PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact



DT 69 .pdf


Original filename: DT 69.pdf

This PDF 1.4 document has been generated by Adobe InDesign CS5 (7.0) / Adobe PDF Library 9.9, and has been sent on pdf-archive.com on 14/10/2012 at 23:51, from IP address 188.140.x.x. The current document download page has been viewed 975 times.
File size: 5 MB (12 pages).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


Semanário - Terça-feira,16/10/2012, Número: 69, Ano: 2,

www.desportivotransmontano.com

Todo o desporto, um só jornal

www.desportivotransmontano.com < geral@desportivotransmontano.com ( 259 417 874  259 416 278  927 143 075 < Director: Luís Roçadas



7



3

MONTALEGRE
VENCE E
ISOLA-SE NA
LIDERANÇA
II DIVISÃO NORTE

MIRANDELA ULTRAPASSA
GONDOMAR


Na quinta jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real
muitas são as surpresas que podem ser referidas, começando pela vitória do Fontelas, em casa, ao Vidago por
três bolas a zero. O destaque desta semana também vai
para o Montalegre que, ao vencer em casa o Sabroso (50), isolou-se no primeiro lugar da tabela classificativa.

7

III DIVISÃO NACIONAL (B)

NOVO JOGO, NOVA DERROTA
Depois de uma estreia aspiciosa por parte da equipa alvi-negra, o que é certo é que, com lesões e
castigos, a formação não ultrapassa uma fase positiva, averbando quatro derrotas seguidas neste
campeonato da III divisão.

2

VÁRIOS

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

OPINIÃO  Fernando Parente*

FUTSAL DE IMPROVISAÇÃO OU FUTSAL
TÁTICO?
Futsal de Improvisação
É o futsal do produto da
imaginação dos jogadores
que procuram resolver os
problemas isolando-se e de
acordo com a sua intuição,
com a intenção de que possuem as suas próprias capacidades de execução, procurando resolver por conta
própria as dificuldades do
jogo.
Numa generalização audaciosa, veja as características:
Agem primeiro, pensam
depois;
Perseguem
obcecadamente a bola, onde quer que
ela se encontre;
Só passam a bola ao companheiro quando “apertados” e às vezes, nem isso;
Aguardam junto das laterais ou no centro da quadra e
só se movem depois de receber a bola;
Correm por correr e sempre para os lados mais fáceis
(para eles);
Passam por passar, sem
intenção de fazer um bom
passe;
Chutam por chutar e, na
maioria dos casos, sem condições, do canto da quadra e
sem ângulo;
A única noção de marcação é o quadrado que formam quando perdem a bola,
por hábito herdado;
O futsal de improvisação é
comumente confundido pelo
público não técnico em geral,

com aquele que é praticado
por superatletas de técnica
e que são exímios jogadores,
que são rápidos, que rematam com pontaria certeira,
mesmo de ângulos esquisitos
e driblam meio mundo se lhe
dão oportunidades.
Futsal Tático
Em quase tudo oposto à
improvisação, é o aproveitamento inteligente, organizado e sistemático de todos
os movimentos e ações dos
atletas de uma equipa com
fim de neutralizar e superar
os movimentos e ações que o
adversário executa.
São atletas que:
- Pensam primeiro e agem
depois;
- Perseguem o adversário
observando a intenção ofensiva e não só a bola;
- Passam a bola ao companheiro nas melhores circunstâncias;
- Mantêm-se em movimento, mesmo sem bola;
- Fazem girar a bola com
intenção declarada de criar
uma jogada;
- Rematam à baliza quase sempre com situações de
jogo ensaiadas;
- Possuem todas as noções táticas que puderam estudar e praticar, quer defensiva, quer ofensiva;
- Não formam quadrado
por hábito, mas sim as figuras mais adequadas às circunstâncias do momento.

O futsal tático é o resultado de ideias comuns,
originadas pelos respetivos
técnicos e que os atletas aceitaram por ser racional e que
praticaram intensivamente
para apurar a sua eficiência e
corrigir as deficiências.
O comportamento tático
de uma equipa exige uma ligação mental contínua entre
os atletas que formam a equipa para atingir o mais alto
grau de rendimento, e obrigar obviamente a que, todos
os movimentos e ações que
constituem as diversas situações táticas, sejam intensamente praticadas dentro da
quadra, até se atingir a maior
perfeição e sincronização.
Existem certos requisitos
que os atletas têm de possuir de uma maneira dosada,
a fim de poder praticar um
bom futsal, é a chamada técnica individual que é o conjunto dos fundamentos do
FUTSAL .
Situação do Jogo Tático.
Na formação de atletas
de futsal exige-se hoje que o
processo científico se aplique
a uma metodologia que permita o desenvolvimento geral das capacidades técnicas
e táticas. (sistema de jogo,
padrão de jogo e esquema de
jogo);
Sistema de jogo, é a colocação dos atletas em quadra
com o objetivo de anular as
manobras ofensivas da equi-

pa adversária (defender) e
antecipar os seus dispositivos, jogadas ensaiadas (o
ataque) do adversário.
Tipos de formação de sistema de jogo são: 2X2, 3X1,
1X1X2, e o 4X0.
Tipos de ação do sistema
de jogo são: macacão por
zona, marcação homem a
homem (individual) e mista.
O padrão de jogo significa movimentação, deslocamento, troca de posições
planeada, organizada e padronizada que leve a equipa
aos objetivos e confundir a
marcação adversária, e por
consequência finalizar.
O esquema é a síntese
da tática do jogo, ou seja,
jogadas de ataque e defesa
criadas e que são aplicadas
durante o jogo, como as movimentações de: lançamentos laterais, cantos, livres
com e sem oposição, bola de
saída, saídas de pressão, manobras ofensivas e defensivas e o padrão de jogo.
O jogo em que não aconteça golos, não haverá vibração e entusiasmo e será
necessário que ambas as
equipas apresentem um alto
esquema de jogo para agradar ao técnico, dirigentes e
ao público em geral.

