PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact



Poster Aleitamento Materno .pdf


Original filename: Poster_Aleitamento_Materno.pdf
Title: Aleitamento Materno
Author: Filipa

This PDF 1.5 document has been generated by Microsoft® PowerPoint® 2010, and has been sent on pdf-archive.com on 21/03/2013 at 21:03, from IP address 85.138.x.x. The current document download page has been viewed 825 times.
File size: 624 KB (1 page).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


Aleitamento Materno

Como prevenir complicações
Sintomatologia
Ingurgitamento mamário

- Mamas tensas, brilhantes e
dolorosas;
- Pode ser difícil retirar o leite.

Bloqueio dos ductos
lactíferos
(Obstrução dos canais
que drenam o leite)

- Nódulo pequeno, sensível ao
toque;
- Rubor (vermelhidão) local;
- Apirexia (sem febre);
- Bem-estar geral.

ALEIXO, Filipa Miguéns*; CABEÇA, Marco André*
Unidade Curricular de Ensino Clínico de Enfermagem da Criança e do Jovem 2012/2013
Docente: Sra. Professora Maria de Lourdes Magalhães de Oliveira
Orientadores Clínicos: Sra. Enfermeira Ana Maria Bessa Araújo
Sra. Enfermeira Ana Paula Barreto

Prevenção

Tratamento

- As mães devem dar de mamar em
horário livre (sempre que o bebé
quiser);
- Colocar a criança a mamar em
posição correcta (cabeça em linha
recta com o corpo, face de frente
para o mamilo) e verificar os sinais
de boa pega.

- Retirar o leite da mama,
colocando o bebé a mamar, se
possível, ou com expressão manual
ou bomba;
- Quando conseguir retirar um
pouco de leite, a mama fica mais
macia e o bebé poderá sugar mais
eficazmente;
- Se o bebé não consegue mamar,
retirar o leite da mama para um
biberão ou copo e dá-lo ao bebé;
- Retirar até que as mamas fiquem
mais confortáveis e até que o
ingurgitamento desapareça.
- Parar de amamentar em
diferentes posições de modo a
esvaziar todas as partes da mama
(por exemplo, colocando o corpo
do bebé debaixo do braço);
- Pode ainda fazer uma leve
pressão, com os dedos, no sentido
do mamilo para ajudar a esvaziar
aquela parte da mama;
- A mãe deve usar roupas largas e
um soutien que apoie, mas não
comprima.

* Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, Curso de Licenciatura em Enfermagem 2010-2014

Como colocar o bebé à mama
Boa pega

Má pega

- O queixo está junto à mama,
a língua está junto à auréola;
- A boca está bem aberta, o
lábio inferior está virado para
baixo e as bochechas estão
em “cova”;
- A boca do bebé deve
apanhar a maior parte da
aréola e dos tecidos que
estão sob ela, “esticando” o
tecido da mama, formando
um longo bico;
- O mamilo constitui apenas
um terço do bico, sendo o
restante formado pela aréola.

- O queixo do bebé não toca
na mama
- A boca do bebé não está
bem aberta;
- A boca do bebé não apanha
a maior parte da aréola e dos
tecidos que estão sob ela;
- O bebé não consegue
esticar o tecido da mama
para fora a fim de formar um
longo bico;
- O mamilo constitui a
totalidade do bico;
- O bebé mama apenas no
mamilo;
- Pode-se ver a mesma
quantidade de aréola acima e
abaixo da boca do bebé.

Papel do Pai no Aleitamento Materno
A mãe e o bebé não devem ser considerados como os únicos intervenientes no processo da
amamentação.
O pai assume um papel importante no apoio emocional da mãe durante este novo processo
de aprendizagem que é a amamentação, uma vez que o pai é o elemento mais próximo da
mãe, pelo que, está numa posição privilegiada para o acompanhamento necessário durante a
amamentação.
Como pode então o pai apoiar a mãe?
- Encorajar a mãe, elogiando-a;
- Ajudar no posicionamento da mãe;
- Acariciar o bebé;
- Colocar o bebé para arrotar;
- Trocar a fralda do bebé.

