DT 68 .pdf

File information


Original filename: DT 68.pdf

This PDF 1.4 document has been generated by Adobe InDesign CS5 (7.0) / Adobe PDF Library 9.9, and has been sent on pdf-archive.com on 08/10/2012 at 08:18, from IP address 87.196.x.x. The current document download page has been viewed 1349 times.
File size: 7 MB (12 pages).
Privacy: public file


Download original PDF file


DT 68.pdf (PDF, 7 MB)


Share on social networks



Link to this file download page



Document preview


Semanário - Terça-feira,09/10/2012, Número: 68, Ano: 2,

www.desportivotransmontano.com

Todo o desporto, um só jornal

www.desportivotransmontano.com < geral@desportivotransmontano.com ( 259 417 874  259 416 278  927 143 075 < Director: Luís Roçadas



6

III DIVISÃO NACIONAL (B)

VILA REAL SUCUMBE
DIANTE O LÍDER
Jogo de nervos para o Sport Clube de Vila
Real, que aos 13 minutos do encontro, ja tinha realizado duas substituições forçadas.
Luis Carlos aos 9minutos, e depois Ernesto,
entrando Ivo e Rui.



4

LIGA AMADORA ARRANCA
A 14 DE OUTUBRO
A Liga de Futebol Amador de Vila Real (LFAVR) – Época 2012-2013, tem início marcado para 14 de Outubro,
dia em que se realizará a Supertaça, entre o Campeão
S. Martinho de Anta e o vencedor da Taça Couto, o
Parada de Cunhos.



3

DIVISÃO DE HONRA (AFVR)

MONTALEGRE, MONDINENSE E
ABAMBRES DIVIDEM LIDERANÇA

2

VÁRIOS

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

OPINIÃO  Fernando Parente*

A CONDUTA DO ÁRBITRO
Nos últimos anos, o futsal, foi a modalidade que
mais cresceu em Portugal,
sendo na minha perspetiva,
aquela que maior margem,
ainda tem para evoluir, isto
se, todas as restantes entidades envolvidas, também evoluírem.
Tais evoluções, podem
permitir que este fantástico
desporto possa adquirir um
tratamento científico, exigindo, consequentemente, uma
atuação mais ativa de profissionais cada vez mais qualificados, que possam atuar em
todas estas áreas, na obtenção de melhores resultados.
Diversas pessoas envolvem-se cada vez mais, no
quotidiano do futsal, desde
atletas, treinadores, preparadores físicos, fisioterapeutas,
médicos, dirigentes, todos,
ou quase todos, comungam
da mesma paixão pela modalidade.
As competições e os jogos
são cada vez mais equilibrados, neste contexto, o árbitro
assume um papel decisivo,
sendo ele, o mediador dos
“confrontos” entre os clubes
nos diversos campeonatos.
No desempenho de suas
funções, o árbitro deverá
sempre proceder com imparcialidade, independência,
competência e discrição.
Assim, pode-se afirmar
que o sucesso da arbitragem
depende da qualidade moral,
física e técnica daqueles que
irão desempenhar o papel de
árbitros. Porque, através da

sua capacidade física e técnica, na lisura do seu comportamento, na seriedade das
suas decisões e no julgamento dos lances durante as partidas, repousam a segurança
e confiança de todos os aqueles que estão envolvidos no
futsal. Daí, a necessidade de
permanentemente, se manterem numa condição física
e técnica condizente com a
atual dinâmica da modalidade.
Por outro lado, a preocupação com a idoneidade,
onde por vezes, os valores
morais são colocados em
causa, exige cada vez mais
do árbitro, uma postura condigna, e um cuidado cada vez
maior, com sua imagem fora
da superfície de jogo.
É extremamente importante, proteger a integridade do árbitro, quer dentro,
como fora da superfície de
jogo. Embora, o árbitro esteja consciente das suas responsabilidades, deverá estar
igualmente preparado, para
manter o respeito entre os
outros intervenientes no jogo
e sobretudo fora dele! Isto
implica, nunca expressar a
sua opinião, sobre jogadores
e clubes, tendo consciência,
que a sua imagem, está sujeita ao julgamento dos outros.
Assim sendo, a regra essencial que o árbitro deve ter,
quando escolher envergar
por tal atividade, é ter a plena noção que terá capacidade para cumprir a sua tarefa
com total imparcialidade,

pois nisto reside a seriedade
e a confiança dos restantes
protagonistas do jogo.
O árbitro deve sempre tomar decisões justas e corretas de acordo com as leis do
jogo. Nesta mesma perspetiva, deve possuir um perfeito
conhecimento destas, além
de ser importante que possa
dedicar à arbitragem algum
tempo por semana, para o
desenvolvimento de sua condição física e técnica.
A principal missão do árbitro é assegurar que o jogo
se desenrole de acordo com
as regras, interferindo o menos possível, empenhando-se em satisfazer os seguintes
pontos:
• Assegurar que o jogo se
desenvolva de acordo com as
regras estabelecidas;
• Interferir o menos possível, evitando tornar-se a
“figura do jogo”;
• Estabelecer e manter
um bom ambiente com todos
os intervenientes no jogo;
• Mostrar preocupação
com a integridade física dos
atletas;
Ao fazer isto, a atuação do
árbitro resulta na perfeição.
Isto assegura que as decisões
dos árbitros sejam sempre
entendidas como corretas.
Em síntese, a interpretação e
julgamento com base em critérios acertados, são a principal fonte de sintonia.
Esta sintonia dentro do
jogo implica uma interpretação uniforme das regras e
torna-se determinante para