A onda da amizade!
Em Vila Pouca de Aguiar

www.rcaguiarense.com
radio.clube.aguiarense@gmail.com

3

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Divisão de Honra

Montalegre vence e isola-se na liderança
da Divisão de Honra
Foto de Arquivo

 Henrique Daniel Silva

Cerva bate Ribeira de
Pena no derby concelhio
Na quinta jornada da Divisão de Honra da AF Vila
Real muitas são as surpresas que podem ser referidas,
começando pela vitória do
Fontelas, em casa, ao Vidago
por três bolas a zero. O destaque desta semana também
vai para o Montalegre que,
ao vencer em casa o Sabroso
(5-0), isolou-se no primeiro
lugar da tabela classificativa.
Outra surpresa da jornada vai para o empate a uma
bola do Pedras Salgadas
frente ao Valpaços, mas ainda pela perda de liderança

por parte do Abambres que
não foi além de um empate (0-0), em casa, frente ao
Noura. No que diz respeito
ao Fernão Magalhães conse-

guiu um empate preciosíssimo em casa do Mondinense.
Pela negativa continua a surpreender o Vila Pouca que
foi derrotado por três bolas

a zero, em casa do Vilar de
Perdizes continuando assim
a ocupar os lugares do fundo
da tabela classificativa. Por
sua vez, o Mesão Frio continua a convencer ao receber
e vencer o Régua (2-0).
Desta feita, nesta quinta
jornada da Divisão de Honra
a tabela classificativa apresenta como líder isolado a
equipa do Montalegre (13
pontos), seguido de perto
pelo Mondinense e Abambres que partilham o mesmo
número de pontos (11). Nas
últimas posições encontram-se o Vila Pouca e o Valpaços
em 14º e 15º posição (2 pontos); e, finalmente, o Sabroso
(0 pontos).

Tarde Desportiva (Domingos 17h)
Todos os Domingos, na RCA, a partir das 17 horas, em 95.5 FM (Rádio Clube Aguiarense), o relato directo e
integral do jogo do Juventude de Pedras Salgadas. Relato conduzido por Luís Roçadas e comentários de Sérgio Raquel.

Bancada Central (Segundas 11h)
Todas as segundas, na RCA, às 11 horas, o rescaldo do fim-de-semana desportivo, em 95.5 FM (Rádio Clube
Aguiarense). Todos os resultados, as entrevistas e a análise com Sérgio Raquel.

4

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

AFVR: Divisão de Honra (Jorn. 5)

Abambres 0

Noura 0

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

Primeira parte de bom futebol

Recinto: D. Maria Lurdes do Amaral
Árbitro: Vitor Silva
Auxiliares: Tiago Mota e Ruben Clemente
Ivo

Carlos Silva

Jorginho (Samuel 85´)

Pedro

Silveira

Cleto

Rapha

Bino (Joel Ruro 59´)

Nobrega

China

Nunes

Zé Pedro

Viamontes (Licínio 74´)

Palavras (Tiago Ferreira 86´)

Tiago Pinto

Miguel Paiva

Jota (Décio 53´)

Atílio

Kokas

Sebastião (Pinta 73´)

Miguel Teixeira

Ligeiro

T: Fernando Alves

T: Zé Ribeiro

Amarelos : Silveira (89´), Carlos Silva (79´),
Miguel (75´), Palavras (76´), Viamontes (63´),
Ligeiro (49´), Atílio (31´).

Henrique Daniel Silva

O Abambres SC, líder isolado à entrada para a quarta
jornada da Divisão de Honra,
consentiu um empate a uma
bola no terreno do Fernão Magalhães, interrompendo um ciAFVR: Divisão de Honra (Jorn. 5)

Mondinense 1

F. Magalhães 1

clo de três vitórias consecutivas.
Frente a frente estavam
duas formações que ainda não
conheceram o sabor da derrota
nestas quatro jornadas já disputadas. O Fernão Magalhães
entrou bastante pressionante
na partida, abrindo o activo aos
19 minutos , por intermédio de
Márcio que aproveitou da melhor forma uma falha defensiva
entre o guarda-redes Gomes e

o seu companheiro Miguel Teixeira. Em vantagem no encontro, a turma da casa esteve por
cima do adversário e quase que
dilatava vantagem se não fosse
a bola enviada ao poste através
de um remate potentíssimo de
Pedrito.
O Abambres conseguiu
equilibrar o jogo no último
quarto de hora do encontro,
criando mais perigo junto da

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

Empate em jogo recheado de casos

Estádio Municipal de Mondim de Basto
Árbitro: Marco Cardoso
Auxiliares: Luís Fraga e Sérgio Faceira
Barroco

Pimenta

Toninho

Zé Luís (Luís Santos 82’)

Vila Chã

Pedrito

Rui Abreu

Xelas

João Miguel

Mika (Campeão 92’)

Espanhol

Cipriano

Plácido

Luís Silva

Pinto (Hippy 72’)

João

Pires (Flávio 81’)

Márcio

Rudy (Pedrinho 62’)

Zé Pimenta (Edu 69’)

Lucas Klysman

Paulinho

T:Luís Miguel

T: Armando Maravilhas

Golos:1-0 Xelas (45’ p.b), Zé Pimenta (54’)
Vermelho: Toninho (74’), João Miguel (83’)
Amarelo: João Miguel (11’ e 83’),Paulinho (17’), Mika (30’),João (51’),Pires (52’),Zé
Pimenta (64’), Márcio (65’),Rui Abreu (74’),
Pedrito (78’)

Bruno Pereira

Mondinense e Fernão de
Magalhães empataram num
jogo que não acabou sem ca-

baliza defendida por Arménio
Pimenta. Aos trinta minutos,
surgiu o golo do empate através de Tiago Pinto, sem hipóteses de defesa para o guardião
da casa. Na segunda parte, o
Abambres teve alguma ascendente de posse de bola, embora revelasse muitas dificuldades em incomodar a baliza
contrária. Apesar de não privilegiar a posse de bola, o Fernão
Magalhães acabou por criar as
melhores situações de golo no
segundo tempo, num futebol
directo que parecia causar mossa à defesa do Abambres.
O empate acabou por ser
o resultado final, numa partida
em que os primeiros 45 minutos
fizeram valer a pena a quem se
deslocou a Sabrosa.

sos.
A equipa visitante entrou
melhor na partida e este por
cima no primeiro quarto de
hora, o Mondinense acabou
por equilibrar e criar situações
de golo, primeiro foi Espanhol
de cabeça quando corriam 26
minutos e logo de seguida Vila
Chã também ficou perto do
golo. Golo esse que havia de
chegar quando todos já esperavam o apito para o intervalo, ar-

rancada pela direita de Toninho,
cruzamento, e Xelas a introduzir
a bola na própria baliza.
Na segunda parte o Fernão
de Magalhães acabaria por chegar ao empate com um golo de
Zé Pimenta, antes do golo Plácido apareceu em boa posição
mas rematou fraco. O Fernão
Magalhães também criou perigo com Paulinho em destaque em dois livres diretos que
podiam ter dado golo. Do lado

da casa aos 80’ Hippy cruzou e
Lucas Klysman de cabeça quase
marcava.
Porém a segunda parte fica
marcada pelas queixas da equipa visitante sobre uma suposta
grande penalidade de Barroco
sobre Zé Pimenta que o árbitro
considerou simulação do avançado. Aos 74’ foi a equipa da
casa que protestou a expulsão
de Toninho, sem ser verificada
nenhuma acção para tal fica a
ideia que terá sido por palavras.
O Mondinense que acabaria
a partida com 9 depois da expulsão de João Miguel aos 83’.
Porém, mesmo com 9 unidades
a equipa da casa nunca se desorganizou e não desistiu do
ataque.

