Search


PDF Archive search engine
Last database update: 21 October at 09:56 - Around 76000 files indexed.


Show results per page

Results for «pessoal»:


Total: 100 results - 0.07 seconds

RELAÇÃO PROCESSOS - DEPUTADOS 100%

Aumento de despesas com pessoal 180 dias do final mandato;

https://www.pdf-archive.com/2017/06/19/rela-o-processos-deputados/

19/06/2017 www.pdf-archive.com

Termos e Condições! 96%

Por este motivo, elaborou a seguinte Política de Privacidade para o informar devidamente como o site funciona e como a sua informação pessoal é tratada.

https://www.pdf-archive.com/2016/08/06/termos-e-condic-es/

06/08/2016 www.pdf-archive.com

Regulamento Interno AEA Maio2009 94%

Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE MAIO DE 2009 1 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE 2 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade INDÍCE Página INDICE 3 PREÂMBULO 6 CAPÍTULO I – DISPOSIÇÕES GERAIS 7 INTRODUÇÃO 8 Artº 1- OBJECTO e ÂMBITO de APLICAÇÃO 9 Artº 2 – CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 9 Artº3 – AUTONOMIA e INSTRUMENTOS DE AUTONOMIA 9 Artº 4 - PRINCÍPIOS ORIENTADORES DA ADMINISTRACÇÃO E GESTÃO DO AGRUPAMENTO 9 Artº 5 – CARACTERIZAÇÃO DO AGRUPAMENTO 10 Artº 5.1 – CONSTITUIÇÃO do AGRUPAMENTO 10 Artº 5.2- OFERTA EDUCATIVA 11 Artº 6 - REGIME DE FUNCIONAMENTO 11 CAPÍTULO II - ORGÃOS de ADMINSTRAÇÃO E GESTÃO ORGANOGRAMA – AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVALADE SECÇÃO I - CONSELHO GERAL 13 14 15 Artº 7 - CONSELHO GERAL - DEFINIÇÃO 15 Artº 8 - COMPOSIÇÃO 15 Artº 9 – COMPETÊNCIAS 15 Artº 10 – FUNCIONAMENTO 16 Artº 11 – DESIGNAÇÃO DOS REPRESENTANTES 17 Artº 12- ELEIÇÕES - NORMAS do PROCESSO ELEITORAL (pessoal docente e não docente) 17 Artº 13 – MANDATOS 18 SECÇÃO II - DIRECTOR 19 Artº 14 – DIRECTOR - DEFINIÇÃO 19 Artº 15 - COMPETÊNCIAS DO DIRECTOR 19 Artº 16 – RECRUTAMENTO e ELEIÇÃO 20 Artº 17 - POSSE 20 Artº 18 - MANDATO 20 Artº 19 – SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 20 Artº 20 – MANDATO DO SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 21 Artº 21 – COMPETÊNCIAS DO SUBDIRECTOR E ADJUNTOS DO DIRECTOR 21 Artº 22 - ASSESSORIAS TÉCNICO-PEDAGÓGICAS À DIRECÇÃO EXECUTIVA 21 SECÇÃO III - CONSELHO PEDAGÓGICO 23 Artº 23 – CONSELHO PEDAGÓGICO - DEFINIÇÃO 23 Artº 24 - COMPOSIÇÃO 23 Artº 25 - COMPETÊNCIAS 24 Artº 26 - MANDATOS 25 Artº 27 – FUNCIONAMENTO 25 SECÇÃO IV - CONSELHO ADMINISTRATIVO 26 Artº 28 – CONSELHO ADMINISTRATIVO - DEFINIÇÃO 26 Artº 29 - COMPOSIÇÃO 26 3 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade Artº 30 - COMPETÊNCIAS 26 Artº 31 - FUNCIONAMENTO 26 Artº 32 - MANDATOS 26 CAPÍTULO III - COORDENAÇÃO DE ESCOLA 27 Artº 33 – COORDENAÇÃO DE ESCOLA 28 Artº 34 - COMPETÊNCIAS 28 Artº 35 - MANDATO 29 CAPÍTULO IV - ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATIVA E SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE ENSINO ESPECIAL SECÇÃO I - ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATIVA 30 31 Artº 36 – ESTRUTURAS DE ORIENTAÇÃO EDUCATICA E FINALIDADES 31 Artº 37 - ARTICULAÇÃO e GESTÃO CURRICULAR 31 Artº 37.1 - NOMEAÇÃO E MANDATOS DOS COORDENADORES DAS ESTRUTURAS 31 Artº 37.2- COMPETÊNCIAS DO CONSELHO DE DOCENTES E DEPARTAMENTOS CURRICULARES 32 Artº 37.3 – COMPETÊNCIAS DOS COORDENADORES DO