uma arbitragem eficaz. Contudo, a consistência de um
árbitro em vários jogos ao
longo da época, é igualmente
importante. Um bom árbitro
aplica as regras corretamente jogo após jogo e não apenas quando é alvo de pressões, ou quando sente que
está a ser observado.
Muitos árbitros são inconsistentes, porque não
conseguem aplicar corretamente as leis de jogo, por
falta de interpretação destas,
tal como outros, não têm o
posicionamento correto na
superfície de jogo. Contudo, isto também é fruto da
precária formação, dada nos
cursos, onde a falta de aulas
práticas é uma grande evidência.
Outro requisito para alcançar um alto nível de consistência implica ter uma
forte capacidade mental e
emocional. A arbitragem
consistente requer um estado mental estável. Oscilações
no desempenho encontram-se frequentemente relacionadas com questões de foro
psicológico.
Para finalizar, apesar de
a arbitragem implicar cuidados éticos, conhecimentos
técnicos e uma ótima condição física, ser árbitro… ou
melhor, ser um bom arbitro,
é definitivamente uma arte.
E a arte evidenciada por
um árbitro no ambiente da
competição depende, em
grande medida, das suas
qualidades pessoais.

Tarde Desportiva (Domingos 17h)
Todos os Domingos, na RCA, a partir das 17 horas, em 95.5 FM (Rádio Clube Aguiarense), o relato directo e
integral do jogo do Juventude de Pedras Salgadas. Relato conduzido por Luís Roçadas e comentários de Sérgio Raquel.

Bancada Central (Segundas 11h)
Todas as segundas, na RCA, às 11 horas, o rescaldo do fim-de-semana desportivo, em 95.5 FM (Rádio Clube
Aguiarense). Todos os resultados, as entrevistas e a análise com Sérgio Raquel.

3

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Divisão de Honra

Três equipas partilham liderança
na Divisão de Honra

 Henrique Daniel Silva

A liderança da Divisão
de Honra da AF Vila Real
está a ser dividida pelo
Mondinense, Montalegre
e Abambres SC, todos com
dez pontos conquistados,
quando já foram disputa-

das quatro jornadas.
À entrada para a quarta
jornada, o Abambres SC era
líder isolado, no entanto,
não foi além de um empate
no terreno do Fernão Magalhães, que ainda não conhe-

ceu o sabor da derrota. Este
resultado dos vila-realenses
permitiu que o Mondinense, que venceu na casa do
Valpaços por 3-5, e ainda o
Montalegre, que derrotou o
Vidago por 0-1, os alcancassem na tabela classifcativa.

O Ribeira de Pena estreou-se a vencer no campeonato, conseguindo uma
expressiva vitória, em casa,
diante do SC Régua (3-0). Por
outro lado, o SC Vila Pouca
continua sem vencer, depois
de um empate caseiro diante
o Cerva (1-1). O Noura regressou às vitórias, após o
triunfo pela margem miníma
(1-0) sobre o Vilar Perdizes,
enquanto o Fontelas empatou a duas bolas, em casa,
com o Mesão Frio.
No derby concelhio de
Vila Pouca, o Sabroso perdeu 2-3 com o Juventude de
Pedras Salgadas, que além
de ter regressado às vitórias,
subiu para o 5º lugar da classificação geral.

A onda da amizade!
Em Vila Pouca de Aguiar

www.rcaguiarense.com
radio.clube.aguiarense@gmail.com

4

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

Primeira parte de bom futebol
AFVR: Divisão de Honra (Jorn. 4)

F. Magalhães 1

Abambres 1
Recinto: Campo da feira
Árbitro: André Neto
Auxiliares: Marco Ribeiro e António Trindade
Pimenta

Gomes

Pedrito

Jorginho

Luís Silva (Carlitos 26´)

Silveira

Chelas

Miguel Teixeira

João Silva

Rapha

Cipriano

Nóbrega

Nino

Nunes (Rui Borges 90´)

Márcio

Viamontes

Paulinho

Jota (Jota 75´)

Mica

Kokas (Licínio 65´)

Juan (Eduardo 50´)

Tiago Pinto

T: Maravilhas

T: Honorato

Golos: Márcio (19´), Tiago Pinto (30´)
Amarelos : Nóbrega (30´), Kokas (30´), Viamontes (65´), Silveira (67´), Márcio (86´),
Miguel Teixeira (89´)

Henrique Daniel Silva

O Abambres SC, líder isolado à entrada para a quarta
jornada da Divisão de Honra,
consentiu um empate a uma

bola no terreno do Fernão Magalhães, interrompendo um ciclo de três vitórias consecutivas.
Frente a frente estavam
duas formações que ainda não
conheceram o sabor da derrota
nestas quatro jornadas já disputadas. O Fernão Magalhães
entrou bastante pressionante
na partida, abrindo o activo aos