EM VILA POUCA DE AGUIAR

Telefone: 259 408 087

5

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

AFVR: Divisão de Honra (Jorn. 5)

Pedras Salgadas 1

Valpaços 1

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

Pedras contínua a marcar “passo”

O Juventude de Pedras Salgadas, volta a marcar “passo
“nos jogos realizados no campo
da Portelinha . A equipa de Carlos Guerra depois do empate a

zero frente ao Montalegre e da
derrota diante do Vidago, volta
de novo a baquear, desta feita
não foi além de um empate a
um golo frente ao Valpaços.
Os primeiros 10 minutos
foram bastante prometedores
da turma da vila termal, onde
dispôs de duas oportunidades
para poder marcar, primeiro por
Guillaume e depois por Pedro
Adão, que acabaram por não
ser audazes para bater o guardião Nelo.
A equipa valpacense, que
veio com a lição muito bem
estudada, apresentou um bloco defensivo unido e um meio
campo organizado sempre na
espreita de poder partir para
transições rápidas de contra-ataque, foi aos poucos equilibrando a partida, e muito perto
do final da primeira parte, aos
43 minutos num bom remate de

AFVR: Divisão de Honra (Jorn. 5)

FUTEBOL  Divisão de Honra AFVR

Recinto: Campo da Portelinha em Pedras Salgadas
Árbitro: Hugo Araújo
Auxiliares: António Mesquita e Ricardo Pinto
Nené

Nelo

Márcio (J.Roxo 73`)

Mário

Rendeiro

Carneiro

Dani

France

Nuno Silva

João

Pedro Adão

Lubi

Leandro

Hugo

Tiago Mourão (Vítor
Meira 65`)

Paulinho

Guillaume

Tiago (Carlitos 92`)

Nino (Ivandro 60`)

Chala (Miguel 71`)

Pedro

Moutinho

T: Carlos Guerra

T: Nené Batista

Golos: France (47`pb) e Paulinho 67`).
Amarelos: Mário (45`), Carneiro (57`), Nelo
(58`), Guillaume (58`), Hugo (65`)

Luís Miguel Roçadas

Fontelas 3

Vidago 0
Recinto: Campo Dr. Rui Machado, Fontelas
Árbitro: André Neto, Vila Real
Auxiliares: Israel Lopes e António Trindade
Hélder

Ricardo Anjos

Hugo Ermida

Shoio (Ramon, 77’)

David Micael

Guilherme (Sirenes, 54’)

Tiago(DiogoMesquita,59’) Samuel ©
Dany ©

Hélder

Flávio



Vasco Nuno

Daycson (Camará, 42’)

Yuri

Ciro

Pedro (João Borges, 59’)

Tábuas

Héder (Toni, 86’)

Pedro

NunoGillettes

Roberto

T: Prof. Zé Carlos
Coelho

T: Paulo Soares

Golos: 1-0, Héder (52’); 2-0, Nuno Gillettes
(80’); 3-0, Héder (83’)
Amarelos: Jó (12’), Tiago (44’), Nuno Gillettes (56’), Ciro (79’), Hélder (90+3’)

Nuno Correia

Foram 3 golos, um penalti
desperdiçado, uma grande exibição e 3 pontos embolsados
por fontelenses renascidos para
o bom futebol que demonstram, também eles, saberem
praticar. Destaque deste jogo
também para a estreia, em
grande, de Héder, autor de 2
golos, o segundo dos quais obtido de forma espetacular…
Ao fim de 4 jogos, os fontelenses estavam receosos,
ou ansiosos, por esta partida
enfrentando uma equipa que
vinha de exibições positivas
e, principalmente, depois de
na anterior deslocação have-

Tiago criou a melhor ocasião de
golo de todo este primeiro período de jogo.
A etapa complementar
começou logo com o primeiro
golo do encontro e para a equipa da casa, Pedo desferiu um
cruzamento do lado direito e o
central visitante France na tentativa de desviar o esférico para
canto, introduziu na sua própria
baliza.
Em vantagem no marcador
o Pedras Salgadas procurou dominar a partida, porém o espirito de sacrifico e a vontade de
nunca desistir dos jovens atletas do Valpaços acabou por ser
preponderante para a obtenção
da igualdade, que aconteceu
aos 67minutos por intermedio
de Paulinho.
Este resultado não servia
os intentos do técnico Carlos
Guerra que viria a esgotar as

substituições na tentativa de
alcançar nova vantagem no
marcador, todavia a falta de
sorte de Guillaume que por
duas vezes rematou aos ferros
da baliza de Nelo e a desorganização ofensiva da equipa foram
decisivas para que não houve-se mais alteração no resultado
final. Por seu turno o Valpaços
teve nos pés de Tiago o golo
da vitória, no entanto a falta de
maturidade e experiência do
jovem atacante fez com que o
seu remate passasse perto do
poste.
Em suma o resultado final
acaba por ser um resultado
justo e, demostra o equilíbrio
existente ao longo de toda a
partida.
Arbitragem positiva de
Hugo Araújo e seus auxiliares.

De se retirar o “chapéu”…
rem vencido uma das equipas
candidatas, o Pedras Salgadas.
Contando com isso, os donos
da casa assumiram um posicionamento estratégico seguro,
apostando num meio-campo
tranquilo conseguindo saídas
ofensivas rápidas, aproveitando
o desposicionamento defensivo constante, conseguido pelas
trocas de Nuno Gillettes, Héder
e Pedro com o apoio direto de
Yuri, que deixavam a defensiva
visitante em apuros. Do outro
lado, a organização coletiva demonstravam sofrer de falta de
ideias, e os passes longos eram
quase sempre intercetados pelo
rigor defensivo da equipa da
casa.
A primeira metade passou
rápido, com poucas ocasiões
reais de golo para ambas as
equipas, se bem que os fontelenses dispuseram de mais ataque e posse de bola ao longo
dos primeiros 45 minutos. Uma
última nota desta primeira metade, desta feita pela negativa,
para a lesão, aparentemente,
grave de Daycson obrigando o
técnico Paulo Soares a introduzir Camará em jogo ainda antes
do apito para recolherem às cabines.
A segunda metade trouxe
outro estímulo para o jogo: os
golos. Os fontelenses mantiveram o futebol que vinham
produzindo na primeira metade, acrescentando objetividade