CONSELHO DE DOCENTES E DEPARTAMENTOS CURRICULARES 32 Artº 38 – COORDENADOR DE DISCIPLINA (2º e 3º ciclos) 33 Artº 39 - ORGANIZAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DE ACTIVIDADES A DESENVOLVER EM CONTEXTO DE SALA OU TURMA 33 Artº 39.1- COMPETÊNCIAS DOS EDUCADORES DE INFÂNCIA 34 Artº 39.2 – COMPETÊNCIAS DOS PROFESSORES TITULARES DE TURMA / CONSELHO DE TURMA 34 Artº 39.3 – COMPETÊNCIAS, NOMEAÇÃO E MANDATO DO DIRECTOR DE TURMA 35 Artº 40 – COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DE ANO E CICLO Artº 40.1 – FUNCIONAMENTO E COMPETÊNCIAS DOS CONSELHOS DE DOCENTES TITULARES DE TURMA 37 37 Artº 40.2 – COMPETÊNCIAS DO COORDENADOR DOS DIRECTORES DE TURMA Artº 43 - COORDENAÇÃO E COMPETÊNCIAS DO COORDENADOR DO CONSELHO DE DOCENTES TITULARES DE TURMA – COORDENADORES DE ANO E DE DOCENTES (1º ciclo) E CONSELHOS DE DIRECTORES DE TURMA 37 Artº 44 - CONSELHO DE ESCOLA 39 SECÇÃO II - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E SPO Artº 45 – DEFINIÇÃO E FINALIDADES SECÇÃO III - OUTROS SERVIÇOS DE APOIO ESCOLAR 38 40 40 41 Artº 46 - DEFINIÇÃO / COMPOSIÇÃO 41 Artº 47 - PLANO TECNOLOGICO DA EDUCAÇÃO (PTE) 41 Artº 48 - CENTROS DE RECURSOS EDUCATIVOS (CRE) / BIBLIOTECA 43 Artº 49 - GABINETE DE APOIO AO ALUNO (GAA) 49 SECÇÃO IV - AVALIAÇÃO DAS APRENDIZAGENS 50 Artº 50 - ORGANIZAÇÃO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS ACTIVIDADES DE TURMA 50 Artº 51 – TIPOS DE AVALIAÇÃO E INTERVENIENTES 50 Artº 52 - PROCESSO/DOSSIER INDIVIDUAL DO ALUNO (PIA / DIA) 54 Artº 53 - CRITÉRIOS DE RETENÇÃO 55 CAPÍTULO V - PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE EDUCATIVA SECÇÃO I - ALUNOS 57 58 Artº 54 - DIREITOS DOS ALUNOS 58 Artº 55 - DEVERES DOS ALUNOS 58 Artº 56 - ASSIDUIDADE 59 Artº 57 – DISCIPLINA 60 4 Regulamento Interno Agrupamento de Escolas de Alvalade Artº 58 – COMPETÊNCIAS PARA APLICAÇÃO DAS MEDIDAS DISCIPLINARES 60 Artº 59 – ACTIVIDADES DE OCUPAÇÃO DOS ALUNOS 60 Artº 60 – ACTIVIDADES DE INTEGRAÇÃO NA ESCOLA 61 Artº 61 – REALIZAÇÃO DE REUNIÕES DE TURMA 61 Artº 62 – RECONHECIMENTO À VALORIZAÇÃO E AO MÉRITO (2º e 3º ciclos) 63 SECÇÃO II - PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 63 – DIREITOS DOS PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 64 – DEVERES DOS PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 64 Artº 65 - REPRESENTAÇÃO, INTERVENÇÃO E PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 65 SECÇÃO III -PESSOAL DOCENTE Artº 66 – DIREIROS E DEVERES DO PESSOAL DOCENTE SECÇÃO IV - PESSOAL NÃO DOCENTE DIREITOS E DEVERES DO PESSOAL NÃO DOCENTE Artº 67 – DIREITOS E DEVERES DO PESSOAL NÃO DOCENTE SECÇÃO V - AUTARQUIA Artº 68 – AUTARQUIA SECÇÃO VI - REPRESENTANTES DA COMUNIDADE LOCAL Artº 69 – REPRESENTANTES DA COMUNIDADE LOCAL CAPÍTULO VI - OUTRAS ESTRUTURAS E SERVIÇOS E RESPECTIVO FUNCIONAMENTO Artº 70 – OUTRAS ESTRUTURAS E SERVIÇOS E RESPECTIVO FUNCIONAMENTO CAPÍTULO VII - DISPOSIÇÕES COMUNS Artº 71 – DISPOSIÇÕES COMUNS CAPÍTULO VIII - DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS 67 67 68 68 69 69 70 70 71 72 73 74 77 SECÇÃO I - JARDINS DE INFÂNCIA 78 SECÇÃO II - ESCOLAS DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO 80 CAPÍTULO IX - DISPOSIÇÕES FINAIS 82 NOTA FINAL 84 ANEXO I – LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA 85 5