19 minutos , por intermédio de
Márcio que aproveitou da melhor forma uma falha defensiva
entre o guarda-redes Gomes e
o seu companheiro Miguel Teixeira. Em vantagem no encontro, a turma da casa esteve por
cima do adversário e quase que
dilatava vantagem se não fosse
a bola enviada ao poste através

de um remate potentíssimo de
Pedrito.
O Abambres conseguiu
equilibrar o jogo no último
quarto de hora do encontro,
criando mais perigo junto da
baliza defendida por Arménio
Pimenta. Aos trinta minutos,
surgiu o golo do empate através de Tiago Pinto, sem hipóteses de defesa para o guardião
da casa. Na segunda parte, o
Abambres teve alguma ascendente de posse de bola, embora revelasse muitas dificuldades em incomodar a baliza
contrária. Apesar de não privilegiar a posse de bola, o Fernão
Magalhães acabou por criar as
melhores situações de golo no
segundo tempo, num futebol
directo que parecia causar mossa à defesa do Abambres.
O empate acabou por ser
o resultado final, numa partida
em que os primeiros 45 minutos
fizeram valer a pena a quem se
deslocou a Sabrosa.

TODO O DESPORTO TAMBÉM DISPONÍVEL NA INTERNET
WWW.DESPORTIVOTRANSMONTANO.COM
MAIS DE 1000 VISITAS POR DIA

5

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR (Vila Pouca 1-1 Cerva)

Dois pontos em quatro jogos
Márcio Lameirão

O Vila Pouca recebeu em
casa a equipa do Cerva, tendo
em mente conquistar a 1ª vitória na Divisão de Honra. Porém,
a equipa que entrou melhor até
foi a equipa visitante e logo aos
6’ mandou uma bola ao poste
por intermédio de Coelho. Na
resposta, passado 10 minutos,
Fraguito servido por Mico, também cabeceou ao poste. Até a
altura estava um jogo equilibrado e bem disputado. Aos 21’,
novamente uma bola nos ferros
da equipa da casa, desta feita
Canedo, foi quem errou o alvo
por centímetros.
O Cerva tinha ficado bem
perto de marcar, mas quem
estrou o marcador foi mesmo
o Vila Pouca. Após um livre
marcado por António, o defesa
central Telmo, acabou por conseguir fazer o 1-0. O jogo ia correndo, equilibrado, e quando já
se esperava festejar a 1ª vitória
do Vila Pouca, aos 89’, num li-

Vila Pouca:
25 Gabi, 13 Tiago, 17 Bruno, 14 Telmo (amarelo 54’), 7
Luisinho, 18 Moises (subs. 53),
16 Fraguito, 5 Mico, 3 Bouças
(amarelo 81’) (subs. 83), 9 António (subs. 78), 10 Nélson
Suplentes: 1 Hugo, 2 Keko
(subs. 78), 15 Lopes, 6 Toninho,
11 Duarte (subs. 53), 8 Dani
(subs. 83)

vre estudado, Hugo acabou por
disferir um remate mortal que
Gabi não conseguiu segurar.

Acabou assim o jogo, com
um empate que sabe a pouca
aos adeptos da casa.

CERVA:
34 Filipe, 29 Nelsinho, 37 Solas, 2 Coelho, 23 Pires, 4 Samuel
(subs. 68’), 10 Guicho (subs. 75),
6 Hugo (capitao), 27 Canedo, 20
Cláudio (amarelo 68’), 11 João
Suplentes: 22 Quim, 30 Vítor Hugo, 7 Pontes (subs. 87’), 9
Vasco (subs. 75), 45 Rui, 8 Roberto (entrou aos 68’, saiu as
87’)

GRANDE ÁREA - Todos os sábados (Rádio Clube Aguiarense)
GRANDE ÁREA, todos os sábados estará
no ar entre as 10h30 e às 12h30, em 95.5
FM (Rádio Clube Aguiarense).
Filipe Ribeiro, José Carlos Leitão, Roçadas
Júnior, Henrique Daniel Silva, Sérgio Raquel e Fernando Ferreira são comentadores deste programa coordenado e apresentado por Luís Roçadas.
Grande Área, um programa com toda a
actualidade desportiva regional.
RCA DESPORTO, na linha da frente do desporto regional.
EM VILA POUCA DE AGUIAR

Telefone: 259 408 087

6

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

E tudo Marante levou…
AFVR: Divisão de Honra (Jorn. 4)

Fontelas 2

Mesão Frio 2
Recinto: Campo Dr. Rui Machado, Fontelas
Árbitro: Hugo Araújo, Régua
Auxiliares: António Mesquita e Fernando Carvalho
Hélder

Marco

Hugo Ermida ©

Tévez

David Micael

César © (Roger, 46’)

Tiago

Canetas (Albino,75’)

Yuri

Nuno

Flávio

Flávio

Vasco Nuno

Tiago (Ricardinho, 46’)

Yannick (J. Borges, 73’)

Pedro

Pedro (Alexandre, 66’)

Marante

Toni (D. Mesquita, 66’)