ofensiva, e Héder acelerou o
jogo ao apontar um belo golo
aos 52 minutos, através de um
remate bem colocado, fora de
hipóteses de defesa para Ricardo Anjos.
As coisas melhor ficariam ao
minuto 58, momento da expulsão de Pedro, após cotovelada
em Tiago, na disputa de lance
aéreo, com sinalética, correta,
do assistente. Em desvantagem
numérica, e no placar, os visitantes procuraram recondicionar a equipa estrategicamente,
tentando reagir à adversidade.
Ainda assim, só de bola parada
se via o, possível, perigo rondar
as redes fontelenses que estavam organizados na expectativa de perceber se os visitantes
iriam ter um assomo de energia
para procurar a reação.
O jogo passou por um período de algum equilíbrio, com
os donos da casa a apostarem
na transição ofensiva muito
rápida, vulgo contra-ataque,
aproveitando os desequilíbrios
coletivos contrários que não
conseguiram arranjar argumentos suficientes para procurar a
baliza contrária.
Os últimos 10 minutos resultaram num avolumar de placar,
conseguido graças a grandes
monumentos, hinos, do bom
futebol. Primeiro haveria de ser
Nuno Gillettes, através de remate pleno de objetividade, a
uns bons 30 metros da baliza,

deixando o guardião contrário,
Ricardo Anjos, pregado ao solo,
sem chances de defesa. Depois
haveria de ser Héder, a bisar no
jogo, em lance onde a pressão
ofensiva de Vasco Nuno haveria
de resultar em golo, de grande
classe, com um “chapéu” perfeito, e de novo sem hipóteses de
defesa.
Os 3 pontos estavam entregues e as cabeças dos homens
do Vidago começaram a ficar
baixas ante o desconforto da
exibição produzida. Os fontelenses mantiveram até ao apito
final a iniciativa atacante e ao
cair do pano, Flávio foi derrubado na área por Hélder. Grande
penalidade assinalada com Yuri,
encarregue da sua transformação, a errar o alvo.
Uma vitória segura e bem
merecida dos fontelenses, a primeira nesta temporada, ao fim
de 5 jogos, com uma exibição
excelente alicerçada num coletivo harmonioso e um ataque
objetivo.
Uma última palavra para
uma outra grande exibição: a da
equipa de arbitragem. Em tempos onde, muitas vezes, se critica a arbitragem, temos neste
ponto de elogiar uma panóplia
de boas decisões da arbitragem, realizando aquilo que se
pode indicar, como uma atuação perfeita.

6

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

FUTEBOL  Iniciados

E tudo Marante levou…
AFVR: Iniciados

FC Fontelas 5

RC Penaguião 1
Recinto: Campo Dr. Rui Machado, Fontelas
Árbitro: Camilo Ferreira, Régua
Auxiliares: Ricardo Pinto e Fernando Carvalho
Rui Sousa

Diogo

Gonçalo Melo

Pedrinho

G. Teixeira
(J. Manuel, 40’)

Joel

Diogo Teixeira ©

Jorge

José Pedro

Gonçalo

José Luís

Domingos (Francisco, 70’)

M. Ferreira (A. Paiva, 53’)

Pedro Henrique

José Mota

Rodrigo ©

Eduardo

Moreira (Duarte, 36’)

M. Ângelo (P. Carvalho, 65’) Eduardo (Carlos, 70+2’)
G.Guedes(R.Barradas,30’)

Mário (Pedro,51’)

T: Ismael Mota /
Tó Félix

T: David Gouveia

Golos: 1-0, Miguel Ângelo (38’); 2-0, José
Luís (42’); 3-0, Ricardo Barradas (44’); 3-1,
Eduardo (48’); 4-1, António Paiva (60’); 5-1,
Miguel Ângelo (64’)

Nuno Correia

Exibição plena de vigor e rigor, principalmente na segunda
metade, valeu para os fontelenses carimbarem mais 3 pontos
no seu cartão pontual, garantindo a manutenção no topo da
tabela.
Os jovens atletas do Fontelas apresentavam um cartão-de-visita de equipa candidata
à luta pelos lugares cimeiros
da tabela e foi com essas intencionalidades que surgiram
em campo. Durante a primeira

metade, porém, o coletivo não
correspondeu às expectativas,
sem que, contudo, deixassem
de dominar, a seu bel-prazer,
a partida. As oportunidades
foram surgindo muito embora
a eficácia nem sempre fosse o
ponto forte do seu jogo.
Após o intervalo, corrigidas
as movimentações da equipa,
os donos da casa reclamaram
para si, a obrigação de marcar
golos e rapidamente o fizeram
com Miguel Ângelo e José Luís
a definirem bem cedo o estatuto de favoritismo com golos, di-

ferentes na conclusão, mas objetivos no que era pretendido
para a equipa. A vantagem era
já tranquila e melhor ficaram
quando Ricardo Barradas ampliou a margem para números
ainda mais confortáveis.
A missão goleada estava já
ali ao virar da esquina, apesar de
Eduardo haver atenuado a diferença de valores com um golo
apontado momentos após. Os
visitantes poderiam fazer tremer os fontelenses com o golo
apontado e essa seria a sua intenção mas acabaram por sair

traídos pela forma ligeira como
os fontelenses revelaram o seu
poder coletivo, restabelecendo
a ordem de sentido de ataque
à baliza penaguiota e António
Paiva e, de novo, Miguel Ângelo
fizeram com que os números finais atingissem a mão cheia.
Os fontelenses continuam
afirmativos no topo da tabela
classificativa demonstrando estarem preparados para maiores
desafios que esta equipa do RC
Penaguião não lhes colocou enquanto adversários.

FUTEBOL 

Liga de Futebol Amador de Vila Real arranca
no próximo fim-de-semana
Vai arrancar neste próximo
fim-de-semana (dia 21) a nova
época da Liga Amadora. Com
10 equipas inscritas, esta liga
promete mais uma vez emoções fortes. Uma liga cada vez
mais apreciada, mais talentosa
e mais identificada por outros,
tanto que as equipas já começam a trabalhar mais seriamente nesta competição.
Algumas
entradas,
tal
como o regresso do Lordelo e
Campo de Jales, a entrada do
Cidadelhe de Aguiar e Rebordochao. Mexidas também nas
equipas, com o S.Martinho (bi-campeão) a ter no seu plantel
Licínio, guarda redes que passou pelas melhores escolas de

so ao futebol) e Cristiano (jogador que jogou sempre nos
Distritais de AFVR). O Parada
manteve a sua base promete
também estar nos lugar cimeiros. Tudo começa no Domingo,
as 16H.
1ª Jornada
Abaças vs Campo Jales
Rebordochão vs Benagouro
futebol do país (incluído em
Lisboa); Couto que se reforçou com Renato e Nuno (ex-Gravelos); O Benagouro que