https://www.pdf-archive.com/2012/03/13/regulamento-interno-aea-maio2009/

13/03/2012 www.pdf-archive.com

ca1385 92%

18 Despesas com pessoal ............................................................................................................... ... 21 Despesas com o pessoal ............................................................................................................

https://www.pdf-archive.com/2017/06/26/ca1385/

26/06/2017 www.pdf-archive.com

Guia Binders v.1 90%

Binders – um guia para homens trans e outro pessoal transmasculino Adaptado d’Um Gajo Trans A Falar de Cenas - http://transcenas.blogspot.pt/ 2 Binders – um guia para homens trans e outro pessoal transmasculino Index 1.

https://www.pdf-archive.com/2015/04/16/guia-binders-v-1/

16/04/2015 www.pdf-archive.com

europass 89%

Curriculum vitae INFORMAÇÃO PESSOAL João Teixeira Figueira 8, Rua Particular à Rua Sebastião Saraiva Lima, 1ºD, 1170-293 Lisboa (Portugal) 965735543 joaoperfig@gmail.com POSTO DE TRABALHO A QUE SE CANDIDATA Estagiário EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 17/09/2015–Presente Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Nível 5 QRQ Instituto superior técnico, Lisboa (Portugal) COMPETÊNCIAS PESSOAIS Língua materna português Outras línguas COMPREENDER FALAR ESCREVER Compreensão oral Leitura Interação oral Produção oral inglês C2 C2 C1 C1 C2 francês B1 B1 A2 A2 A2 islandês A2 A2 A1 A1 A1 Níveis:

https://www.pdf-archive.com/2017/04/21/europass/

21/04/2017 www.pdf-archive.com

D&D 5E - Ficha de Personagem Automática 89%

Cópia permitida apenas para uso pessoal.

https://www.pdf-archive.com/2018/04/02/d-d-5e-ficha-de-personagem-autom-tica/

02/04/2018 www.pdf-archive.com

Apostila Finanças Pessoais 85%

48 Como estruturar um Balanço Patrimonial Pessoal?..........................................................................