Kuxixo

Nuno Gillettes

Leonardo

T: Prof. Zé Carlos
Coelho

T: Luís Miguel Botelheiro

Golos: 1-0, Toni (16’); 1-1, Marante (48’); 2-1,
Vasco Nuno (63’); 2-2, Marante (83’)
Amarelos: David Micael (24’), Tiago (35’),
Hugo Ermida (42’), Toni (45’), Nuno Gillettes
(76’), Alexandre (82’), Vasco Nuno (83’), Flávio (85’), Roger (88’) e João Borges (90+2’)

Nuno Correia

Fontelenses queriam demonstrar não serem o “elo mais
fraco” do campeonato e aplicaram-se para procurarem os
primeiros pontos mas uma portentosa exibição de Marante
garantiu pontos aos visitantes.
Jogo entre vizinhos, e conhecidos, de tal forma que havia quem dissesse que o Mesão
Frio fazia o 3º jogo em casa
visto ter usufruído do Campo
Dr. Rui Machado em jornadas
anteriores para as suas receções caseiras. O jogo prometia
um bom espetáculo, pleno de
emotividade, e assim seria. Os
donos da casa tinham como
objetivo reverterem as suas
tendências pontuais e a forma
como entraram demonstrou
isso mesmo. Concentrados e
sem pressões, o jogo começou
a correr-lhes de feição, com
uma defesa a funcionar como
um bloco, uma intermediária
segura e tranquila, cabia aos
atacantes a responsabilidade
de converterem em golos a solidez coletiva com que a equipa
entrou em campo.
Demoraram apenas 16 minutos a conseguir, numa iniciativa de Yannick, jovem cabo-verdiano em estreia absoluta
nos donos da casa, partindo do
seu meio-campo, ultrapassou
vários adversários oferecendo
em bandeja de ouro o golo a

Toni que não desaproveitou.
Em vantagem, os fontelenses percebiam que estavam no
bom caminho e geriam o jogo
como queriam. Os visitantes
viam-se em claras dificuldades
para conseguirem superar os
seus adversários nos duelos
individuais e o melhor que haveriam de conseguir foi obtido
num lançamento da linha lateral com Flávio a antecipar-se
aos contrários, cabeceando ao
poste.
Ao nível de ocasiões de
golo para os homens do Mesão
Frio estamos conversados nos
primeiros 45 minutos. As restantes pertenceram aos donos
da casa onde Marco brilhou
numa grande intervenção, após
desvio defensivo. Já em cima
do intervalo, Yuri brilhou num
remate cruzado colocadíssimo,
pleno de convicção, ao poste.
Em tempo de intervalo, foram feitas mudanças na equipa visitante, demonstrando a,
clara, insatisfação pela exibição
produzida ao longo dos primeiros 45 minutos. A principal modificação foi o recuo de Marante, procurando “pegar” no jogo
mais na intermediária, assumindo o papel de máximo dinamizador ofensivo da equipa.
E precisou de pouco tempo
para o conseguir já que, logo
aos 48 minutos, conquistou
bola descaído pela esquerda,

progrediu, entrou na área, trabalhou a bola e sem que lhe
fosse colocada grande oposição, optou por rematar cruzado, com Hélder a procurar
evitar o pior, mas sem que o
conseguisse.
A igualdade obrigava os donos da casa a terem que correr
atrás do resultado, havendo
que assumir a objetividade de
jogo dos primeiros 45 minutos.
À passagem do quarto-de-hora, nova iniciativa de Marante,
levou a bola pela esquerda,
com Hugo Ermida em tentativa
de domínio de bola, com esta a
fugir-lhe para o braço. Grande
penalidade assinalada de imediato com Marante a permitir
que Hélder brilhasse a grande
altura, impedindo que os homens que viajaram de Mesão
Frio confirmassem a reviravolta
no placar.
Só que os fontelenses acordaram com a penalidade assinalada e galvanizaram-se pela
defesa e partiram para o ataque
com o pensamento de que, em
nada, seriam inferiores ao seu
adversário. Hugo Ermida, ainda com a penalidade cometida
no pensamento, trabalhou bem
na direita do ataque cruzando
para a marca de penalti, aparecendo Vasco Nuno a rematar
firme para novo golo.
Em vantagem, os fontelenses pareciam ter antidoto para

o jogo contrário e começou
a pensar-se que seriam esta a
primeira vitória dos fontelenses, apesar da enorme pressão
ofensiva dos mesãofrienses,
com uma enormidade de lances de bola parada, cantos essencialmente.
O tempo foi passando mas
Marante haveria de tirar novo
“coelho da cartola”, aproveitando cruzamento perfeito de
Albino, cabeceamento perfeito
para nova igualdade no resultado e que seria final.
Primeiros pontos para os
donos da casa com um sabor
a pouco pela boa exibição produzida. Já os visitantes, mostraram ser muito dependentes das
iniciativas de Marante, e o seu
rendimento influi muito com os
resultados. Hoje foram 2 golos
e muitas iniciativas…
A arbitragem demonstrou o
pior que se pode ter ao longo
de um jogo: falta de personalidade. Esconder uma fraca exibição atrás da amostragem de
cartões é demasiado limitado
para se pensar numa nota positiva nesta partida. Foram 9
amarelos mostrados aos donos
da casa sem que se houvesse
visto faltas suficientes para esse
numero de admoestações, deixando em claro alguns lances
mais duros produzidos pelos
adversários… Arbitragem fraca
e muito estranha.

