Search


PDF Archive search engine
Last database update: 21 April at 18:52 - Around 76000 files indexed.


Show results per page

Results for «projeto»:


Total: 200 results - 0.058 seconds

I-EDITAL-FNA-2015-final-20-07 100%

Cada creche ou escola comunitária somente poderá apresentar um projeto, de acordo com o Roteiro de Projetos – I Edital FNA 2015, em anexo (ANEXO I);

https://www.pdf-archive.com/2015/07/27/i-edital-fna-2015-final-20-07/

27/07/2015 www.pdf-archive.com

Simulado 2 de TI 98%

O Gerente de Projetos concentra-se nos objetivos especificados do projeto, enquanto o escritório de projetos gerencia as principais mudanças do escopo do programa que podem ser vistas como possíveis oportunidades para melhor alcançar os objetivos de negócios.

https://www.pdf-archive.com/2015/05/26/simulado-2-de-ti/

26/05/2015 www.pdf-archive.com

Edital 2017 97%

Processo Seletivo 2017 – EQ Hands-On Projeto EQ Hands-On Edital nº1 de 13 de Fevereiro de 2017 O projeto EQ Hands-On torna público a realização do Processo Seletivo para o ingresso no primeiro semestre de 2017.

https://www.pdf-archive.com/2017/02/13/edital-2017/

13/02/2017 www.pdf-archive.com

notas PI 2017-1 - Automação 29-6 97%

notas PI 2017-1 - Automação turno RA nome nota Observação tarde 2570901622021 ABRAAO NICHOLAS GABRIEL DE TOLEDO 8,2 noite 2570901513013 ADEMIR FRANCO PARE JUNIOR 9,2 tarde 2570901412046 ADENILTON SILVA PEREIRA noite 2570901613030 ADILSON JUNIOR DE SOUZA 9,7 tarde 2570901522004 ADRIANO DA SILVA 9,7 tarde 2570901322001 ADRIANO FERNANDO DOS SANTOS tarde 2570901322002 ADRIANO FERREIRA DE SOUSA noite 2570901713018 ADRIANO SABINO DE MIRANDA noite 2570901613022 AFONSO HENRIQUES DO NASCIMENTO SILVA tarde 2570901322039 AKAUA FONSECA MARTINS noite 2570901713016 ALESSANDRO APARECIDO PEREIRA DA SILVA noite 2570901313002 ALEX RAMOS DA SILVA 9,9 TCC I 2015-1 noite 2570901513028 ALEXANDRE DE FREITAS 9,2 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901523026 ALEXANDRE DE MELO JOTA noite 2570901623001 ALEXANDRE DOS REIS 9,5 tarde 2570901712016 ALEXANDRE RODRIGUES MACCARRONI 8,0 noite 2570901623028 ALEXANDRE VIEIRA POLETINE 8,9 tarde 2570901612037 ALEXSANDRO JOSE DA SILVA 7,7 tarde 2570901412001 ALLAN DE OLIVEIRA TAVARES 7,8 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901513003 ALLAN DOS ANJOS PESTANA 8,5 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901713003 ALLEF DE ALMEIDA SANTOS 9,5 tarde 2570901612032 ALMIR ROGERIO DOS SANTOS 29/06/2017 23:58:28 Qualificação de Projeto de TCC 9,5 1 notas PI 2017-1 - Automação turno RA nome nota Observação noite 2570901623033 ALTAID ROCHA DA SILVA noite 2570901623018 ALVARO HENRIQUE ALVES tarde 2570901712024 ANA CLAUDIA RIBEIRO DE SOUSA 8,1 noite 2570901423038 ANDERSON CASTRO DE OLIVEIRA 6,5 tarde 2570901522023 ANDERSON CIRINO SOARES 9,1 noite 2570901613040 ANDERSON RODRIGUES DE SOUSA 10,0 noite 2570901623011 ANDERSON SANTOS DA SILVA 9,3 tarde 2570901512025 ANDRE ANTONIO PORTILLA BARBOSA DA SILVA 9,2 tarde 2570901422019 ANDREAS AMORIM CAVALIERI 9,2 tarde 2570901522033 ANDREW ALEF MOREIRA DA COSTA 9,9 tarde 2570901322007 ANTONIO AROUCCA FILHO 9,5 Qualificação de TCC Passada noite 2570901613010 ANTONIO VALDINEI LIMA 9,1 Qualificação de TCC (2016-1) tarde 2570901612036 APARECIDO DE JESUS MARTINS tarde 2570901712040 ARESTIDES FERREIRA NUNES NETO 8,0 noite 2570901513015 ARNALDO SATURNINO DOS SANTOS JUNIOR 9,2 noite 2570901713042 ATTILA NOGUEIRA DOS SANTOS 9,6 tarde 2570901712033 AUDSON SANTOS DA CRUZ noite 2570901513046 AYLTON DO NASCIMENTO FREITAS 8,9 tarde 2570901422026 BEATRIZ CAMARGO SOUZA 0,0 noite 2570901713040 BRIAN SANTOS CARINI 3,2 noite 2570901513047 BRUNO CANUTO GOMES 8,2 noite 2570901523030 BRUNO DANIEL DE CARVALHO RODRIGUES 8,2 29/06/2017 23:58:28 Qualificação de Projeto de TCC Qualificação de TCC (2016-2) Qualificação de Projeto de TCC Qualificação de TCC (2016-1) NOVA 2 notas PI 2017-1 - Automação turno RA nome nota Observação tarde 2570901312009 BRUNO FERREIRA BONINA 9,5 noite 2570901713037 BRUNO LEMES SANTIAGO 7,5 noite 2570901513001 BRUNO LUNA PEREIRA tarde 