELEIÇÕES - NORMAS do PROCESSO ELEITORAL (pessoal docente e não docente) 17 Artº 13 – MANDATOS 18 SECÇÃO II - DIRECTOR 19 Artº 14 – DIRECTOR - DEFINIÇÃO 19 Artº 15 - COMPETÊNCIAS DO DIRECTOR 19 Artº 16 – RECRUTAMENTO e ELEIÇÃO 20 Artº 17 - POSSE 20 Artº 18 - MANDATO 20 Artº 19 – SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 20 Artº 20 – MANDATO DO SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 21 Artº 21 – COMPETÊNCIAS DO SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 21 Artº 22 - ASSESSORIAS TÉCNICO-PEDAGÓGICAS À DIRECÇÃO EXECUTIVA 21 SECÇÃO III - CONSELHO PEDAGÓGICO 23 Artº 23 – CONSELHO PEDAGÓGICO - DEFINIÇÃO 23 Artº 24 - COMPOSIÇÃO 23 Artº 25 - COMPETÊNCIAS 24 Artº 26 - MANDATOS 25 Artº 27 – FUNCIONAMENTO 25 SECÇÃO IV - CONSELHO ADMINISTRATIVO 26 Artº 28 – CONSELHO ADMINISTRATIVO - DEFINIÇÃO 26 Artº 29 - COMPOSIÇÃO 26 3 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade Artº 30 - COMPETÊNCIAS 26 Artº 31 - FUNCIONAMENTO 26 Artº 32 - MANDATOS 26 CAPÍTULO III - COORDENAÇÃO DE ESCOLA 27 Artº 33 – COORDENAÇÃO DE ESCOLA 28 Artº 34 - COMPETÊNCIAS 28 Artº 35 - MANDATO 29 CAPÍTULO IV - ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATIVA E SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ENSINO ESPECIAL SECÇÃO I - ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATIVA 30 31 Artº 36 – ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATICA E FINALIDADES 31 Artº 37 - ARTICULAÇÃO e GESTÃO CURRICULAR 31 Artº 37.1 - NOMEAÇÃO E MANDATOS DOS COORDENADORES DAS ESTRUTURAS 31 Artº 37.2- COMPETÊNCIAS DO CONSELHO DE DOCENTES E DEPARTAMENTOS CURRICULARES 32 Artº 37.3 – COMPETÊNCIAS DOS COORDENADORES DO CONSELHO DE DOCENTES E DEPARTAMENTOS CURRICULARES 32 Artº 38 – COORDENADOR DE DISCIPLINA (2º e 3º ciclos) 33 Artº 39 - ORGANIZAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DE ACTIVIDADES A DESENVOLVER EM CONTEXTO DE SALA OU TURMA 33 Artº 39.1- COMPETÊNCIAS DOS EDUCADORES DE INFÂNCIA 34 Artº 39.2 – COMPETÊNCIAS DOS PROFESSORES TITULARES DE TURMA / CONSELHO DE TURMA 34 Artº 39.3 – COMPETÊNCIAS, NOMEAÇÃO E MANDATO DO DIRECTOR DE TURMA 35 Artº 40 – COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DE ANO E CICLO Artº 40.1 – FUNCIONAMENTO E COMPETÊNCIAS DOS CONSELHOS DE DOCENTES TITULARES DE TURMA 37 37 Artº 40.2 – COMPETÊNCIAS DO COORDENADOR DOS DIRECTORES DE TURMA Artº 43 - COORDENAÇÃO E COMPETÊNCIAS DO COORDENADOR DO CONSELHO DE DOCENTES TITULARES DE TURMA – COORDENADORES DE ANO E DE DOCENTES (1º ciclo) E CONSELHOS DE DIRECTORES DE TURMA 37 Artº 44 - CONSELHO DE ESCOLA 39 SECÇÃO II - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E SPO Artº 45 – DEFINIÇÃO E FINALIDADES SECÇÃO III - OUTROS SERVIÇOS DE APOIO ESCOLAR 38 40 40 41 Artº 46 - DEFINIÇÃO / COMPOSIÇÃO 41 Artº 47 - PLANO TECNOLOGICO DA EDUCAÇÃO (PTE) 41 Artº 48 - CENTROS DE RECURSOS EDUCATIVOS (CRE) / BIBLIOTECA 43 Artº 49 - GABINETE DE APOIO AO ALUNO (GAA) 49 SECÇÃO IV - AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS 50 Artº 50 - ORGANIZAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE TURMA 50 Artº 51 – TIPOS DE AVALIAÇÃO E INTERVENIENTES 50 Artº 52 - PROCESSO/DOSSIER INDIVIDUAL DO ALUNO (PIA / DIA) 54 Artº 53 - CRITÉRIOS DE RETENÇÃO 55 CAPÍTULO V - PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE EDUCATIVA SECÇÃO I - ALUNOS 57 58 Artº 54 - DIREITOS DOS ALUNOS 58 Artº 55 - DEVERES DOS ALUNOS 58 Artº 56 - ASSIDUIDADE 59 Artº 57 – DISCIPLINA 60 4 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade Artº 58 – COMPETÊNCIAS PARA APLICAÇÃO DAS MEDIDAS DISCIPLINARES 60 Artº 59 – ACTIVIDADES DE OCUPAÇÃO DOS ALUNOS 60 Artº 60 – ACTIVIDADES DE INTEGRAÇÃO NA ESCOLA 61 Artº 61 – REALIZAÇÃO DE REUNIÕES DE TURMA 61 Artº 62 – RECONHECIMENTO À VALORIZAÇÃO E AO MÉRITO (2º e 3º ciclos) 63 SECÇÃO II - PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 63 – DIREITOS DOS PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 64 – DEVERES DOS PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 65 - REPRESENTAÇÃO, INTERVENÇÃO E PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 65 SECÇÃO III -PESSOAL DOCENTE Artº 66 – DIREIROS E DEVERES DO PESSOAL DOCENTE SECÇÃO IV - PESSOAL NÃO DOCENTE DIREITOS E DEVERES DO PESSOAL NÃO DOCENTE Artº 67 – DIREITOS E DEVERES DO PESSOAL NÃO DOCENTE SECÇÃO V - AUTARQUIA Artº 68 – AUTARQUIA SECÇÃO VI - REPRESENTANTES DA COMUNIDADE LOCAL Artº 69 – REPRESENTANTES DA COMUNIDADE LOCAL CAPÍTULO VI - OUTRAS ESTRUTURAS E SERVIÇOS E RESPECTIVO FUNCIONAMENTO Artº 70 – OUTRAS ESTRUTURAS E SERVIÇOS E RESPECTIVO FUNCIONAMENTO CAPÍTULO VII - DISPOSIÇÕES COMUNS Artº 71 – DISPOSIÇÕES COMUNS CAPÍTULO VIII - DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS 67 67 68 68 69 69 70 70 71 72 73 74 77 SECÇÃO I - JARDINS DE INFÂNCIA 78 SECÇÃO II - ESCOLAS DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO 80 CAPÍTULO IX - DISPOSIÇÕES FINAIS 82 NOTA FINAL 84 ANEXO I – LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA 85 5