7

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL 

Fontelas garante dois reforços cabo-verdianos
O F.C. Fontelas confirmou
dois reforços para a equipa
sénior. Trata-se de dois cabo-verdianos, Heder e Edmilson,
um médio e Avançado, respectivamente.
“A Direcção do F.C. Fontelas
chegou a acordo, com 2 atletas
caboverdianos, Heder e Edmilson, um médio e um avançado,
para representarem a equipa
sénior, durante a presente épo-

ca desportiva. Estes 2 reforços,
caso o Prof. Zé Carlos assim o
entenda, já poderão dar o seu
contributo á equipa, no próximo
domingo, no aguardado derby,
com o F.C. Fontelas a receber a
equipa do Mesão Frio!!!”, pode
ler-se em nota publicada pela
direcção do Fontelas.

FUTEBOL  II DIvisão Nacional (série B)

2ª parte emotiva, mas bila volta a marcar passo
II Divisão Nacional série B (jorn. 4)

SC Vila Real 3

FC Felgueiras 1932 4
Recinto: Monte da Forca
Árbitro: Rui Fernandes
Auxiliares: Marco Vieira e Rui Ventura
Marcelo

Cajó

Joao Mário

Helder

Abreu

Zamorano

Fred Coelho

Samuel

Ernesto (Rui 13´)

Domingos

Luis Carlos( Ivo 9´)

Bakero

Meia

F.Carvalho

Schuster

Raul

André

Quinzinho

Bessa

Zézé

Diogo

Vieirinha

T: Abel

T:Ricardo Soares

Golos: Raul (15´e 60)Bakero(39) Quinzinho (81´)
Shuster(36´)Bessa(62´)Diogo(72´)
Vermelho: Zamorano(48´)João (55´)

José Carlos Leitão

Jogo de nervos para o Sport
Clube de Vila Real, que aos 13
minutos do encontro, ja tinha
realizado duas substituições
forçadas. Luis Carlos aos 9minutos, e depois Ernesto, entrando Ivo e Rui.
Numa primeira parte disputada em ritmo lento, a experiente equipa do Felgueiras, foi
quem mais perigo criou junto
ao reduto defensivo da equipa
da casa.
Aos 15 minutos, Raul, a marcar o primeiro penalti do jogo,
colocando os vistantes em vantagem no marcador. A equipa
da casa, em lances de contra
ataque vai reagindo bem ao
golo adversário, e aos 36 minutos chega ao empate por Shuster, que de penalti bate Cajó.
Mas ainda antes do interva-

lo, Bakero de canto direito coloca a sua equipa novamente na
liderança, ficando a duvida se
Bessa toca ou não no esférico
antes desta entrar na baliza de
Marcelo.
No segundo tempo, os visitantes entraram a todo gás,
com duas oportunidades soberanas para marcar, mas o experiente Zamorano, numa falta
a meio campo, acaba expulso,
por acumulação. Quem também vê o cartão vermelho por
acumulação é João Mário, que
numa falta desnecessária acaba
por colocar tudo igual em número de elementos.

A equipa da casa acelerou o
seu jogo, mas aos 60 minutos,
numa mão na área de Fred Coelho, leva o Felgueiras aumentar a vantagem, Raul chamado
a marcar não desperdiçou a
oportunidade.
Reação muito positiva da
equipa da casa, com Bessa num
excelente golo a marcar de livre
e a relançar o jogo, dois minutos depois.
Aos 72 minutos, o delirio no
Monte da Forca com Diogo Seminário a encontar para o terceiro golo da sua equipa, mas
ainda com dez minutos para se
jogar.

Com um oponente muito
experiente, e com alguma sorte a mistura a passagem do
minuto 82, a equipa visitante vai marcar o golo da vitória
por intermédio de Quinzinho,
esfumando-se a possibilidade
do Vila Real conseguir pontuar
nesta partida.
Numa boa segunda parte, a
equipa do Felgueiras, sofre aqui
os primeiros golos,sendo a defesa menos batida. A equipa da
casa, mostrou crer e determinação, mas acabou por não conseguir os objectivos minimos.

8

Campeonato Nacional: 3ª Divisão (A)

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Equipas
Desp. Ronfe
Merelinense
Bragança
Caç. Taipas
Marinhas
Ponte da Barca
Vianense
Melgacense
Maria da Fonte
Santa Maria
Monção
Esposende

P
12
9
8
7
6
6
5
4
4
3
3
0

J
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4

V
4
3
2
2
2
2
1
1
1
0
1
0

E
0
0
2
1
0
0
2
1
1
3
0
0

D
0
1
0
1
2
2
1
2
2
1
3
4

GM
6
7
7
6
8
5
5
4
7
5
2
3

GS
1
6
3
8
5
5
3
6
6
6
7
9

Campeonato Nacional: 3ª Divisão (B)

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12

P
12
8
8
8
8
7
3
3
3
2
2
0

J
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4

V
4
2
2
2
2
2
1
0
1
0
0
0

E
0
2
2
2
2
1
0
3
0
2
2
0

D GM GS
0 12 3
0 8 5
0 4 1
0 7 5
0 5 3
1 9 5
3 9 9
1 2 3
3 3 7
2 3 5
2 4 7
4 3 16

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16

Equipas
Chaves
Famalicão
Limianos
Mirandela
Varzim
Tirsense
Vizela
Ribeirão
Padroense
Amarante
Fafe
Vilaverdense FC
Boavista
Infesta
Gondomar
GD Joane