2570901712001 BRUNO MEDEIROS ROCCATO 8,7 tarde 2570901612013 BRUNO OLIVEIRA QUEIROZ SANTOS 9,1 tarde 2570901512024 CAIO CARDOSO DOS SANTOS 8,5 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901423025 CAIO CESAR PACHECO DA SILVA 6,5 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901313046 CAIO DOS SANTOS CAVALCANTE 9,8 TCC I 2015-1 noite 2570901523031 CAIO HENRIQUE COELHO 8,9 noite 2570901513037 CAIO NICOLETTI SHINZATO 9,0 tarde 2570901522028 CARLOS ALBERTO ALENCAR DA SILVA SOUZA 6,5 noite 2570901613038 CARLOS ALBERTO DOS SANTOS BALDONI 8,1 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901513019 CARLOS ALBERTO TEIXEIRA NETO 8,9 Qualificação de Projeto de TCC tarde 2570901422020 CARLOS ALBERTO TORRES 9,6 Qualificação de TCC (2016-2) noite 2570901623029 CARLOS EDUARDO MIGUEL BASTOS 9,5 tarde 2570901612019 CARLOS HENRIQUE DOS SANTOS PINHEIRO 8,1 noite 2570901323005 CARLOS TAVARES DA SILVA 6,8 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901423019 CELIO RENATO CASSIANO 6,0 Qualificação de TCC (2016-2) tarde 2570901312012 CELSO TAKECHI MOTOHIRO 9,3 Qualificação de TCC Passada noite 2570901613007 CHALE FORTEZZA 9,7 tarde 2570901612022 CHARLEI ADAO LIMA 8,1 tarde 2570901322010 CHARLES RODRIGUES DA SILVA 9,7 29/06/2017 23:58:28 Qualificação de TCC Passada Qualificação de Projeto de TCC Qualificação de TCC Passada 3 notas PI 2017-1 - Automação turno RA nome nota Observação tarde 2570901522039 CHRISTIAN YUJI DE ALMEIDA HYODO 8,7 noite 2570901623007 CLAUDIO FERREIRA DE CASTRO JUNIOR 8,8 Qualificação de Projeto de TCC tarde 2570901422033 CLAUDIO HENRIQUE LACZKOWSKI ALBINO 9,2 Qualificação de TCC (2016-2) noite 2570901523017 CLAYTON GOMES CAETANO 8,9 noite 2570901613008 CLEBER SEVERO DOS SANTOS 9,7 noite 2570901423046 CLEIDSON SOUZA BONONI 6,8 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901623036 DAIANE MEIRELES DE OLIVEIRA 8,7 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901713036 DANIEL BRANDAO CARDOSO DA SILVA tarde 2570901612025 DANIEL CASTRO DE SOUZA tarde 2570901422040 DANIEL CERQUEIRA GOMES 10,0 tarde 2570901512039 DANIEL DE OLIVEIRA PESSOA 9,2 tarde 2570901712034 DANIEL FONSECA DAMASCENO SANTOS 7,0 tarde 2570901712019 DANIEL LEONARDI REIS BEZERRA 8,0 tarde 2570901612024 DANIEL SILVA DE JESUS tarde 2570901522041 DANIEL SOARES DUARTE noite 2570901623002 DANILO DA SILVA DIAS 8,9 noite 2570901623020 DAVID MENDES PIRES 7,9 noite 2570901713005 DAVID VITORIO PEREIRA DOS SANTOS SILVA noite 2570901323008 DEMIRRILSON OLIVEIRA BADARO tarde 2570901522016 DENIS DIAS DE MELO FERNANDES 9,9 tarde 2570901712020 DENNER FERREIRA DOS SANTOS 8,1 tarde 2570901522031 DEVID POSSIDONIO CONCEICAO 9,9 29/06/2017 23:58:28 Qualificação de Projeto de TCC 4 notas PI 2017-1 - Automação turno RA nome nota Observação noite 2570901413010 DIEGO DA SILVA TERTULINO 8,5 noite 2570901523041 DIEGO HENRIQUE DO ESPIRITO SANTO 9,7 noite 2570901623012 DIEGO HIDEO TINEN 9,3 noite 2570901423020 DIEGO KIEL VICENTE noite 2570901423021 DIOGO DE SOUZA BARBOSA 8,2 tarde 2570901622009 DOUGLAS BARBOSA DE MELO 8,9 tarde 2570901622038 DOUGLAS DANTAS NOVAIS DE PAULA tarde 2570901522008 DOUGLAS NOBREGA FELIPE SANTIAGO 8,7 noite 2570901713011 DOUGLAS PRIETO DA SILVA 3,2 tarde 2570901512040 DOUGLAS TAVARES FRANCISCO 8,5 noite 2570901413012 EDER WILSON SOUSA DA LUZ FILHO 7,8 noite 2570901713030 EDISON PUERTA DE OLIVEIRA 9,5 tarde 2570901622010 EDSON SADAO MITO 8,9 tarde 2570901412006 EDUARDO MARQUES VILAS BOAS 7,3 Qualificação de Projeto de TCC noite 2570901413014 EDUARDO RAMOS DA SILVA 8,6 Qualificação de TCC (2016-2) tarde 2570901522036 EDUARDO RIBEIRO PINTO PEREIRA 8,7 tarde 2570901622015 EDVAN RANGEL JUNIOR 8,9 noite 2570901623023 ELIAS VIDAL DA SILVA 9,2 noite 2570901713034 ENIO PEREIRA DOS SANTOS noite 2570901613017 ERON RIBEIRO DE SOUZA 8,3 noite 2570901413016 EULLER DE ALMEIDA SOUZA 8,4 Qualificação de TCC (2016-1) tarde 2570901422001 EWERTON CARLOS DOS SANTOS SOARES 7,3 Qualificação de Projeto de TCC 29/06/2017 23:58:28 Qualificação de TCC (2016-1) Qualificação de TCC (2016-2) NOVA Qualificação de TCC Passada 5