“roubou” Moreira ao actual
campeão e Lucho que actuava
no Couto. Abaças que tem no
seu plantel Nando (um regres-

Fontes vs Parada Cunhos
S.Martinho vs Lordelo
Couto vs Cidadelhe
Nuno Santos

7

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

III Divisão Nacional série B (jorn. 5)

Paredes 2

Vila Real 0
Recinto: Cidade Desportiva de Paredes

FUTEBOL  II DIvisão Nacional (série B)

4ª derrota em cinco jornadas

Depois de uma estreia aspiciosa por parte da equipa alvi-

-negra, o que é certo é que, com
lesões e castigos, a formação
não ultrapassa uma fase positiva, averbando quatro derrotas
seguidas neste campeonato da
III divisão.
Com algumas alterações,
principalmente na sua defensiva nesta deslocação ao estádio
Cidade Desportiva de Paredes,
a equipa acabou por não conseguir os objetivos minimos.
O jogo em si, na primeira
parte foi jogado em velocidade
reduzida, sem muitas chances
de parte a parte, com as equipas a equivalerem-se entre si,
jogando essencialmente no
centro do terreno.
No segundo tempo, o jogo

II Divisão Nacional (jorn. 5)

FUTEBOL  II DIvisão Nacional

Árbitro: Roberto Rebelo (A.F. Madeira)
Auxiliares: João Freitas e Manuel Gonçalves
Adriano

Jogador 1

Tó Jó

Beja (Ivo, 69’)

Artur

Abreu

Vitor Fernandes

Fred Coelho

Sousa (Leandro, 68’)

Rui

Pedrinho

Diogo (João, 86’)

Ricardo

Castanha

Pedro Duarte

Schuster

Nogueira

Azevedo

Telmo (Carlos, 73’)

Bessa

George (Hélder, 51’)

Nuno Meia

T:Calica

T: Abel Ferreira

Golos: Artur (70’) e Ricardo Jorge (75’)
Amarelo: Nogueira(17’), Fred Coelho (26’),
Castanha (29’), Abreu (59’), Pedrinho (71’)

José Carlos Leitão

S.C.MIRANDELA 2

GONDOMAR 1

mudou um pouco, o Paredes
realizou algumas alterações,
acelerando mais o seu jogo, e
teve também a felicidade de
marcar num lance único. Canto
direto por intermédio de Artur,
com o vento a soprar de forma favorável e a empurrar para
dentro da baliza do adversário.
Cinco minutos volvidos, a
equipa da casa vai aumentar a
vantagem. Novamente de bola
parada, num livre marcado na
direita, o esférico é desviado ao
primeiro poste e onde aparece
Ricardo Jorge solto de marcação, que só teve de encostar
para o segundo golo da equipa
do Paredes.
A equipa do Vila Real tentou

Resultado justo

Recinto: ESTADIO S. SEBASTIÃO
Árbitro: Pedro Campos
Auxiliares: Armando Mendes/Pedro Estela
25-Pedro Fernandes

1-César

14- Filipe

3-Tiago Graça

10- Pedro Borges

5-Joel

6-Corunha

7-Marco André

2-Danilo

8-Moscardo

4-Alphonse

9-Júlio César

5-Toninho

10-Luis Neves

19-Adriano

12-Ricardo Carvalho

15-Bila

14-Pinto

7-Nani

32-Tiago Gil

9-Leandro

88-Igor

T: Vitor Maçãs

T: Carlos Pinto

Golos:Leandro(26´);Lucas(65´); Luis Neves(44´)

António Alves

Os transmontanos conseguiram os três pontos em disputa, que os coloca numa posição logo abaixo do líder, o
Desp. Chaves.
O jogo começou por prometer duas equipas empenhadas em roubar para as suas cores, os pontos em disputa.
Começou melhor a turma da
casa, que nos minutos iniciais
apareceu muito próximo do
último reduto gondomarense.
Nem sempre a presença na área
forasteira, representou perigo
de golo representado pelos jogadores de Vitor Mãças, para as
redes contrárias. José Alberto,
procurava do banco dar motivação aos seus, mas o Mirandela não se sentiu ameaçado e
Leandro ia mantendo a defensiva contrária em alerta permanente. A primeira meia hora

reagir, principalmente em jogadas individuais, mas sem conseguir chegar com perigo junto ao
reduto defensivo do adversário.
A equipa neste momento
ocupa a sétima posição na tabela classificativa com 3 pontos,
já com uma diferença considerável para o lider Felgueiras
1932, que soma 12 pontos.
Na próxima jornada, os pupilos de Abel Ferreira recebem
o Aliados de Lordelo, e onde
só a vitória interessa para não
deixarem alongar ainda mais a
vantagem dos primeiros classificados.

inicial mostrou o Mirandela a
tentar por em campo o trabalho a que o seu técnico submete
os seus jogadores ao longo de
uma semana de intenso treino.
Face a algumas iniciativas bem
planeadas, sentia-se que os da
casa poderiam colocar as redes
á guarda de César em alerta. Em
jogada planeada pelas linhas intermediárias dos alvi-negros, a
bola surge na área do Gondomar e em desespero um defesa forasteiro bloqueia a jogada
com a ajuda da mão. O juiz da
partida, não teve dúvidas e assinalou grande-penalidade. Chamado á conversão, Leandro faz
o primeiro golo da tarde.
O Gondomar não respondeu ao prejuízo e foi o Mirandela que voltou a estar muito
próximo de fazer com que César voltasse ao fundo das suas

redes. Por inércia do seu ataque
ou mérito do reduto mais recuado dos amarelos, os forasteiros iam-se aguentado. Numa
das raras vezes em que conseguiram chegar com algum
perigo ao bloco mais recuado
do Mirandela, conseguem uma
falta já próxima da grande área
de Pedro Fernandes. Ainda que
ligeiramente descaído sob o
lado esquerdo do seu ataque,
Luis Neves, numa execução primorosa, leva a bola a passar por
cima da barreira edificada pela
defensiva local e faz um golo de
belo efeito.
A etapa complementar trouxe um Gondomar mais atrevido
e com isso assistiu-se a um jogo
mais disputado e muito faltoso.
Não foi um bonito o que se presenciou em alguns momentos
da partida, com o arbitro a pre-

sentear imensos jogadores com
a cartolina amarela – 6 para os
locais e 5 para os forasteiros. É
certo que os comandados de
José Alberto conseguiram passar a linha de meio campo…
mais algumas vezes, no entanto
a turma transmontana foi conseguindo anular essas iniciativas.
Vitor Maçãs lançou em jogo
Lucas e pouco tempo depois, o
player alvi-negro, após deixar
fora de jogo um defensor do
Gondomar, e perante a presença de César, não se atrapalhou
e carimbou a vitória dos locais.
Até final, o jogo foi-se arrastando pelo relvado de São sebastião…até que o juiz da partida
mandou toda a gente para os
balneários.
Vitor Maçãs: “…valeu os
três pontos que são decisivos, e
é o que é importante para nós
continuarmos a somar pontos e
continuarmos a ter uma posição
na tabela classificativa mais estabilizada…mais tranquila.”
José Alberto: “….um ponta
de lança…um srº de preto atuou
de forma a desequilibrar a balança …e ela, a tender para o
lado do Mirandela. Não estou
a tirar o mérito ao Mirandela,
porque durante o jogo foi a
equipa que lutou e correu… e
terá tido o seu prémio.”