https://www.pdf-archive.com/2015/03/13/apostila-financas-pessoais/

13/03/2015 www.pdf-archive.com

C.V. - VANESSA MORANDI AVEIRO (2) 83%

- As atendia em suas necessidades básicas por meio de uma relação que possibilitava o exercício da autonomia pessoal;

https://www.pdf-archive.com/2016/01/21/c-v-vanessa-morandi-aveiro-2/

21/01/2016 www.pdf-archive.com

revista SV 21 pags 52-55 EXPERIENCIAS DE VIAJANTE 83%

Fotos Arquivo Pessoal SV março/Abril 2014 Experiencias de viajante NA TELA DO 52 DOMINGÃO Experiencias de viajante Kika Martinez define viagens como investimento em formação pessoal SV março/Abril 2014 53 Viajar é mergulhar em outro mundo, se permitir ser outra pessoa num país onde ninguém te conhece O s preparativos antes de uma viagem vão muito além de arrumar as malas para a gaúcha Kika Martinez.

https://www.pdf-archive.com/2014/04/28/revista-sv-21-pags-52-55-experiencias-de-viajante/

28/04/2014 www.pdf-archive.com

Curriculum Gualter Ponciano 83%

Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Gualter Manuel Esteves Ponciano Rua Professor Correia Araujo, 593 Ent 6 H.21 4200-205 Porto 932 527 285 Email gualterponciano@gmail.com Sexo Masculino Data de nascimento 18/10/1980 Nacionalidade Portuguesa EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL 2015 até presente Gestor comercial Herkavap-Trading, Lda ▪ Prospecção de mercados - Produtos alimentares - Aviões comerciais - Tratamento de lixo e equipamentos de manutenção - Produtos farmacológicos - Pneus e componentes automóveis - Embalagens alimentares - Produtos de higiene e limpeza - Vinhos - Packs festivos ▪ Gestão corrente - Cálculo e elaboração de orçamentos - Criação de facturas pro-formas - Gestão logística - Consulta e implementação de regulamentos de exportação / importação - Organização de transportes e rotas - Estudo de cambios ▪ Formação e primeiros contactos - Geologia e estudo de metais preciosos - Procedimentos legais de transação de produtos de ourivesaria e joalharia - Contacto com procedimentos práticos de comércio em Angola Tipo de empresa ou sector de actividade Comércio Internacional 2014 até presente Consultor importação / exportação (empresa Angolana) Ango-racional, Lda ▪ Prospecção de mercados - Alimentação - Habitações pré-fabricadas - Iluminação pública - Identificadores de gado - Vinhos Página 1 Curriculum Vitae Gualter Manuel Esteves Ponciano ▪ Apoio na gestão - Estruturação da firma - Criação de empresa associada em Portugal - Consulta e implementação de regulamentos de exportação / importação - Angariação e gestão de parceiros na area de logística Tipo de empresa ou sector de actividade Comércio Internacional 2012 - 2017 Manager remunerado de MMORPG The Wrestling Game ▪ Gestão Técnica - Criação e gestão de regras de jogo - Implementação de regras e gestão de infringimentos - Reporte e correcção de bugs - Tradução de todos os componentes do jogo - Ajuda no design visual do jogo - Criação de upgrades e novas vertentes do jogo ▪ Gestão de Clientes - Angariação de clientes - Publicitação do jogo - Monitorização de online chat internacional - Controlo de pagamentos e orçamentos mensais Tipo de empresa ou sector de actividade Jogo Online 2014 Ajudante de Produção Ledability – Indústria ▪ Produção - Assemblagem de campanulas industriais - Embalamento ▪ Gestão de clientes - Angariação de clientes internacionais Tipo de empresa ou sector de actividade Novas Tecnologias 2013 - 2014 Vendedor / Lider de Equipa Ledability – Soluções de Iluminação por Tecnologia LED ▪ Gestão de clientes - Busca e angariação de clientes industriais - Contacto directo com administrações de industrias - Reporte detalhado de pontos de situação - Levantamentos tecnicos de iluminação - Gestão de encomendas - Acompanhamento pós-venda ▪ Gestão de equipa - Controlo de horários - Gestão de procedimentos de vendas - Manutenção e actualização dos pontos de situação - Organização e gestão de roteiros de viagens Tipo de empresa ou sector de actividade Novas Tecnologias Página 2 Curriculum Vitae 2005 - 2015 Gerente Infantário Picolé ▪ Gestão financeira - Controlo de tesouraria - Gestão de recebimentos / facturação - Gestão de stocks / compras - Pagamentos ao Estado / Segurança Social - Fornecedores ▪ Gestão de pessoal - Realização de horários e controlo entradas e saídas - Admissões e despedimentos ▪ Administração - Gestão de procedimentos legais para adquirir alvarás - Manutenção e actualização de metodologias legais exigidas - Estudo de novos metodos de ensino praticados ▪ Gestão de clientes - Admissão de novos clientes - Recepção e socialização com famílias Tipo de empresa ou sector de actividade Berçário/Creche EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO 1998 até 2005 Bacharelato Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto ▪ Contabilidade Geral ▪ Contabilidade Financeira ▪ Contabilidade de Gestão ▪ Micro e Macroeconomias ▪ Matematicas aplicadas ▪ Estatistica ▪ Direito Fiscal ▪ Direito Comercial ▪ Ética e deontologia Página 3 Curriculum Vitae Gualter Manuel Esteves Ponciano COMPETÊNCIAS PESSOAIS Língua materna Portuguesa Outras línguas COMPREENDER FALAR ESCREVER Compreensão oral Leitura Interacção oral Produção oral Inglês C2 C2 C2 C2 C2 Espanhol C2 C2 C2 C2 B2 Francês B1 B1 A2 A2 A2 Níveis:

https://www.pdf-archive.com/2017/11/13/curriculum-gualter-ponciano/

13/11/2017 www.pdf-archive.com

C.V. - Vanessa Morandi Aveiro 82%

- As atendia em suas necessidades básicas por meio de uma relação que possibilitava o exercício da autonomia pessoal;

https://www.pdf-archive.com/2016/02/15/c-v-vanessa-morandi-aveiro/

15/02/2016 www.pdf-archive.com

CV Luis Cunha 82%

Curriculum Vitae Informação pessoal Nome Morada Nacionalidade Contactos Emprego pretendido Experiência profissional Datas Cargo ocupado Principais atividades e responsabilidades Empresa Tipo de empresa Datas Cargo ocupado Principais atividades e responsabilidades Empresa Tipo de empresa Datas Cargo ocupado Principais atividades e responsabilidades Empresa Tipo de empresa Datas Cargo ocupado Principais atividades e responsabilidades Empresa Tipo de empresa Luís Manuel Pereira da Cunha Rua Bastos Nunes, nº 62, sub-cave esquerda, 2745-077 Queluz, Portugal Portuguesa Data de nascimento:

https://www.pdf-archive.com/2016/07/04/cv-luis-cunha/

04/07/2016 www.pdf-archive.com

Currículo Erivania 81%

Auxiliar Administrativo – Departamento Pessoal|MWN Comercial de Alimentos LTDA 23‐05‐2011 – 12‐04‐2013  Atividades desenvolvidas:

https://www.pdf-archive.com/2016/10/06/curr-culo-erivania/

06/10/2016 www.pdf-archive.com

LISTA DE ESPERA PROCESSO SELETIVO CAIOBA 2016.2017 79%

11/11/2016 16:41 ASSOCIAÇÃO DO PESSOAL DA CEF DO PARANÁ RUA CAPITÃO LEONIDAS MARQUES 3020 CURITIBA - 81550-000 Lista de Espera FONE:

https://www.pdf-archive.com/2016/11/14/lista-de-espera-processo-seletivo-caioba-2016-2017/

14/11/2016 www.pdf-archive.com

Denúncia cheque de Carmelita - Josivaldo 79%

26 e seus incisos, constitui capbgeo de sufregio, vedada por esta Lei, o candidato doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, com o fim de obterJhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou fung6o pUblica, desde o registro da candidatura ate o dia da elei€o, inclusive, sob pena de multa de mil a cinquenta mil Ufir, e cassageo do registro ou do diploma, observado o procedimento previsto no art.

https://www.pdf-archive.com/2016/09/25/den-ncia-cheque-de-carmelita-josivaldo/

24/09/2016 www.pdf-archive.com

Certidao Negativa Raphael Pereira Completa 79%

Não meus amigos, o legislador, como em muitas vezes na lei, foi impreciso ao falar de responsabilidade pessoal do funcionário.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/15/certidao-negativa-raphael-pereira-completa/