https://www.pdf-archive.com/2017/07/14/notas-pi-2017-1-automac-o-29-6/

14/07/2017 www.pdf-archive.com

Edital 2016 96%

1.5.2 Os interessados a vaga de Consultores de projetos devem ter disponibilidade para reuniões semanais e extraordinárias, quando houver projeto em desenvolvimento.

https://www.pdf-archive.com/2016/05/28/edital-2016/

28/05/2016 www.pdf-archive.com

RevistaEMEI3 96%

EMEI ÂNGELO MARTINO Projeto fotografia Redescobrindo o espaço escolar pelos olhos das crianças DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Informativo nº 1 | 2º semestre 2016 EMEI Ângelo Martino R.

https://www.pdf-archive.com/2016/11/28/revistaemei3/

28/11/2016 www.pdf-archive.com

Portfolio Juliana Andrade - 2016 96%

ANDRADE ARQUITETA E URBANISTA LONDON SOUTH BANK UNIVERSITY CENTRO UNIVERSITARIO SENAC E\ ju.l.andrade@uol.com.br T\ 11 98913 5269 FORMAÇÃO ATIVIDADES EXTRACURRICULARES 2011 / 2015 — Graduação em Arquitetura e Urbanismo 2013 / 2014 — Projeto de Iniciação Científica Centro Universitário Senac 2014 / 2015 — Graduação Sanduíche em BA Architecture Ciências sem Fronteiras London South Bank University Paulistana de coração, fascinada pela vida urbana.

https://www.pdf-archive.com/2016/12/06/portfolio-juliana-andrade-2016/

06/12/2016 www.pdf-archive.com

RIC 2374 2012 resposta 95%

"1) Confirma-se a existência de uma mrssao da Marinha do Brasil com a missão, dentre outras, de acompanhar o desenvolvimento do projeto da fragata britânica de Classe T -26?"