8

Campeonato Nacional: 3ª Divisão (A)

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

Equipas
Desp. Ronfe
Bragança
Merelinense
Vianense
Caç. Taipas
Marinhas
Melgacense
Ponte da Barca
Maria da Fonte
Santa Maria
Monção
Esposende

P
13
11
10
8
8
7
7
7
5
3
3
0

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
4
3
3
2
2
2
2
2
1
0
1
0

E
1
2
1
2
2
1
1
1
2
3
0
0

D
0
0
1
1
1
2
2
2
2
2
4
5

GM
6
10
7
6
6
10
8
5
9
5
3
3

GS
1
3
6
3
8
7
7
5
8
7
11
12

Campeonato Nacional: 3ª Divisão (B)

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12

P
12
11
11
10
9
8
6
6
3
3
2
0

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
4
3
3
3
2
2
1
2
1
0
0
0

E
0
2
2
1
3
2
3
0
0
3
2
0

D
1
0
0
1
0
1
1
3
4
2
3
5

GM
13
10
6
11
8
8
5
4
9
5
3
4

GS
5
4
2
5
6
6
3
7
11
8
8
21

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16

Equipas
Chaves
Mirandela
Tirsense
Limianos
Vizela
Famalicão
Ribeirão
Padroense
Fafe
Varzim
Amarante
Boavista
Infesta
Vilaverdense FC
Gondomar
GD Joane

P
13
10
9
9
9
8
8
8
6
6
4
4
3
3
2
2

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
4
3
2
2
2
2
2
2
2
1
1
0
1
0
0
0

E
1
1
3
3
3
2
2
2
0
3
1
4
0
3
2
2

Resultados da 5ª Jornada
Monção
1-4 Melgacense
Vianense
1-0 Santa Maria
Bragança
3-0 Esposende
Maria da Fonte 2-2 Marinhas
Caç. Taipas
0-0 Desp. Ronfe
Merelinense
0-0 Ponte da Barca

Resultados da 5ª Jornada
Leça
1-1 Santa Eulália
Rebordosa
0-3 Serzedelo
Lousada
5-1 Vila Meã
Aliados Lordelo
0-1 FC Pedras Rubras
Paredes
2-0 Vila Real
AD Oliveirense
2-1 FC Felgueiras 1932

Infesta
Fafe
Ribeirão
Limianos
Mirandela
Padroense
Vizela
Chaves

Proxima 6ª Jornada
Melgacense
Merelinense
Santa Maria
Monção
Esposende
Vianense
Marinhas
Bragança
Desp. Ronfe
Maria da Fonte
Ponte da Barca
Caç. Taipas

Próxima 6ª Jornada
Santa Eulália
AD Oliveirense
Serzedelo
Leça
Vila Meã
Rebordosa
FC Pedras Rubras
Lousada
Vila Real
Aliados Lordelo
FC Felgueiras 1932
Paredes

Próxima 6ª Jornada
Tirsense
Chaves
Varzim
Infesta
Amarante
Fafe
Boavista
Ribeirão
Gondomar
Limianos
GD Joane
Mirandela
Famalicão
Padroense
Vilaverdense FC
Vizela

Divisão de Honra AFVR
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16

Equipas
FC Felgueiras 1932
Lousada
AD Oliveirense
Paredes
Santa Eulália
Aliados Lordelo
Serzedelo
FC Pedras Rubras
Vila Real
Leça
Rebordosa
Vila Meã

Campeonato Nacional: II Divisão

Equipas
Montalegre
Mondinense
Abambres
GD Cerva
Mesão Frio
Noura
Pedras Salgadas
Vilar de Perdizes
F. de Magalhães
Ribeira Pena
FC Fontelas
Vidago
Régua
Vila Pouca
GD Valpaços
Sabroso

P
13
11
11
10
10
10
8
8
7
4
4
4
4
2
2
0

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
4
3
3
3
3
3
2
2
1
1
1
1
1
0
0
0

E
1
2
2
1
1
1
2
2
4
1
1
1
1
2
2
0

Campeonato Nacional Juvenis (B)
D GM GS
0 11 0
0 15 8
0 8 2
1 7 5
1 9 6
1 4 2
1 8 4
1 6 3
0 6 4
3 7 7
3 5 12
3 5 10
3 4 10
3 9 14
3 5 11
5 4 15

Resultados da 5ª Jornada
FC Fontelas
3-0 Vidago
Montalegre
5-0 Sabroso
Pedras Salgadas
1-1 GD Valpaços
Mondinense
1-1 F. de Magalhães
Abambres
0-0 Noura
Vilar de Perdizes
3-0 Vila Pouca
GD Cerva
2-1 Ribeira Pena
Mesão Frio
2-0 Régua
Próxima 6ª Jornada
Mesão Frio
Vidago
Sabroso
FC Fontelas
GD Valpaços
Montalegre
F.de Magalhães
Pedras Salgadas
Noura
Mondinense
Vila Pouca
Abambres
Ribeira Pena
Vilar de Perdizes
Régua
GD Cerva

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Equipas
FC Porto
Padroense
Feirense
Leixões
Penafiel
Fiães
Boavista
Freamunde
Maia Lidador
Régua

P
15
12
12
9
9
9
6
6
0
0

J
5
5
5
5
5
6
5
6
5
5

V
5
4
4
3
3
3
2
2
0
0

E
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0

D
0
1
1
2
2
3
3
4
5
5

Resultados da 5ª Jornada
Boavista
2-4 Fiães
Maia Lidador
1-2 Leixões
Padroense
0-2 FC Porto
Penafiel
3-0 Régua
Freamunde
0-2 Feirense

FC Porto
Fiães
Leixões
Régua
Feirense

Próxima 6ª Jornada
Maia Lidador
Freamunde
Boavista
Padroense
Penafiel

GM
21
11
8
10
9
10
9
9
4
1

D GM GS
0 11 2
1 8 6
0 8 6
0 4 2
0 4 2
1 6 5
1 5 4
1 3 5
3 4 5
1 3 2
3 5 4
1 1 3
4 5 8
2 3 8
3 5 8
3 3 8

Resultados da 5ª Jornada
2-3 Tirsense
1-0 Varzim
1-0 Amarante
0-0 Boavista
2-1 Gondomar
2-1 GD Joane
1-0 Famalicão
4-0 Vilaverdense FC