P
10
8
8
7
6
6
6
5
5
4
3
3
3
3
2
2

J
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4

V
3
2
2
2
1
1
1
1
1
1
1
0
0
1
0
0

E
1
2
2
1
3
3
3
2
2
1
0
3
3
0
2
2

D GM GS
0 7 2
0 6 4
0 4 2
1 6 5
0 3 1
0 5 4
0 3 2
1 4 4
1 1 4
2 5 3
3 3 5
1 3 4
1 1 3
3 3 5
2 4 6
2 2 6

Resultados da 4ª Jornada
Monção
0-1 Merelinense
Melgacense
0-0 Vianense
Santa Maria
1-1 Bragança
Esposende
1-4 Maria da Fonte
Marinhas
5-1 Caç. Taipas
Desp. Ronfe
1-0 Ponte da Barca

Resultados da 4ª Jornada
Leça
1-1 AD Oliveirense
Serzedelo
0-0 Lousada
Vila Meã
2-3 Aliados Lordelo
FC Pedras Rubras 1-3 Paredes
Vila Real
3-4 FC Felgueiras 1932
Rebordosa
0-1 Santa Eulalia

Infesta
Tirsense
Amarante
Boavista
Gondomar
GD Joane
Famalicão
Varzim

Resultados da 4ª Jornada
0-1 Chaves
1-0 Fafe
0-1 Limianos
0-2 Mirandela
0-1 Padroense
0-0 Vizela
2-1 Vilaverdense FC
1-1 Ribeirão

Proxima 5ª Jornada
Monção
Melgacense
Vianense
Santa Maria
Bragança
Esposende
Maria da Fonte
Marinhas
Caç. Taipas
Desp. Ronfe
Merelinense
Ponte da Barca

Próxima 5ª Jornada
Leça
Santa Eulália
Rebordosa
Serzedelo
Lousada
Vila Meã
Aliados Lordelo
FC Pedras Rubras
Paredes
Vila Real
AD Oliveirense
FC Felgueiras 1932

Infesta
Fafe
Ribeirão
Limianos
Mirandela
Padroense
Vizela
Chaves

Próxima 5ª Jornada
Tirsense
Varzim
Amarante
Boavista
Gondomar
GD Joane
Famalicão
Vilaverdense FC

Divisão de Honra AFVR
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16

Equipas
FC Felgueiras 1932
Aliados Lordelo
AD Oliveirense
Santa Eulália
Lousada
Paredes
Vila Real
Serzedelo
FC Pedras Rubras
Rebordosa
Leça
Vila Meã

Campeonato Nacional: II Divisão

Equipas
Mondinense
Abambres
Montalegre
Noura
Pedras Salgadas
Mesão Frio
GD Cerva
F. de Magalhães
Vilar de Perdizes
Ribeira Pena
Vidago
Regua
Vila Pouca
GD Valpaços
FC Fontelas
Sabroso

P
10
10
10
9
7
7
7
6
5
4
4
4
2
1
1
0

J
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4

V
3
3
3
3
2
2
2
1
1
1
1
1
0
0
0
0

E
1
1
1
0
1
1
1
3
2
1
1
1
2
1
1
0

Campeonato Nacional Juvenis
D GM GS
0 14 7
0 8 2
0 6 0
1 4 2
1 7 3
1 7 6
1 5 4
0 5 3
1 3 3
2 6 5
2 5 7
2 4 8
2 9 11
3 4 10
3 2 12
4 4 10

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

Equipas
Chaves
Abambres
Constantim
Vila Real
Noura
Diogo Cão
Mondinense
Ribeira Pena
Vilarelho
AD Flaviense
Sanfinense
Alijoense
CCD Fontes
Pedras Salgadas
Boticas

P
6
4
4
4
3
3
3
1
0
0
0
0
0
0
0

J
2
2
2
2
2
1
2
1
0
0
0
1
1
2
2

V
2
1
1
1
1
1
1
0
0
0
0
0
0
0
0

E
0
1
1
1
0
0
0
1
0
0
0
0
0
0
0

Resultados da 4ª Jornada
FC Fontelas
2-2 Mesão Frio
Sabroso
2-3 Pedras Salgadas
GD Valpaços
3-5 Mondinense
F. de Magalhães
1-1 Abambres
Noura
1-0 Vilar de Perdizes
Vidago
0-1 Montalegre
Vila Pouca
1-1 GD Cerva
Ribeira Pena
3-0 Régua

Resultados da 2ª Jornada
Pedras Salgadas
1-3 Diogo Cão
Sanfinense
AD Flaviense
Boticas
0-13 Chaves
Vila Real
1-0 Noura
Abambres
4-1 Mondinense
Alijoense
0-3 Constantim
CCD Fontes
ADI Ribeira Pena