https://www.pdf-archive.com/2012/09/17/ric-2374-2012-resposta/

17/09/2012 www.pdf-archive.com

folder 93%

Nossos Clientes Nosso sucesso está diretamente relacionado a satisfação de nossos clientes, nosso compromisso é atender com excelência a todos, de pequenos escritórios a grandes corporações, do inicio do projeto a certificação final da obra.

https://www.pdf-archive.com/2015/01/20/folder/

20/01/2015 www.pdf-archive.com

appveyor 93%

Projeto de Demonstração no GitHub https://github.com/ThiagoBarradas/DotNet.WebApi.AppVeyor.Demo Referência do AppVeyor https://www.appveyor.com/docs/ MÃO NA MASSA!

https://www.pdf-archive.com/2017/02/21/appveyor/

21/02/2017 www.pdf-archive.com

curriculo 2013 92%

Responsável pelo projeto de estruturação do Setor de Produção Audiovisual do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF) em 2011.

https://www.pdf-archive.com/2014/01/29/curriculo-2013/

29/01/2014 www.pdf-archive.com

TCCDOCARAI(3) 92%

          Caminhos: Projeto de Quadrinho Experimental                                  Thais Cristina Circelli  Orientador:​  Luiz Geraldo Ferrari Martins  São Paulo ­ 2015    Thais Cristina Circelli          Caminhos  Projeto de Quadrinho Experimental             Trabalho de Conclusão de Curso ­ Relatório Científico  apresentado à Universidade Presbiteriana Mackenzie,  Curso Design, como parte dos requisitos para obtenção  do grau de Bacharel em Design      Orientador: Prof. Dr. Luiz Geraldo Ferrari Martins        São Paulo ­ 2015   1  Thais Cristina Circelli    CAMINHOS  Projeto de Quadrinho Experimental  Trabalho de Conclusão de Curso ­ Relatório Científico  apresentado à Universidade Presbiteriana Mackenzie,  Curso Design, como parte dos requisitos para obtenção  do grau de Bacharel em Design      Orientador: Prof. Dr. Luiz Geraldo Ferrari Martins    BANCA EXAMINADORA      ________________________________  Orientador Prof. Dr. Luiz Geraldo Ferrari Martins      ________________________________  Profª. Ms. Christianne Maria Alvarenga      ________________________________  Prof. Dr. Mauro Claro   2        Resumo    O projeto tem como foco a experimentação em quadrinhos e narrativas gráficas, com  temática urbana. Se propõe a apresentar uma visão nova de lugares muito  frequentados, porém pouco notados, da cidade de São Paulo aos moradores; sendo  como um guia poético, sem seguir escalas e se preocupar os métodos tradicionais de  localização em mapa, e sim tentando traduzir sensações e atmosfera em formato de  narrativa, utilizando do design gráfico como ferramenta para resolver tais desafios.  Foram pesquisados autores teóricos como Will Eisner, além de projetos de quadrinhos  e narrativas gráficas experimentais e similares.    Palavras­chaves: design, quadrinho experimental, narrativa gráfica, design gráfico, São  Paulo.                 3  Sumário    Introdução ________________________________________________  01    Procedimento Metodológico __________________________________  01    Desenvolvimento  __________________________________________  01          1. Fundamentação _____________________________________   01            2. Análises  ___________________________________________  01                2.1. Building Stories _________________________________  01                2.2. OuBaPo  ______________________________________  01            3. Referências Gráficas  _________________________________  01            4. Proposta do Projeto  __________________________________  01                4.1. Rua Augusta, 548­506   ___________________________  01                4.2. Rua Gravataí, 78   ________________________________  01                4.3. Rua Martinho Prado x Praça Roosevelt   ______________  01                4.3. Rua Major Quedinho, 112­A   _______________________   4 

https://www.pdf-archive.com/2015/12/03/tccdocarai-3/

03/12/2015 www.pdf-archive.com

CHAMADA IC-Voluntário OBEP 2016 91%

De pelo menos 20 horas, que devem ser divididas entre presenças obrigatórias de segunda a sábado, sendo no mínimo 15 horas in loco nas instituições de desenvolvimento do projeto.

https://www.pdf-archive.com/2016/09/02/chamada-ic-volunt-rio-obep-2016/

02/09/2016 www.pdf-archive.com

CV Paulo Priess 91%

Comprovada capacidade de combinar visão, criatividade e perspicácia empresarial com qualidades de gerenciamento de projeto e liderança para apoiar esforços de lançamentos de produtos, comercialização, iniciativas de branding, posicionamento de empresas e produtos.