Campeonato Nacional Iniciados (B)

GS
1
5
5
5
8
12
11
8
11
26

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Equipas
FC Porto
Leixões
Boavista
Moreirense
Trofense
Abambres
Rio Ave
Penafiel
P. Ferreira
Varzim

P
11
10
10
8
8
8
7
7
6
5

J
6
6
6
6
6
6
6
6
6
6

V
3
2
3
2
2
2
2
2
1
1

E
2
4
1
2
2
2
1
1
3
2

Resultados da 6ª Jornada
Leixões
0-0 Rio Ave
Abambres
1-0 P. Ferreira
Boavista
1-1 Moreirense
Penafiel
1-4 FC Porto
Trofense
3-1 Varzim

Leixões
P. Ferreira
Moreirense
FC Porto
Rio Ave

Próxima 7ª Jornada
Abambres
Boavista
Penafiel
Trofense
Varzim

D
1
0
2
2
2
2
3
3
2
3

GM
14
9
10
11
6
4
8
10
7
5

GS
5
6
12
8
6
9
9
13
8
8

9

FUTEBOL

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

Juvenis AFVR

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Equipas
FC Porto
Padroense
Feirense
Leixões
Penafiel
Fiães
Boavista
Freamunde
Maia Lidador
Régua

P
15
12
12
9
9
9
6
6
0
0

J
5
5
5
5
5
6
5
6
5
5

V
5
4
4
3
3
3
2
2
0
0

Iniciados AFVR

E
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0

D
0
1
1
2
2
3
3
4
5
5

GM GS
21 1
11 5
8 5
10 5
9 8
10 12
9 11
9 8
4 11
1 26

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Resultados da 5ª Jornada
Boavista
2-4 Fiães
Maia Lidador
1-2 Leixões
Padroense
0-2 FC Porto
Penafiel
3-0 Régua
Freamunde
0-2 Feirense

FC Porto
Fiães
Leixões
Régua
Feirense

Próxima 6ª Jornada
Maia Lidador
Freamunde
Boavista
Padroense
Penafiel

Equipas
Mondinense
Abambres
Montalegre
Noura
Pedras Salgadas
Mesão Frio
GD Cerva
F. de Magalhães
Vilar de Perdizes
Ribeira Pena
Vidago
Regua
Vila Pouca
GD Valpaços
FC Fontelas
Sabroso

P
10
10
10
9
7
7
7
6
5
4
4
4
2
1
1
0

J
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4
4

V
3
3
3
3
2
2
2
1
1
1
1
1
0
0
0
0

E
1
1
1
0
1
1
1
3
2
1
1
1
2
1
1
0

P
11
10
10
8
8
8
7
7
6
5

J
6
6
6
6
6
6
6
6
6
6

V
3
2
3
2
2
2
2
2
1
1

E
2
4
1
2
2
2
1
1
3
2

D
1
0
2
2
2
2
3
3
2
3

GM
14
9
10
11
6
4
8
10
7
5

GS
5
6
12
8
6
9
9
13
8
8

Resultados da 6ª Jornada
Leixões
0-0 Rio Ave
Abambres
1-0 P. Ferreira
Boavista
1-1 Moreirense
Penafiel
1-4 FC Porto
Trofense
3-1 Varzim
Próxima 7ª Jornada
Leixões
Abambres
P. Ferreira
Boavista
Moreirense
Penafiel
FC Porto
Trofense
Rio Ave
Varzim

Futsal Feminino AFVR
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16

Equipas
FC Porto
Leixões
Boavista
Moreirense
Trofense
Abambres
Rio Ave
Penafiel
P. Ferreira
Varzim

Futsal Nacional 2ª Divisão
D GM GS
0 14 7
0 8 2
0 6 0
1 4 2
1 7 3
1 7 6
1 5 4
0 5 3
1 3 3
2 6 5
2 5 7
2 4 8
2 9 11
3 4 10
3 2 12
4 4 10

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15

Equipas
Chaves
Abambres
Constantim
Vila Real
Noura
Diogo Cão
Mondinense
Ribeira Pena
Vilarelho
AD Flaviense
Sanfinense
Alijoense
CCD Fontes
Pedras Salgadas
Boticas

P
6
4
4
4
3
3
3
1
0
0
0
0
0
0
0

J
2
2
2
2
2
1
2
1
0
0
0
1
1
2
2

V
2
1
1
1
1
1
1
0
0
0
0
0
0
0
0

E
0
1
1
1
0
0
0
1
0
0
0
0
0
0
0

Resultados da 4ª Jornada
FC Fontelas
2-2 Mesão Frio
Sabroso
2-3 Pedras Salgadas
GD Valpaços
3-5 Mondinense
F. de Magalhães
1-1 Abambres
Noura
1-0 Vilar de Perdizes
Vidago
0-1 Montalegre
Vila Pouca
1-1 GD Cerva
Ribeira Pena
3-0 Régua

Resultados da 2ª Jornada
Pedras Salgadas
1-3 Diogo Cão
Sanfinense
AD Flaviense
Boticas
0-13 Chaves
Vila Real
1-0 Noura
Abambres
4-1 Mondinense
Alijoense
0-3 Constantim
CCD Fontes
ADI Ribeira Pena

Próxima 5ª Jornada
Vidago
FC Fontelas
Montalegre
Sabroso
Pedras Salgadas
GD Valpaços
Mondinense
F. de Magalhães
Abambres
Noura
Vilar de Perdizes
Vila Pouca
GD Cerva
Ribeira Pena
Mesão Frio
Régua

Vilarelho
AD Flaviense
Diogo Cão
Chaves
Noura
Ribeira Pena
Mondinense

D GM GS
0 19 1
0 5
2
0 4
1
0 2
1
1 5
2
0 3
1
1 5
4
0 1
1
0 0
0
0 0
0
0 0
0
1 0
3
1 0
4
2 2
9
2 1 18

Próxima 3ª Jornada
Sanfinense
Pedras Salgadas
Boticas
Vila Real
CCD Fontes
Abambres
Alijoense

Futsal Nacional 3ª Divisão

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10

Equipas
Leixões
Boavista
FC Porto
Moreirense
Penafiel
Rio Ave
P. Ferreira
Abambres
Varzim
Trofense

P
9
9
8
7
7
6
6
5
5
5

J
5
5
5
5
5
5
5
5
5
5

V
2
3
2
2
2
2
1
1
1
1

E
3
0
2
1
1
0
3
2
2
2

Resultados da 5ª Jornada
P. Ferreira
3-3 Leixões
Moreirense
5-0 Abambres
FC Porto
5-0 Boavista
Varzim
1-2 Penafiel
Rio Ave
0-1 Trofense

