Search


PDF Archive search engine
Last database update: 17 May at 11:24 - Around 76000 files indexed.


Show results per page

Results for «regimes»:


Total: 400 results - 0.024 seconds

testing-correlation-regime 100%

Regime Typology and Personal Efficacy § 2 Because democratic governments permit individuals to access formal channels by which to participate in political processes, efficacy in the individual can be investigated and compared with the efficacy of individuals residing in non-democratic regimes.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/21/testing-correlation-regime/

21/09/2017 www.pdf-archive.com

regime-typology-efficacy 99%

In democratic regimes, individuals are permitted more access to participate in the political process than in non-democratic regimes.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/21/regime-typology-efficacy/

21/09/2017 www.pdf-archive.com

West Pacific and Indian 96%

Dear Bob, You asked:

https://www.pdf-archive.com/2013/04/01/west-pacific-and-indian/

01/04/2013 www.pdf-archive.com

Climate hypothesis 95%

Hypothesis about natural global warming from 1900 till now.

https://www.pdf-archive.com/2012/12/24/climate-hypothesis/

24/12/2012 www.pdf-archive.com

4990205.PDF 94%

Ufficio Monocratico Via Palestro, 81 – 00185 Roma Tel.

https://www.pdf-archive.com/2015/11/03/4990205/

03/11/2015 www.pdf-archive.com

U.S. Foreign Economic Policy and Regime Change 93%

This paper examines the effect American foreign economic policy has on the impetus of regimes in the developing world to shift, whether quasi, functionally, or in actuality, to a neoliberal prerogative.

https://www.pdf-archive.com/2015/07/11/u-s-foreign-economic-policy-and-regime-change/

11/07/2015 www.pdf-archive.com

MVenier 88%

By ensuring investors’ profit and technically prohibiting free riding by third parties able to emulate a given innovation at lower costs, strong patent regimes effectively reward innovators.

https://www.pdf-archive.com/2014/05/26/mvenier/

26/05/2014 www.pdf-archive.com

12 518 Oluwumi Adetan 87%

oadetan@gmail.com or oluwumi.adetan@eksu.edu.ng Abstract The influence of critical raindrop diameters on the specific rainfall attenuation in Durban (29o52'S, o 30 58'E), South Africa using various rainfall regimes is analyzed in this paper.

https://www.pdf-archive.com/2016/09/25/12-518-oluwumi-adetan/

25/09/2016 www.pdf-archive.com

East Pacific 87%

Dear Bob, Thank you for this nice question.

https://www.pdf-archive.com/2013/03/29/east-pacific/

29/03/2013 www.pdf-archive.com

AfdW 86%

Die Angst des BRD-Regimes davor, dass die nackte Wahrheit über den Holocaust allgemein bekannt werden könnte, war bereits 1994 geradezu panisch.

https://www.pdf-archive.com/2016/12/03/afdw/

03/12/2016 www.pdf-archive.com

AfdW 86%

Die Angst des BRD-Regimes davor, dass die nackte Wahrheit über den Holocaust allgemein bekannt werden könnte, war bereits 1994 geradezu panisch.

https://www.pdf-archive.com/2016/12/06/afdw/

06/12/2016 www.pdf-archive.com

DL153:2014 20 Outubro 86%

Estes regimes, embora pressupondo que a atividade de produção deve estar associada a uma instalação de utilização de energia elétrica com consumo efetivo e a um contrato de fornecimento de eletricidade celebrado com um comercializador, permitem a entrega total da energia produzida nas respetivas unidades à rede elétrica de serviço público (RESP), a qual é remunerada através do regime geral ou do regime bonificado.