https://www.pdf-archive.com/2016/10/25/cv-paulo-priess/

25/10/2016 www.pdf-archive.com

CV Paulo Priess 91%

Comprovada capacidade de combinar visão, criatividade e perspicácia empresarial com qualidades de gerenciamento de projeto e liderança para apoiar esforços de lançamentos de produtos, comercialização, iniciativas de branding, posicionamento de empresas e produtos.

https://www.pdf-archive.com/2016/11/14/cv-paulo-priess/

14/11/2016 www.pdf-archive.com

Brafitec Seleção 2016 vf 90%

1/2 Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Departamento de Engenharia Elétrica NORMAS PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PROGRAMA CAPES/BRAFITEC EDIÇÃO 2016/2017 PROJETO 163/14 – PARCERIA UFBA/UNESP/UFSC e Instituições francesas A Coordenação Local do Projeto 163/14, UFBA/UFSC/UNESP, com o objetivo de selecionar acadêmicos(as) para participarem do Programa CAPES/BRAFITEC (BRASIL – FRANÇA), Edição 2016/2017 (período de setembro/2016 a julho/2017), estabelece as seguintes normas e procedimentos:

https://www.pdf-archive.com/2016/03/09/brafitec-selec-o-2016-vf/

09/03/2016 www.pdf-archive.com

Testedesoftware 90%

        Universidade Federal de Campina Grande  Laboratório de Sistemas Embarcados e Computação  Pervasiva (Embedded)          Estudo Dirigido:  Estimativa de Teste de Software                  Rafaela Lacerda de Araújo        Campina Grande ­ PB  30 de Junho de 2016  Estimativa de teste de software      Estimar  é  uma  atividade  que  pode  ser  de  grande  valia  no  planejamento,  gerenciamento  e  controle  dos projetos. Ela  deve existir,  principalmente,  para  melhorar  o  processo  de  planejamento  e  controle,  permitindo  previsões  mais  certeiras,  montar  cronogramas,  prever  recursos  e  custos necessários,  etc..  Caso  não existam  estimativas,  será  mais  difícil  acompanhar  o  andamento  do  projeto,  não  sendo  possível  fazer  um  acompanhamento efetivo a partir do cronograma.  Estimativas  são  consideradas  complexas  de  se  realizar  em  função  de   diversos  fatores  internos  e  externos  que  podem  impactar  diretamente  no  seu  resultado.