Leixões
Abambres
Boavista
Penafiel
Trofense

Próxima 6ª Jornada
Rio Ave
P. Ferreira
Moreirense
FC Porto
Varzim

D GM GS
0 9 6
2 9 11
1 10 4
2 10 7
2 9 9
3 8 9
1 7 7
2 3 9
2 4 5
2 3 5

10

MODALIDADES

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

BASQUETEBOL  Basket Clube de Vila Real

Lobos e Lobas arrancam temporada a todo o gás
Sub-14 femininas destacam-se no Torneio de
Abertura
O basquetebol está de
regresso. No fim de semana
passado arrancou a época
desportiva 2012-2013 para
os escalões de sub-14 femininos, sub-16 femininos e
sub-16 masculinos. As equipas do Basket Clube de Vila
Real confirmaram os créditos depositados e alcançaram resultados muito positivos na jornada inicial.
O escalão de sub-14 femininos disputou a 1ª jornada do Torneio de Abertura
do distrito de Vila Real, uma
nova prova organizada esta
temporada. A equipa do
Basket Clube esteve em destaque nessa primeira ronda,
ao alcançar o pleno nos 2 jogos disputados. Na primeira
partida do dia, as lobas venceram categoricamente a
Diogo Cão, por 55-26. Apesar
de um começo com ansiedade, a equipa azul e amarela
soube dominar a partida e
superiorizar-se às adversárias. Com o início da segunda parte, a equipa soube
dominar os nervos e praticar
um basquete de bom nível,
aumentando a sua vantagem pontual e alcançando
uma vitória justa e segura.
No segundo jogo do dia, as
lobas receberam e venceram o CTM de Vila Pouca de
Aguiar, por 46-34. A partida
começou bem para as lobas,
que conseguiram alcançar
um parcial de 6-0 nos primeiros minutos de jogo. Al-

guma falta de objetividade
e discernimento acabaram
por ditar alguns erros que
permitiram ao CTM equilibrar a partida. Contudo, as
vila-realenses voltaram a comandar as operações e foram paulatinamente abrindo
uma vantagem pontual que
lhes permitiu gerir o jogo e
atingir nova vitória no Torneio de Abertura. De destacar o bom jogo coletivo e a
grande evolução registada
pela equipa em relação ao
ano anterior.
No escalão de sub-16
masculinos
(cadetes),
o
Basket Clube de Vila Real
apresenta 2 equipas em pro-

va nessa temporada. As duas
estiveram em campo nesse
fim de semana, alcançando
outras tantas vitórias nos
desafios disputados. A equipa B do BCVR viajou até Vila
Pouca de Aguiar no sábado, para enfrentar a equipa
local. Uma vitória por números expressivos (129-24)
garante a manutenção da
supremacia dos lobos nesse
escalão. Superioridade essa
agora reafirmada pela performance da outra equipa
do clube nesse escalão, que
também alcançou uma vitória clara e justa diante da
Diogo Cão, por 69-50. Quanto ao primeiro jogo do fim

de semana, a história do encontro resume-se ao domínio total dos lobos em Vila
Pouca, que construíram um
resultado robusto ao longo
da partida. O segundo jogo,
com um marcador aparentemente mais equilibrado mas
que não espelha a diferença
entre as 2 equipas no jogo,
mostra que as 2 equipas do
BCVR estão bem colocadas
para alcançar a dobradinha
no campeonato regional.
Por último, a equipa de
sub-16 feminina fez a sua
estreia no regional do escalão, tendo recebido e saindo
derrotada diante do CTM de
Vila Pouca de Aguiar, por
34-48 As cadetes femininas
voltaram a mostrar um nervosismo excessivo e cometeram inúmeros erros ao longo
de toda a partida, apesar de
revelarem uma melhoria no
capítulo defensivo e no aspeto físico. Mas as falhas ao
nível do ataque e na saída de
bola, devido a uma ansiedade inusitada da equipa, acabaram por ditar a derrota.
No próximo fim de semana arrancam mais 2 provas
regionais: os iniciados masculinos realizam o seu primeiro encontro da temporada, diante do CTM de Vila
Pouca. Os juniores masculinos também iniciam a sua
prova competitiva, com uma
viagem difícil até Bragança,
para enfrentar o Estrelas Brigantinas.

Comércio de Automóveis
Telf: 934325779
Saída A24, Zona Industrial www.ifautomoveis.blogspot.pt

11

VÁRIAS

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

Foto da Semana!

Quebra-Cabeças

Ficha Técnica:

“Desportivo Transmontano” - Jornal Semanário
Propriedade e edição: Rádio Clube Aguiarense, CRL Morada do editor e sede de redacção: Lugar do Campo da Porta, Bloco 5 Loja 2, 5450-004 Vila Pouca de Aguiar Director: Luís Filipe Gaspar Roçadas Número de registo da ERC: 126021 Tiragem média:
500 exemplares Tipografia: Imprimos Gráfica, Lda, Ed. Chão Grande Lj 4 - 5450-025 Vila Pouca de Aguiar Design gráfico e Composição: Filipe Ribeiro Logótipo: Tiago Ferraz Telefone: 259 417 874 Fax: 259 416 378 Telmóvel: 927143075 E-mail geral: geral@
desportivotransmontano.com Publicidade: Pub@desportivotransmontano.com Cartoon: tolosdesign@gmail.com
Redacção: Ana Teixeira (CP 9360), Filipe Ribeiro (CP 9216), José Carlos Leitão (CO 818), Henrique Daniel Silva, Luís Roçadas, Luís Roçadas
Júnior, Carolina Lopes e Zé Ribeiro Repórter Fotográfico: Fernando Barreira Colaboradores: António Alves, Alfredo Brigas, Augusto Oliveira, Adriano Tavares, Bruno Pereira, Daniel Bessa, Gilberto Vicente, FF, João Pinto, Fernando Parente e Paulo Silva Reis.

REALGEP

Realgep - Arquitectura e Engenharia, Lda.
Rua Nova 7, 2º, VILA REAL, Vila Real 5000-262

Tlf: 259325415 Tlm: 937552721

AUTO da COSTA

de Armindo António Dias da Costa

Reparações gerais
em automóveis

Tlf: 259 434 342
Tel: 938 291 906

Estrada de Bornes
5450 - Pedras Salgadas

12

DESPORTIVO Transmontano
Terça-feira, 14 de Outubro de 2012

ÚLTIMA!


Related documents


dt 84
dt 81
dt 81
dt 85
dt 83
dt 83


Related keywords