https://www.pdf-archive.com/2017/09/18/dl153-2014-20-outubro/

18/09/2017 www.pdf-archive.com

lbdn 85%

LIVRO BRANCO de Defesa Nacional Brasil — 2012 _~ II ----------------------------------~ - - ,.lO Sumário MENSAGEM DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA DO BRASIL APRESENTAÇÃO DO MINISTRO DA DEFESA 7 8 CAPÍTULO UM — O Estado brasileiro e a Defesa Nacional 11 PRINCÍPIOS BÁSICOS DO ESTADO TERRITÓRIO POPULAÇÃO Evolução da população DEFESA NACIONAL 12 13 17 19 22 CAPÍTULO DOIS — O ambiente estratégico do século XXI CONTEXTUALIZAÇÃO DO AMBIENTE ESTRATÉGICO Sistema internacional Sistemas regionais Atlântico Sul TRATADOS E REGIMES INTERNACIONAIS COM REFLEXOS PARA A DEFESA Regimes internacionais de desarmamento e não proliferação Regimes internacionais do mar, Antártica e espaço exterior Regimes internacionais sobre meio ambiente POLÍTICAS EXTERNA E DE DEFESA CAPÍTULO TRÊS — A Defesa e o Instrumento Militar O MINISTÉRIO DA DEFESA Estrutura organizacional Conselho Militar de Defesa (CMiD) Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) Gabinete do Ministro da Defesa Assessoria de Planejamento Institucional (ASPLAN) Consultoria Jurídica (CONJUR) Secretaria de Controle Interno (CISET) Secretaria-Geral (SG) Secretaria de Organização Institucional (SEORI) Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD) Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CENSIPAM) Educação no âmbito da Defesa Escola Superior de Guerra (ESG) Instituto de Doutrina de Operações Conjuntas (IDOC) Instituto Pandiá Calógeras (IPC) Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) 27 30 31 34 35 36 36 41 47 49 53 55 55 56 57 59 59 60 60 60 60 61 62 63 63 63 66 66 67 Setores estratégicos para a Defesa 68 O Setor Nuclear 68 O Setor Cibernético 69 O Setor Espacial 69 Sistemas de monitoramento e controle 71 Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz) 71 Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) 72 Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) 72 Mobilização nacional 74 Sistema Nacional de Mobilização (SINAMOB) 74 Serviço militar 75 Sistema de Inteligência de Defesa (SINDE) 77 Marinha do Brasil 78 Missão 80 Organização e meios operativos 80 Capacidades 98 Visão estratégica e articulação 99 Educação — principais escolas 102 Instituições científicas e tecnológicas 105 Intercâmbio e cooperação com outros países 106 Mulheres na Marinha 109 Exército Brasileiro 111 Missão 112 Organização e meios operativos 113 Capacidades 121 Visão estratégica e articulação 122 Educação — principais escolas 125 Instituições científicas e tecnológicas 129 Intercâmbio e cooperação com outros países 129 Mulheres no Exército 131 Força Aérea Brasileira 133 Missão 134 Organização e meios operativos 135 Capacidades 143 Visão estratégica e articulação 144 Educação — principais escolas 147 Instituições científicas e tecnológicas 149 Intercâmbio e cooperação com outros países 150 Mulheres na Força Aérea 152 PRINCÍPIOS GERAIS DE EMPREGO DO INSTRUMENTO MILITAR 153 Condução estratégica das Forças 153 Doutrina de operações conjuntas 153 Teatro de operações (TO) 154 A interoperabilidade nas operações conjuntas 155 O emprego das Forças Armadas na garantia da lei e da ordem (GLO) 156 EXEMPLOS DE EMPREGO CONTEMPORÂNEO DO INSTRUMENTO MILITAR 157 A participação do Brasil nas grandes guerras mundiais 157 A participação do Brasil em missões de paz 160 Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem 163 CAPÍTULO QUATRO — Defesa e sociedade PROGRAMAS SOCIAIS DA DEFESA Projeto Soldado Cidadão Programa Calha Norte Programa Forças no Esporte O Projeto Rondon AÇÕES SUBSIDIÁRIAS E COMPLEMENTARES RELAÇÃO DA DEFESA COM OS PODERES CONSTITUÍDOS Defesa e Poder Executivo Defesa e Poder Legislativo Defesa e Poder Judiciário A DEFESA E OS DIREITOS HUMANOS A DEFESA E A LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO A DEFESA E A ACADEMIA O Programa Pró-Defesa Centros de estudos de política e estratégia Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR) Congresso Acadêmico Outras iniciativas PESSOAL CIVIL NA ADMINISTRAÇÃO CENTRAL DO MINISTÉRIO DA DEFESA A DEFESA E O DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL CAPÍTULO CINCO — A Transformação da Defesa 167 168 168 168 169 170 171 176 176 177 178 179 181 182 183 184 184 185 186 186 187 191 PLANO DE ARTICULAÇÃO E EQUIPAMENTO DE DEFESA (PAED) 192 Marinha do Brasil 192 Exército Brasileiro 197 Força Aérea Brasileira 201 A administração central do MD 207 Efeitos positivos da implantação do PAED 207 MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO 209 BASE INDUSTRIAL DE DEFESA (BID) 210 Ciência, tecnologia e inovação 217 CAPÍTULO SEIS — Economia da Defesa ORÇAMENTO DA DEFESA Regras gerais O processo orçamentário Princípios para o orçamento da Defesa Programas orçamentários da Defesa DEMONSTRATIVO DE GASTOS COM DEFESA Âmbito internacional Âmbito nacional 219 219 219 220 221 221 222 222 225 ANEXOS 234 APÊNDICE 256 Glossário 257 Índice de abreviaturas e siglas 263 Instituições envolvidas 271 Colaboradores 273

https://www.pdf-archive.com/2012/08/04/lbdn-1/

04/08/2012 www.pdf-archive.com

d9Hoare 84%

Fascist dictatorships become ‘regimes independent of the West’;

https://www.pdf-archive.com/2013/05/12/d9hoare/

12/05/2013 www.pdf-archive.com

ICOs – Regulatory Landscape and Good Practice Principles 84%

Liability outside mandatory disclosure regimes Even if no mandatory disclosure regime, such as the regime of the WpPG or VermAnlG, applies, ICO issuers may still be subject to the general liability regime under German civil law in case of material omissions or misstatements.

https://www.pdf-archive.com/2017/12/04/icos-regulatory-landscape-and-good-practice-principles/

04/12/2017 www.pdf-archive.com

um cifs 83%

Under the present or recent regimes of regulation, harmful practices have not been restrained by groups claiming charitable status, even when extensive evidence is tendered to complaint bodies.

https://www.pdf-archive.com/2015/11/19/um-cifs/

19/11/2015 www.pdf-archive.com