https://www.pdf-archive.com/2016/06/30/testedesoftware/

30/06/2016 www.pdf-archive.com

certificado de WEBDEVELOPER EM CSHARP digital frente e verso 89%

96s C# Orientado a Objetos (20 horas) Desenvolver os principais conceitos de orientação a objetos sob a plataforma .Net utilizando a linguagem C#  Configuração da IDE Microsoft VisualStudio  Orientação a Objetos  ConsoleApplication  Classes, Atributos e Métodos  Encapsulamento (propriedades set e get)  Modificadores de Acesso  Relacionamentos de Herança e Associação  Entrada de dados  Tratamento de Exceções  Manipulação de Arquivos  Validação e Expressões Regulares  Interfaces  Classes Abstratas  Polimorfismo  Tipos Genericos de dados  System.Collections (Listas, Filas, Pilhas)  Dictionary (Mapas)  Sobrecarga de Métodos  Sobrescrita de Métodos  Métodos estáticos  Arquitetura baseada em camadas  DAL – Data Access Layer  ADO.NET (Acesso ao SqlServer com SqlClient)  Desenvolvendo um CRUD em SqlServer com ADO.NET (SqlClient)  UML – Diagrama de Classes e modelagem Orientada a Objetos Asp.Net 4.5, ADO.NET e demais Tecnologias (76 horas) Desenvolvimento de aplicações Asp.Net utilizando as tecnologias WebForms (aspx) e Asp.Net MVC5 além de ADO.NET (SqlClient e EntityFramework) e demais tecnologias · Definindo a arquitura de uma aplicação .NET  Separação por camadas do projeto  Camada de modelagem de entidades (boas práticas e separação do modelo Orientado a Objetos)  Camada de Apresentação (Projetos Asp.Net)  Camada de Regras de Negócio (Business Logic Layer)  Camada de Acesso a dados (DAL - Data Access Layer) · Asp.Net WebForms (.aspx)  Introdução ao Asp.Net WebForms  Arquitetura baseada em camadas (Web e DAL)  Páginas .aspx  CodeBehind  Componentes e helpers HTML  Eventos e ViewState  Formulários e entrada de dados  Componentes de validação do aspx  Utilizando o NuGet pata instalação de dependencias  Integrando Bootstrap ao aspx  IsPostBack  Gerenciamento de Sessões e Cookies · · · · GridViews (Customização e utilização) Navegação e redirecionamento Criando aplicações baseadas em Presentation Layer (Asp.Net WebForms) e Data Access Layer (SqlClient)  Projeto CRUD em Asp.Net WebForms  Arquivos de banco de dados MDF  Projetos baseados em modelagem de entidades (1 para 1, 1 para Muitos 1 Muitos para Muitos), Stores Procedures e Views em banco de dados SqlServer  Login de Usuarios, permissões e Ticket de Acesso  Criptografia baseada em MD5  Ajax (ScriptManager)  UpdatePanel e UpdateProgress  Envio de Email Microsoft Reports (rdlc)  Criando relatorios rdlc  Definindo dataset do relatorio  Linguagem de expressões do Microsoft Report  Gráficos  ReportViewer  Gerando relatorios em páginas aspx Simple Injector (Injeção de Dependencia)  Introdução ao conceito de Inversão de Controle e Injeção de dependencia  Configurando o Simple Injector  Utilizando DI em aplicações Asp.Net  Referencia aos principios SOLID ADO.NET Entity Framework 6  Configuração e utilização do EntityFramewework 6  Persistência de dados com EF  Mapeamento Objeto Relacional com DataAnnotations  Mapeamento de relacionamentos  Mapeamento de chave primaria composta  Padrão CodeFirst  DbContext e DbSet  Migrations  Persistencia de dados Operações CRUD com EF  Gerenciamento de transações  Consultas com Expressões LAMBDA  DAL Generico com EntityFramework  Integrando EF ao Asp.Net WebForms Asp.NET MVC 5  Introdução ao Asp.Net MVC5  Definindo Controllers e rotas  Configuração do RouteConfig.cs  Camada de Visão – Páginas .cshtml  Utilizando a sintaxe @Razor  Definição da camada de modelo  Mapeamento da camada de modelo (Validações, mensagens)  Criando formulários e entrada de dados  Redirecionamento  ActionResult e JsonResult  ViewBag e ViewData  HttpPost e HttpGet  Desenvolvendo uma aplicação CRUD com Asp.Net MVC e EntityFramework  Criando componentes dinamicos  Upload de arquivos  Login de Usuarios e permissões de acesso em Asp.Net MVC  Authorize  Utilizando Ajax com Jquery  Integrando bootstrap a Asp.Net MVC · Asp.Net WebApi (REST)  Introdução ao padrão REST e arquitetura de MicroServiços  Implementando serviços REST com WebApi  HttpResponseMessage  HttpStatusCode  Enviando e recebendo JSON  Models  Mapeamento de rotas e verbos HTTP  POST, GET, PUT e DELETE  Mapeamento de rotas e serviços  Configurando CORS  Testando serviços com POSTMAN · AngularJS  Criando o cliente de serviços com AngularJS  SPA - Single Page Applications  $routeProvider, $scope e $http  Controllers, modulos e views em AngularJS  Implementando o cliente de serviços com AngularJS  Boas práticas · Fluent NHibernate  Instalação e Configuração do FluentNHibernate  Mapeamento Objeto Relacional com Fluent  Mapeamento de entidades e relacionamentos  HibernateUtil e SessionFactory  Persistência de dados com NHibernate  Session, Transaction e Query  Utilizando LAMBDA para criação de consultas em NHibernate · WCF (Windows Communication Foundation)  Introdução ao conceito de serviços  Criando webservices (.asmx)  Gerando Servidor e Cliente de serviços Web  Padrão WSDL  WCF – Windows Communication Foundation  Gerando serviços em WCF  Testando serviços web  Consumindo serviços em .NET · Publicação de projetos  Gerando build da aplicação  Hospedagem em servidor web free  Projeto Final Desenvolvimento de Projeto final baseado em temas e arquiteturas sugeridas pelo Professor.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/15/certificado-de-webdeveloper-em-csharp-digital-frente-e-verso/