Mastite
(Infecção da mama)

- Nódulo grande, doloroso;
- Rubor (vermelhidão)
generalizado;
- Tumefacção (inchaço);
- Pirexia (febre) elevada;
- Grande mal-estar geral.

Mamilos dolorosos e/ou
com fissuras (gretados)

- Amamentação dolorosa.

No dia-a-dia, há outras tarefas em que o pai também pode ajudar, nomeadamente na
realização de tarefas domésticas ou na gestão das visitas.

Mamilos planos e/ou
invertidos

Quando a mãe voltar ao trabalho
Extracção manual de leite

- A situação melhora,
habitualmente em um ou dois dias;
- Medicação prescrita pelo médico;
- Repousar;
- Retirar o leite manualmente, ou
com bomba;
- A mãe pode continuar a
amamentar do lado não afectado.

- Colocar a criança a mamar em
posição correcta e verificar os
sinais de boa pega;
- Não deve lavar os mamilos com
sabão;
- Não deve interromper a mamada,
o bebé deve deixar a mama
espontaneamente, contudo se tiver
de o fazer, deve colocar um dedo,
suavemente, na boca do bebé de
modo a interromper a sucção.

- Na maior parte das vezes, a dor
desaparece logo que a pega do
bebé é corrigida;
- Iniciar a amamentação pelo
mamilo não doloroso;
- Aplicar uma gota de leite no
mamilo e aréola, após o banho e
após cada mamada (facilita a
cicatrização);
- Expor os mamilos ao ar e ao sol,
sempre que possível, no intervalo
das mamadas.
Se não resultar os ponto
anteriores, retirar o leite e dar ao
bebé, até que o mamilo melhore
ou cicatrize.
- Colocar o bebé a mamar logo após o nascimento;
- Deixar o bebé pegar do modo que ele preferir e promover o contacto
pele a pele mãe/bebé;
- Se a mama está muito cheia, o mamilo fica menos saliente pelo que é
benéfico extrair uma porção de leite para facilitar a pega do bebé;
- Pode também tentar que o mamilo fique mais saliente, utilizando uma
bomba ou uma seringa de 20ml.

Preparação
Lave bem as mãos, assegure a sua privacidade e garanta uma posição
confortável para realizar a extracção do leite materno.

Vantagens do Aleitamento Materno

Técnica
1- Coloque o polegar e o indicador sobre a aréola;
2 - Pressione a mama, em direcção ao tórax (“para dentro”);
3 - Extraia o leite dos ductos comprimidos, ao mesmo tempo que os
dedos deslizam para a frente (“para fora”);
4 - Efectue a rotação da mão (cerca de ¼) à volta da mama e repita estes
passos num movimento rítmico até que o leite comece a fluir.

Mãe





Promove uma rápida perda de peso;
Efeito contraceptivo durante a amamentação;
Não implica a manipulação de biberões;
Menor risco de cancro da mama, dos ovários,
diabetes e osteoporose.

Bebé
• Contém factores de crescimento, anticorpos e
glóbulos brancos, importantes para o
crescimento e sistema imunitário do bebé, e
que não estão presentes nos leites artificiais;
• Contém várias vitaminas, essenciais ao
desenvolvimento do bebé;
• Contém a quantidade de proteínas, ferro,
calorias e lípidos necessários ao crescimento
saudável do bebé;
• Ajuda na prevenção de doenças, como a
diabetes, hipertensão arterial e diminui o
risco de obesidade;
• Proporciona uma fácil digestão, não
sobrecarregando os intestinos e rins;
• O acto de sugar o leite da mama é importante
no desenvolvimento das mandibulas e dentes;
• Promove o vínculo entre a mãe e filho;
• Acalma o bebé;
• Contém endorfina que ajuda a supressão da
dor no bebé.

Armazenamento Leite Materno
1 - Pegue num copo de vidro com tampa plástica .
2 - Lave a tampa e o copo com água e sabão;
3 - Ferva a tampa e o copo por cerca de 15 minutos. Deixe escorrer o copo
e a tampa e quando estiverem secos coloque a data de armazenamento do
leite materno;
4 - Lavar bem as mãos até o cotovelo e as unhas (que devem ser curtas)
com água e sabão. Seque em toalha individual;
5 - Procure um local tranquilo e limpo;
6 - Inicie a extracção do leite materno com massagens circulares nas
mamas, com as pontas dos dedos. Desperdice as primeiras gotas;
7 - Segure o copo próximo à mama;
8 - Faça a extracção manual do leite;
9 - Guarde o leite no frasco fervido e guarde-o no frigorífico ou no
congelador.