Próxima 5ª Jornada
Vidago
FC Fontelas
Montalegre
Sabroso
Pedras Salgadas
GD Valpaços
Mondinense
F. de Magalhães
Abambres
Noura
Vilar de Perdizes
Vila Pouca
GD Cerva
Ribeira Pena
Mesão Frio
Régua

Vilarelho
AD Flaviense
Diogo Cão
Chaves
Noura
Ribeira Pena
Mondinense

D GM GS
0 19 1
0 5
2
0 4
1
0 2
1
1 5
2
0 3
1
1 5
4
0 1
1
0 0
0
0 0
0
0 0
0
1 0
3
1 0
4
2 2
9
2 1 18

Próxima 3ª Jornada
Sanfinense
Pedras Salgadas
Boticas
Vila Real
CCD Fontes
Abambres
Alijoense

Campeonato Nacional Iniciados (B)

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Equipas
Leixões
Boavista
FC Porto
Moreirense
Penafiel
Rio Ave
P. Ferreira
Abambres
Varzim
Trofense

P
9
9
8
7
7
6
6
5
5
5

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
2
3
2
2
2
2
1
1
1
1

E
3
0
2
1
1
0
3
2
2
2

Resultados da 5ª Jornada
P. Ferreira
3-3 Leixões
Moreirense
5-0 Abambres
FC Porto
5-0 Boavista
Varzim
1-2 Penafiel
Rio Ave
0-1 Trofense

Leixões
Abambres
Boavista
Penafiel
Trofense

Próxima 6ª Jornada
Rio Ave
P. Ferreira
Moreirense
FC Porto
Varzim

D GM GS
0 9 6
2 9 11
1 10 4
2 10 7
2 9 9
3 8 9
1 7 7
2 3 9
2 4 5
2 3 5

9

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

FUTEBOL 

Liga de Futebol Amador de Vila Real:
Pontapé de saída a 14 de Outubro
A Liga de Futebol Amador
de Vila Real (LFAVR) – Época
2012-2013, tem início marcado para 14 de Outubro, dia em
que se realizará a Supertaça,
entre o Campeão S. Martinho
de Anta e o vencedor da Taça
Couto, o Parada de Cunhos.
Os 10 Clubes participantes
nesta época estiveram reunidos no Centro Cultural “Mãos
à Obra”, onde aprovaram o
Regulamento e realizaram o
sorteio da Liga que terá a 1ª
Jornada a 21 de Outubro e da
Taça Couto, disputada esta
época por eliminatórias, es-

gos das duas competições:
1ª Jornada (liga) – 21 Outubro
Abaças vs Campo de Jales
Rebordochão vs Benagouro
Parada de Cunhos vs Fontes
S. M. Anta vs Lordelo
Couto vs Cidadelha de Aguiar
1ª Eliminatória Taça Couto 16 e 23 Dezembro

tando a primeira agendada
para os dias 16 e 23 de De-

zembro.
Aqui ficam os primeiros jo-

Parada de Cunhos vs Abaças
Rebordochão vs C. de Aguiar
Fontes vs Benagouro
Lordelo vs S. M. de Anta
Couto vs Campo de Jales

FUTEBOL 

1º Encontro de Traquinas e petizes realiza-se
em Vila Pouca de Aguiar
O 1º. Encontro de Traquinas e Petizes realiza-se no dia
28 de Outubro de 2012, no
Complexo Desportivo de Vila
Pouca de Aguiar, e será co-organizado pelo SC Vila Pouca de Aguiar.
A Associação de Futebol
de Vila Real (AFVR) refere
numa nota publicada no site
que “Nesta conformidade, as
Inscrições para o encontro em
apreço devem ser efectuadas

até ao próximo dia 24 de Outubro de 2012, impreterivelmente”
“Os Clubes que pretendam utilizar nestes encontros
atletas não federados, devem
apresentar nos Serviços desta
AFVR, o Boletim de Inscrição
MOD.3 , devidamente preenchido, bem como documento
médico comprovativo da sua
aptidão física”, pode ler-se no
site da AFVR.

FUTEBOL 

Sorteados os campeonatos distritais de luniores “A”, Infantis e Benjamins
Realizou-se na passada
segunda-feira, dia 1 de Outubro, na sede da AFVR, os

sorteios dos campeonatos
distritais de Juniores “A”, Infantis e Benjamins “A”. Quan-

to a novidades dos juniores
“A”, destaca-se o aumento de
10 para 12 equipas, contan-

do com a inclusão do Atei,
Mesão Frio e do Fernão Magalhães.

FUTEBOL 

Márcio vem da Terceira Divisão para reforçar o
Montalegre
Entrou para os serviços
de secretaria da Associação de Futebol de Vila Real

(AFVR) a inscrição de mais
um atleta na equipa do Montalegre. Trata-se de Márcio,

avançado de 23 anos, e que
na época passada actuou no
Pêro Pinheiro, na Terceira Di-

visão nacional.