15/09/2017 www.pdf-archive.com

RESULTADO PROCESSO SELETIVO CAIOBA 2016.2017 79%

11/11/2016 16:39 ASSOCIAÇÃO DO PESSOAL DA CEF DO PARANÁ RUA CAPITÃO LEONIDAS MARQUES 3020 CURITIBA - 81550-000 Relação de Selecionados FONE:

https://www.pdf-archive.com/2016/11/14/resultado-processo-seletivo-caioba-2016-2017/

14/11/2016 www.pdf-archive.com

guilherme emtu 78%

Uso pessoal e intransferível.

https://www.pdf-archive.com/2016/04/01/guilherme-emtu/

01/04/2016 www.pdf-archive.com

brasil negocio start-up manual 76%

PARTICIPE E GANHE 08 Plano de Evolução Pessoal Atitude UP!

https://www.pdf-archive.com/2016/11/28/brasil-negocio-start-up-manual/

28/11/2016 www.pdf-archive.com

NS Nao e Racista 75%

O Nacional-Socialismo segue pelo conceito da Honra pessoal e pelo respeito para com os outros Povos.

https://www.pdf-archive.com/2014/10/03/ns-nao-e-racista/

03/10/2014 www.pdf-archive.com

lbdn 74%

LIVRO BRANCO de Defesa Nacional Brasil — 2012 _~ II ----------------------------------~ - - ,.lO Sumário MENSAGEM DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA DO BRASIL APRESENTAÇÃO DO MINISTRO DA DEFESA 7 8 CAPÍTULO UM — O Estado brasileiro e a Defesa Nacional 11 PRINCÍPIOS BÁSICOS DO ESTADO TERRITÓRIO POPULAÇÃO Evolução da população DEFESA NACIONAL 12 13 17 19 22 CAPÍTULO DOIS — O ambiente estratégico do século XXI CONTEXTUALIZAÇÃO DO AMBIENTE ESTRATÉGICO Sistema internacional Sistemas regionais Atlântico Sul TRATADOS E REGIMES INTERNACIONAIS COM REFLEXOS PARA A DEFESA Regimes internacionais de desarmamento e não proliferação Regimes internacionais do mar, Antártica e espaço exterior Regimes internacionais sobre meio ambiente POLÍTICAS EXTERNA E DE DEFESA CAPÍTULO TRÊS — A Defesa e o Instrumento Militar O MINISTÉRIO DA DEFESA Estrutura organizacional Conselho Militar de Defesa (CMiD) Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) Gabinete do Ministro da Defesa Assessoria de Planejamento Institucional (ASPLAN) Consultoria Jurídica (CONJUR) Secretaria de Controle Interno (CISET) Secretaria-Geral (SG) Secretaria de Organização Institucional (SEORI) Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD) Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM) Educação no âmbito da Defesa Escola Superior de Guerra (ESG) Instituto de Doutrina de Operações Conjuntas (IDOC) Instituto Pandiá Calógeras (IPC) Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) 27 30 31 34 35 36 36 41 47 49 53 55 55 56 57 59 59 60 60 60 60 61 62 63 63 63 66 66 67 Setores estratégicos para a Defesa 68 O Setor Nuclear 68 O Setor Cibernético 69 O Setor Espacial 69 Sistemas de monitoramento e controle 71 Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) 71 Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) 72 Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) 72 Mobilização nacional 74 Sistema Nacional de Mobilização (SINAMOB) 74 Serviço militar 75 Sistema de Inteligência de Defesa (SINDE) 77 Marinha do Brasil 78 Missão 80 Organização e meios operativos 80 Capacidades 98 Visão estratégica e articulação 99 Educação — principais escolas 102 Instituições científicas e tecnológicas 105 Intercâmbio e cooperação com outros países 106 Mulheres na Marinha 109 Exército Brasileiro 111 Missão 112 Organização e meios operativos 113 Capacidades 121 Visão estratégica e articulação 122 Educação — principais escolas 125 Instituições científicas