15/09/2017 www.pdf-archive.com

Simulado1 88%

Simulado 1 ­ 09/05/2015      1­ Em um ambiente Linux instalado em uma determinada empresa, as contas dos programadores que  trabalham num dado projeto de desenvolvimento estão associadas ao mesmo grupo de usuários.    Um deles cria um diretório que deverá ser visível aos demais membros do time de desenvolvimento. A ideia  é que os colegas possam entrar no diretório, criar novos arquivos sob o diretório, bem como visualizar e  modificar o conteúdo dos arquivos ali armazenados. Usuários externos à equipe de desenvolvimento não  devem ter acesso ao diretório, nem aos seus descendentes.    Supondo­se que o caminho para o diretório em questão seja ​ /home/projeto​  e que a proteção de ​ /home​  já  esteja corretamente estabelecida, o comando que associa a proteção desejada ao diretório ​ /home/projeto  e aos seus descendentes é:    a) chmod –R 0770 /home/projeto;  b) chmod –R 0760 /home/projeto;  c) chmod –R 0750 /home/projeto;  d) chmod –R 0740 /home/projeto;  e) chmod –R 0730 /home/projeto.      2­ Em uma aplicação Java há um determinado método da classe A que deve ser visível apenas:  ­ a todas as classes do mesmo pacote em que A foi declarada;  ­ às subclasses de A declaradas em outros pacotes.  O modificador que deve obrigatoriamente estar presente na declaração desse método é:    a) public;  b) final;  c) abstract;  d) static;  e) protected.              3­  Na linguagem de programação Java, uma classe declarada com o modificador​  final​ :    a) não pode ser instanciada;  b) não pode ser estendida;  c) pode ter o modificador abstract também presente na declaração;  d) não pode ter métodos estáticos;  e) não pode ter métodos de instância.    4­ Um comando muito utilizado em distribuições Linux, permite que sejam alteradas as informações de  propriedade de usuário e grupo para um determinado arquivo ou diretório, aplicando, inclusive, essas  alterações de forma recursiva. O comando em questão, em conjunto com o atributo de recursividade é  corretamente exposto em    a) usermod ­S  b) chmod ­­dereference  c) ln ­­recursive  d) chown ­R  e) chggrp ­S    5­ Qual das alternativas abaixo define melhor a função do serviço Active Directory (AD) em um ambiente  com MS Windows 2008 Server ?    a) O AD fornece um banco de dados distribuído que armazena e gerencia informações sobre recursos da  rede como usuários, computadores e outros dispositivos.  b) O AD fornece um mapa dinâmico com todas as informações sobre recursos da rede como usuários,  computadores e outros dispositivos.  c) O AD fornece um banco de dados distribuído que armazena e gerencia informações sobre todos os  usuários de um domínio.  d) O AD fornece um banco de dados distribuído que armazena e gerencia informações sobre todos os  dispositivos de um domínio.  e) O AD fornece um banco de dados distribuído que armazena e gerencia os meios de autenticação e  controle de acesso de todos os usuários de um domínio.          6­ Na plataforma J2EE, a classe ServletRequest define    a) a estrutura do objeto principal do ​ Servlet​ , permitindo que sejam feitas requisições ao ​ Servlet.  b) métodos que permitem que o ​ Servlet ​ faça requisições de forma assíncrona.  c) métodos que permitem que o​  Servlet ​ faça requisições aos clientes.  d) propriedades que permitem que seja alterado o comportamento do ​ Servlet​ .  e) um objeto que fornecerá informações sobre a requisição feita pelo cliente ao​  Servlet​ .    7­ Para abrir a janela do Adicionar/Remover programas, no Windows Server, deve­se digitar o comando    a) control admintools  b) wuaucpl.cpl  c) directx.cpl  d) appwiz.cpl  e) dxdiag    8­ Em programação Java, o comando ​ while    a) executa um bloco exclusivamente de comandos de atribuição.  b) executa um bloco de comandos enquanto sua condição for verdadeira.  c) executa um bloco de comandos até que sua condição seja verdadeira.  d) equivale ao comando ​ what­if.  e) é idêntico ao comando ​ do while​ .    9­ Um documento XML bem formatado é aquele que apresenta uma sintaxe XML correta. Sobre as regras  de sintaxe em documentos XML bem formatados é correto afirmar:    a) Os elementos XML não podem ter mais que um atributo e o valor desse atributo pode estar vazio.  b) Não é necessário que um documento XML tenha um elemento raiz.  c) Os elementos XML não precisam ser fechados por tag, exceto o que define a versão da XML usada.  d) Tags XML são case sensitive e os valores dos atributos devem aparecer entre aspas.  e) Elementos XML não precisam ser aninhados corretamente, sendo assim, o primeiro que abre sempre  será o primeiro que fecha.        10­ Após instalar o serviço IIS (Internet Information Services) no ambiente Microsoft Windows Server 2008,  o diretório padrão de hospedagem das páginas Web é    a) c:\windows\inetpub  b) c:\windows\wwwroot  c) c:\wwwroot\inetpub  d) c:\inetpub\wwwroot  e) c:\wwwroot     11­ Capturam as transações de negócios de um sistema e as armazenam no banco de dados.  Esse tipo de base é utilizada em sistemas que registram pequenas transações (INSERT, UPDATE,  DELETE) realizadas em tempo real e que ocorrem constantemente e de forma rápida. Os dados também  podem ser alterados e modificados e não salvam históricos dos dados, isso não o qualifica como uma base  de dados ideal para ajudar na tomada de decisões. Também é uma base que necessita de backup  regularmente, pois caso o banco de dados seja perdido, os dados não podem ser reaproveitados. Esta  descrição é típica de sistemas de bancos de dados:    a) OLAP (On­line Analytical Processing).  b) OLTP (On­line Transaction Processing).  c) SQL (Structured Query Language).  d) RUP (Rational Unified Process).  e) DML (Data Modeling Language).                              12­ Um data warehouse é um repositório de dados históricos orientados a assuntos, sendo organizados  para serem acessíveis em uma forma prontamente aceitável para atividades de processamento analítico.  Assim sendo, analise as assertivas abaixo, no que se refere às características e à definição de um data  warehouse:  I. Segmentados ­ são vários bancos de dados pequenos contendo informações divergentes.  II. Organização ­ os dados são organizados por assunto, e contêm informações relevantes apenas para o  apoio à decisão.   III. Consistência ­ os dados nos diferentes bancos de dados operacionais podem ser codificados de forma  diferente.  IV. Variante tempo ­ os dados são mantidos por muitos anos, de modo que possam ser usados para  tendências, previsões e comparações com o tempo.  V. Desestruturados ­ possuem uma quantidade grande de dados que dificultam a tomada de decisão.  Quais estão corretas?    A) Apenas I e III.  B) Apenas I, II e III.  C) Apenas II, III e IV.  D) Apenas III, IV e V.  E) I, II, III, IV e V.                               