REFERÊNCIAS:
BÉRTOLO, Helena; LEVY, Leonor (2008) – Manual de Aleitamento Materno. Lisboa: Comité Português para a UNICEF. Disponível em: http://www.unicef.pt/docs/manual_aleitamento.pdf [Consult. 15 Mar.2013]
LOPES, Anabela (2007) – Aleitamento materno: um factor promotor de saúde. Lisboa: Direcção Geral da Saúde. Disponível em: http://www.dgs.pt/upload/membro.id/ficheiros/i009205.pdf [Consult. 15 Mar.2013]
http://www.amamentar.net/ProfissionaisdeSa%C3%BAde/Preven%C3%A7%C3%A3oeresolu%C3%A7%C3%A3odeproblemas/EngorgitamentoMastiteeabcessomam%C3%A1rio/tabid/237/Default.aspx [Consult. 15 Mar.2013]
http://www.amamentar.net/ProfissionaisdeSa%C3%BAde/Preven%C3%A7%C3%A3oeresolu%C3%A7%C3%A3odeproblemas/Dortraumaeoutrosproblemasdamama/tabid/234/Default.aspx [Consult. 15 Mar.2013]
http://redemae.sapo.pt/o-papel-do-pai-na-amamentacao/6876 [Consult. 15 Mar.2013]
http://saude.sapo.pt/saude-em-familia/crianca-bebe/artigos-gerais/manual-da-amamentacao.html?pagina=5 [Consult. 15 Mar.2013]
http://sosamamentacaopt.blogspot.pt/2011/09/extraccao-armazenamento-e-conservacao.html [Consult. 15 Mar.2013]

NOTA: O leite extraído poderá ser mantido no frigorífico por 24 horas. Quando
guardado no congelador, o prazo de validade é de 15 dias (o frasco deve estar sempre
bem fechado).

Como funciona o Aleitamento Materno
Reflexo da prolactina ou
reflexo de produção

Reflexo de ocitocina ou reflexo
de “descida”

Este é o reflexo responsável pela
produção de leite.
Inicialmente, o acto de sucção promove
impulsos sensoriais que vão do mamilo
para o hipotálamo.
Este estimula a hipófise anterior que,
por sua vez, segrega a prolactina.
A prolactina é a hormona responsável
pela produção de leite materno nos
alvéolos mamilares.
Esta hormona é muito importante, pois
além da produção de leite, ao ser
produzida em maior quantidade durante
a noite, ajuda-a na tarefa da
amamentação nocturna e
posteriormente no relaxamento e sono.
Além disso, os níveis elevados de
prolactina inibem a ovulação.

O acto de sucção além de estimular a
produção de prolactina, estimula
também a secreção de ocitocina.
Esta hormona ajuda-a no puerpério,
pois estimula a eliminação de lóquios e
involução uterina.
A ocitocina tem também um papel
muito importante na amamentação,
uma vez que é a responsável pela
contracção das células mioepiteliais, que
se encontram em torno dos alvéolos,
promovendo que o leite aí colectado flua
para os ductos.
Aliás, a ocitocina pode começar a ser
segregada ainda antes da mamada,
graças à preparação mental da mãe para
amamentar.
Se a mãe tiver sentimentos agradáveis
(ex.: sentir-se contente e ter prazer com
o bebé) e confiança na sua capacidade
para amamentar e convicção de que o
leite materno é o melhor, então a
ocitocina será produzida ainda antes de
iniciar a mamada, facilitando-lhe o
processo de amamentação e ajudando
na sua recuperação.


Document preview Poster_Aleitamento_Materno.pdf - page 1/1

Related documents


poster aleitamento materno
poster aleitamento materno 2
poster aleitamento materno
poster aleitamento materno
biologia1 1
manual


Related keywords