10

MODALIDADES

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

MOTORES

MartinsSpeed sagra-se Campeã Absoluta
de Montanha na Rampa da Penha
Realizou-se no passado
fim-de-semana (29 e 30 de
Setembro), na serra da Penha - Guimarães, a 6ª prova
do Campeonato de Portugal
de Montanha (CPM). Com as
condições atmosféricas propícias a um bom espetáculo
e com as encostas da serra
preenchidas com milhares
de fãs, estiveram reunidas as
condições para uma grande
festa do desporto automóvel.
Esta ronda do CPM era
aguardada com grande expectativa pela MartinsSpeed Racing Team. A Equipa
Transmontana fez movimentações na sua estrutura e
apresentou-se com Joaquim
Teixeira ao volante do Seat
Leon SuperCopa, Luís Nunes
ao volante do Clio Cup R3 e
Pedro Salvador ao volante
do Juno CN09. Os objectivos
eram bem claros: vencer à
geral, sagar-se Campeã Absoluta de Montanha de 2012
e colocar os dois Carros de
Turismo no pódio da Categoria 1! Um desafio triplamente superado.
Pedro Salvador esteve
imparável e sagrou-se antecipadamente Campeão Absoluto de Montanha 2012,
com mais uma vitória, a sexta
em 6 provas! Sem nunca aliviar o andamento e sempre
muito determinado, o Piloto
bateu ainda o seu próprio
record da rampa ao volante
do Juno CN09.
Joaquim Teixeira regressou nesta prova aos coman-

dos do Seat Leon SuperCopa
e voltou a dominar os acontecimentos na Categoria 1,
vencendo confortavelmente
com o carro que o coroou
Campeão em 2011.
Luís Nunes foi um inconformado 3º classificado da
Categoria 1, ao terminar a
seis milésimas de segundo
do 2ºlugar. Mesmo sendo
esta apenas a sua 4ª presença no Campeonato, o Piloto
é já um dos mais rápidos,
muito próximo de carros
bastante mais potentes.
Depois de uma grande

aposta feita no início do ano,
estes resultados enchem
a equipa de orgulho. Luís
Martins (chefe da Equipa)
confessava que “Este foi um
fim-de-semana memorável!
Estamos muito contentes
com os resultados dos nossos Pilotos, a conquista do
título de Campeões foi a cereja no topo do bolo. Foi a
melhor prenda para todos
os elementos da nossa equipa, parceiros e amigos, que
ao longo de todo o ano nos
têm acompanhado e ajudado a crescer, a todos eles o

nosso muito obrigado!”
Classificação da Rampa
Capital do Móvel 2011:
1º Pedro Salvador - Juno
CN09 - MartinsSpeed
2º Tiago Reis - Norma
M20F (2º Cat.2)
3º João Fonseca - SilverCar (3º Cat.2)
Categoria 1
1º Joaquim Teixeira - Seat
Leon SuperCopa - MartinsSpeed
2º Luís Silva - BMW 320 IS
3º Luís Nunes - Clio CUP
R3 - MartinsSpeed

Comércio de Automóveis
Telf: 934325779
Saída A24, Zona Industrial www.ifautomoveis.blogspot.pt

11

VÁRIAS

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

Foto da Semana!

Quebra-Cabeças

Ficha Técnica:

“Desportivo Transmontano” - Jornal Semanário
Propriedade e edição: Rádio Clube Aguiarense, CRL Morada do editor e sede de redacção: Lugar do Campo da Porta, Bloco 5 Loja 2, 5450-004 Vila Pouca de Aguiar Director: Luís Filipe Gaspar Roçadas Número de registo da ERC: 126021 Tiragem média:
500 exemplares Tipografia: Imprimos Gráfica, Lda, Ed. Chão Grande Lj 4 - 5450-025 Vila Pouca de Aguiar Design gráfico e Composição: Filipe Ribeiro Logótipo: Tiago Ferraz Telefone: 259 417 874 Fax: 259 416 378 Telmóvel: 927143075 E-mail geral: geral@
desportivotransmontano.com Publicidade: Pub@desportivotransmontano.com Cartoon: tolosdesign@gmail.com
Redacção: Ana Teixeira (CP 9360), Filipe Ribeiro (CP 9216), José Carlos Leitão (CO 818), Henrique Daniel Silva, Luís Roçadas, Luís Roçadas
Júnior, Carolina Lopes e Zé Ribeiro Repórter Fotográfico: Fernando Barreira Colaboradores: António Alves, Alfredo Brigas, Augusto Oliveira, Adriano Tavares, Bruno Pereira, Daniel Bessa, Gilberto Vicente, FF, João Pinto, Fernando Parente e Paulo Silva Reis.

REALGEP

Realgep - Arquitectura e Engenharia, Lda.
Rua Nova 7, 2º, VILA REAL, Vila Real 5000-262

Tlf: 259325415 Tlm: 937552721

AUTO da COSTA

de Armindo António Dias da Costa

Reparações gerais
em automóveis

Tlf: 259 434 342
Tel: 938 291 906

Estrada de Bornes
5450 - Pedras Salgadas

12

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 9 de Outubro de 2012

ÚLTIMA!


Related documents


dt 83
dt 83
dt 67
dt 71
dt 68
dt 70

Link to this page


Permanent link

Use the permanent link to the download page to share your document on Facebook, Twitter, LinkedIn, or directly with a contact by e-Mail, Messenger, Whatsapp, Line..

Short link

Use the short link to share your document on Twitter or by text message (SMS)

HTML Code

Copy the following HTML code to share your document on a Website or Blog

QR Code

QR Code link to PDF file DT 68.pdf