https://www.pdf-archive.com/2015/05/13/simulado1/

12/05/2015 www.pdf-archive.com

Alan Weri PORTFÓLIO 88%

Projetos Freelancers Identidade Visual Identidade Visual Projeto Logotipo Alan Weri - Designer Gráfico.

https://www.pdf-archive.com/2017/07/25/alan-weri-portfo-lio/

25/07/2017 www.pdf-archive.com

Curriculum Vitae out14 88%

Incompleto EMPRESAS Companhia de Propaganda / Santa Maria função Redação período 6 (seis) meses Publicittà / Santa Maria função Produção Gráfica período 7 (sete) meses Grupa Henrique Raizler / Porto Alegre função Programação Visual e Direção de Arte período 12 (doze) meses LM Propaganda / Santa Rosa função Direção de Arte período 12 (doze) meses Urbania Propaganda / Santa Maria função Planejamento e Direção de Arte período 12 (doze) meses Marpez Propaganda/Millennium Produções / Bento Gonçalves função Planejamento e Direção de Arte período 6 (seis) meses Nickelodeon Network Television / Oakland, CA função Co-produção de programa de TV período 6 (seis) meses Jornal A Razão / Santa Maria função Planejamento e Criação de Campanhas para o Veículo e Arte finalização período 1 (um) ano Mídia 1 Comunicação e Marketing / Santa Maria função Diretor de Arte período 2 (dois) anos 4SC Propaganda e Marketing / Santa Maria função Diretor de Criação período 3 (três) meses KVA Formaturas / Santa Maria função Diretor de Arte período 2 (dois) anos Before Soluções Digitais / Santa Maria função Diretor de Arte período 1 (um) ano PRINCIPAIS PROJETOS DESENVOLVIDOS Fugazcidade / 97-98 descrição Projeto Itinerante de Debates / Parceria UFSM – comércio Santa Maria.

https://www.pdf-archive.com/2014/12/01/curriculum-vitae-out14/

01/12/2014 www.pdf-archive.com

Radar Eletronico 87%

Um esquem´ atico geral do projeto com todas as partes integradas pode ser visualizado na figura 1 e uma figura com o projeto montado e devidas partes identificadas encontrra-se na figura 2.

https://www.pdf-archive.com/2017/05/16/radar-eletronico/

16/05/2017 www.pdf-archive.com