e tecnológicas 129 Intercâmbio e cooperação com outros países 129 Mulheres no Exército 131 Força Aérea Brasileira 133 Missão 134 Organização e meios operativos 135 Capacidades 143 Visão estratégica e articulação 144 Educação — principais escolas 147 Instituições científicas e tecnológicas 149 Intercâmbio e cooperação com outros países 150 Mulheres na Força Aérea 152 PRINCÍPIOS GERAIS DE EMPREGO DO INSTRUMENTO MILITAR 153 Condução estratégica das Forças 153 Doutrina de operações conjuntas 153 Teatro de operações (TO) 154 A interoperabilidade nas operações conjuntas 155 O emprego das Forças Armadas na garantia da lei e da ordem (GLO) 156 EXEMPLOS DE EMPREGO CONTEMPORÂNEO DO INSTRUMENTO MILITAR 157 A participação do Brasil nas grandes guerras mundiais 157 A participação do Brasil em missões de paz 160 Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem 163 CAPÍTULO QUATRO — Defesa e sociedade PROGRAMAS SOCIAIS DA DEFESA Projeto Soldado Cidadão Programa Calha Norte Programa Forças no Esporte O Projeto Rondon AÇÕES SUBSIDIÁRIAS E COMPLEMENTARES RELAÇÃO DA DEFESA COM OS PODERES CONSTITUÍDOS Defesa e Poder Executivo Defesa e Poder Legislativo Defesa e Poder Judiciário A DEFESA E OS DIREITOS HUMANOS A DEFESA E A LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO A DEFESA E A ACADEMIA O Programa Pró-Defesa Centros de estudos de política e estratégia Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) Congresso Acadêmico Outras iniciativas PESSOAL CIVIL NA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DO MINISTÉRIO DA DEFESA A DEFESA E O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL CAPÍTULO CINCO — A Transformação da Defesa 167 168 168 168 169 170 171 176 176 177 178 179 181 182 183 184 184 185 186 186 187 191 PLANO DE ARTICULAÇÃO E EQUIPAMENTO DE DEFESA (PAED) 192 Marinha do Brasil 192 Exército Brasileiro 197 Força Aérea Brasileira 201 A administração central do MD 207 Efeitos positivos da implantação do PAED 207 MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO 209 BASE INDUSTRIAL DE DEFESA (BID) 210 Ciência, tecnologia e inovação 217 CAPÍTULO SEIS — Economia da Defesa ORÇAMENTO DA DEFESA Regras gerais O processo orçamentário Princípios para o orçamento da Defesa Programas orçamentários da Defesa DEMONSTRATIVO DE GASTOS COM DEFESA Âmbito internacional Âmbito nacional 219 219 219 220 221 221 222 222 225 ANEXOS 234 APÊNDICE 256 Glossário 257 Índice de abreviaturas e siglas 263 Instituições envolvidas 271 Colaboradores 273

https://www.pdf-archive.com/2012/08/04/lbdn-1/

04/08/2012 www.pdf-archive.com

pt PT Marketing Guides 73%

Se você está confuso sobre o tema, por favor, contate seu gerente pessoal e peça ajuda para conferir suas fontes.

https://www.pdf-archive.com/2017/05/26/pt-pt-marketing-guides/

26/05/2017 www.pdf-archive.com

curriculumSaraCorreia 73%

INFORMAÇÃO PESSOAL NOME MORADA TELEFONE E-MAIL NACIONALIDADE DATA DE NASCIMENTO SORAIA PASSARINHO CORREIA CHAVES Rua do Conde de Redondo, n.º 64, 5º Andar, 1150-112 Lisboa 96535867 / 213 146 444 SORAIA.CHAVES@HOTMAIL.COM PORTUGUESA 07-06-1987 EXPER.

https://www.pdf-archive.com/2013/01/21/curriculumsaracorreia/

21/01/2013 www.pdf-archive.com

ts2000manualportugues- 72%

Considere este manual como um tutorial pessoal dos engenheiros.

https://www.pdf-archive.com/2014/03/29/ts2000manualportugues/

29/03/2014 www.pdf-archive.com