https://www.pdf-archive.com/2012/03/13/regulamento-interno-aea-maio2009/

13/03/2012 www.pdf-archive.com

Karl Marx - El Capital II 85%

Librodot El Capital, tomo II El Capital tomo II Karl Marx Digitalizado por http://www.librodot.com Karl Marx Librodot El Capital, tomo II Karl Marx INDICE GENERAL Tomo Segundo Prólogos LIBRO SEGUNDO EL PROCESO DE CIRCULACION DEL CAPITAL Sección Primera LA METAMORFOSIS DEL CAPITAL Y SU CICLO I.

https://www.pdf-archive.com/2013/05/13/karl-marx-el-capital-ii/

13/05/2013 www.pdf-archive.com

Chadehibisco 84%

Sálvia - uma planta para aumentar à fertilidade rica em estrogênio, ajudando no tratamento da infertilidade, regulação do ciclo menstrual e muitos outros problemas ligados a parte ginecológica.

https://www.pdf-archive.com/2018/03/19/chadehibisco/

19/03/2018 www.pdf-archive.com

Sembrar coliflor 84%

Según su ciclo de cultivo, las variedades de coliflor se pueden dividir en:

https://www.pdf-archive.com/2018/02/06/sembrar-coliflor/

06/02/2018 www.pdf-archive.com

anat aves3 84%

Participa musculatura intercostal y abdominal Circulación del aire sacos aéreos anteriores pulmón sacos aéreos posteriores Circulación del aire ciclo 1 ciclo 2 inspiración expiración para que el aire pueda recorrer todo el circuito son necesarios dos ciclos respiratorios el intercambio gaseoso sólo se produce en los pulmones Espacios neumáticos t, tráquea lu, pulmón pns, pts, senos craneales aas, atas, cas, clas, hd, ptas, sacos aéreos

https://www.pdf-archive.com/2015/07/13/anat-aves3/

13/07/2015 www.pdf-archive.com

PrintFolder document 84%

Ciclo da Heranc¸a 1 - E..

https://www.pdf-archive.com/2016/05/28/printfolder-document/

28/05/2016 www.pdf-archive.com

La astronomia en las civilizaciones antiguas parte D 84%

En este momento –la época de Tales- Solón de Atenas –uno de los siete sabios de Grecia- introdujo un calendario que llevaba su nombre basado en un ciclo de dos años:

https://www.pdf-archive.com/2014/06/10/la-astronomia-en-las-civilizaciones-antiguas-parte-d/

10/06/2014 www.pdf-archive.com

CV-FilipeFragoso 84%

Curriculum vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Filipe Guterres Coelho Fragoso Avenida Dom Vicente Afonso Valente, nº7, 7º Esquerdo, 2625-215 Póvoa de Santa Iria (Portugal) 219565005 918740337 filipe.fragoso95@gmail.com EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 10/2017–Presente Técnico de Exercício Físico - Instrutor de aulas de grupo Pump - Fitness Spirit, Lisboa (Portugal) 2017–2017 Estágio - Técnico de Exercício Físico Pump - Parque das Nações, Lisboa (Portugal) 2012–2013 Estágio - Treinador adjunto de Futebol Escola Academia Sporting, Póvoa de Santa Iria (Portugal) EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 2017–Presente Mestrado em Ensino da Educação Física nos ciclos Básico e Secundário Universidade de Lisboa - Faculdade de Motricidade Humana, Cruz Quebrada (Portugal) 2013–2017 Licenciatura em Ciências do Desporto – Maior em Educação Física e Menor em Exercício e Saúde Universidade de Lisboa - Faculdade de Motricidade Humana, Cruz Quebrada (Portugal) 2010–2013 12º ano do curso Tecnológico de Desporto Escola Secundária de Gago Coutinho, Alverca (Portugal) 2005–2010 Ensino Básico do 2º e 3º Ciclo EB 2,3 Aristides de Sousa Mendes, Póvoa de Santa Iria (Portugal) 2001–2005 Ensino básico de 1º ciclo Escola básica nº 2, Póvoa de Santa Iria (Portugal) COMPETÊNCIAS PESSOAIS Língua materna Competências de comunicação 31/12/17 Português Boa capacidade de adaptação da linguagem, devido a experiências de estágio em contexto de ginásio, com clientes (maioritariamente) adultos, e também, em contexto de treino de futebol, com crianças em idades inferiores a 10 anos.

https://www.pdf-archive.com/2017/12/31/cv-filipefragoso/

31/12/2017 www.pdf-archive.com

Grado medio en deporte 83%

Ciclo Formativo de Grado Medio Familia profesional:

https://www.pdf-archive.com/2018/04/23/grado-medio-en-deporte/

23/04/2018 www.pdf-archive.com

RV010614 83%

O ÚLTIMO CICLO COMPLETO DAS PRINCIPAIS BOLSAS MUNDIAIS BOLSAS DOW JONES S&P500 NASDAQ SENSEX BOVESPA SHANGAI FTSE CAC DAX CICLOS DE ALTA DURAÇÃO FUNDO 10/10/02 a 11/10/07 7197,50 10/10/02 a 11/10/07 768,63 10/10/02 a 31/10/07 1108,49 31/10/02 a 10/01/08 2828,48 16/10/02 a 29/05/08 8224,00 06/06/05 a 16/10/07 998,23 12/03/03 a 13/07/07 3277,50 12/03/03 a 01/06/07 2401,15 12/03/03 a 13/07/07 2188,75 TOPO 14198,10 1576,09 2861,51 21206,77 73920,00 6124,04 6754,10 6168,15 8151,57 % OSC 97,26% 105,05% 158,14% 649,75% 798,83% 513,48% 106,07% 156,88% 272,43% CICLOS DE BAIXA DURAÇÃO TOPO FUNDO 11/10/07 a 09/03/09 14198,10 6469,95 11/10/07 a 06/03/09 1576,09 666,79 31/10/07 a 09/03/09 2861,51 1265,62 10/01/08 a 27/10/08 21206,77 7697,39 29/05/08 a 27/10/08 73920,00 29435 16/10/07 a 28/10/08 6124,04 1664,93 13/07/07 a 09/03/09 6754,10 3460,70 01/06/07 a 09/03/09 6168,15 2465,46 13/07/07 a 09/03/09 8151,57 3588,89 % OSC (54,43%) (57,69%) (55,77%) (63,70%) (60,17%) (72,81%) (48,76%) (60,02%) (55,97%) 5

https://www.pdf-archive.com/2014/06/02/rv010614/

02/06/2014 www.pdf-archive.com