PDF Archive

Easily share your PDF documents with your contacts, on the Web and Social Networks.

Share a file Manage my documents Convert Recover PDF Search Help Contact



Boletim 056 de 22 de janeiro de 2017 .pdf


Original filename: Boletim 056 de 22 de janeiro de 2017.pdf
Author: Usuário

This PDF 1.4 document has been generated by Writer / LibreOffice 5.1, and has been sent on pdf-archive.com on 30/01/2017 at 17:40, from IP address 200.129.x.x. The current document download page has been viewed 343 times.
File size: 238 KB (2 pages).
Privacy: public file




Download original PDF file









Document preview


MOTIVOS DE ORAÇÃO

NOSSA IGREJA

- Pelas Irmãs Nara (MEVA), Maria Socorro (mãe de Gabriel
Maranhão) e Sulamita Maciel.
- Pelos irmãos: Wilma Westin, Francisca Ferreira e Pb. Syllas
Coutinho pelas dificuldades da idade avançada;
- Pelo ministério de nossos pastores;
- Pela nossa pátria para que o Senhor tenha misericórdia do
nosso povo.

ANIVERSARIANTES
Aniversariante

Data

Contato

Dâmaris Batista

23.01

Sylas Coutinho

25.01

99114-0314
98110-5059
(Lanuza)

Érika Michetti
Aldair dos Santos

26.01
27.01

98111-4217
99964-1934

Alexandra Nunes

27.01

98114-3030

PROGRAMAÇÃO SEMANAL
Domingo
Terça-feira
Quartafeira
1ªSegunda
do mês
1ªTerça do
mês

Escola Bíblica Dominical
Culto Solene
Reunião de oração CQC

09h
19h
06h

Curso de Doutrina e Oração

20h

Vigília de Oração

18h30

Vigília de Oração

18h30

Endereço
Rua Barão do Rio Branco, Nº 999 – Bairro Centro
Boa Vista – RR – CEP: 69.301-130
Contato
Telefone: (95) 3224 – 2330
Celular: 99162-0056
E-mail: secretariapipr@gmail.com
Conta da Igreja
Conta Corrente: 32.272-5
Agência: 2617- 4
Banco do Brasil
CNPJ: 05. 946. 652 / 0001 – 37
Funcionamento da Secretaria
- 2ª a 6ª feira: 8h:30min. às 12h/ 14h30min. às 18h
- Sábado: 08h30min às 12h

CONSELHO
Pb. Aldair Santos
Pr. Alfredo de Souza
Pb. Gabriel Alessander
Pb. Gercino Ramos
Pr. Heleno Montenegro
Pr. Jean Carlos
Pr. Jessé Araújo
Pb. José Rodrigues
Pb. Jorge Romano
Pb. Vicente de Souza

Horário
18h30min
18h30min
06h

Evento
Vigília
Vigília
CQC

11/02

20h

Culto em
comemoração ao
aniversário da
PIPR

12/02
14/02
14/02
21/02

08h
06h
20h
06h

Café da manhã*
CQC
Flechas
CQC

Responsável
SAF/UMP
SAF/UMP
UMP

Secretaria
secretariapipr@gmail.com
3224 – 2330
Celular: 99162-0056
Site
www.pipr.org.br

EBD/SAF
UMP
UPA
UMP

* Início do ano letivo e comemoração do aniversário da
PIPR.

9 9964-1934
9 9132-7222
9 8114-5232
9 9115-1552
9 9151-2979
9 9172-7811
9 9967-2132
9 8103-3404
9 8115-7197
9 8118-8888

EDIÇÃO E INTERNET

Calendário- Fevereiro 2017
Data
06/02
07/02
07/02

Nº 056 de 22 de janeiro de 2017

Blog
alfredo-de-souza.blogspot.com
bibliacomisso.blogspot.com
arteejubilo.blogspot.com

Na vida tomamos várias decisões. Diariamente estamos diante
de escolhas sobre o que fazer e o que não fazer e as fazemos de
acordo com as inclinações do nosso coração.
É do coração que procedem as fontes da vida (Pv 4.23), aquilo
que pensamos (Hb 4.12), falamos (Mt 15.18) e fazemos (Mt
15.19), razão de a Bíblia, insistentemente, chamar a atenção ao
cuidado com o coração.
Pois bem, ao tomar decisões, inevitavelmente estaremos
fazendo segundo o nosso coração. Algum cristão desavisado
poderia pensar que, se é desta forma, as coisas estão resolvidas,
pois o Senhor já nos deu um novo coração; mas apesar de essa
ser uma verdade, ela não é toda a verdade. Esta consiste em
entender que já fomos salvos e tivemos o coração renovado pelo
Senhor, mas ainda não o fomos plenamente, o que só vai ocorrer
por ocasião da vinda do Redentor (1Jo 3.2).
Infelizmente, até que chegue esse dia, ainda faremos escolhas
e agiremos de forma errada e pecaminosa colhendo sempre os
frutos disso. Não poucas vezes sofreremos com as nossas
escolhas e atitudes e acabaremos lamentando o que foi feito.
Nesses momentos é importante saber distinguir arrependimento de
remorso, pois apesar de o resultado de ambos ser sofrimento e
tristeza, a causa de um e de outro são bem distintas.
Pense, por exemplo, na história de Jacó e Esaú. Isaque sabia
que o propósito de Deus era abençoar seu filho mais novo, Jacó,
em vez do mais velho, Esaú. Apesar disso, ele tinha em seu
coração o desejo de abençoar o mais velho. Pediu então que Esaú
fosse caçar e que preparasse para ele uma comida saborosa, para
depois ser abençoado.
Rebeca estava ouvindo os planos do marido e, quando Esaú
saiu para caçar, tramou com Jacó um plano para enganar Isaque a
fim de que ele abençoasse o mais moço. E assim foi feito.
Enganado (mas não fora do propósito de Deus), Isaque abençoou
a Jacó. Entretanto, quando Esaú chegou com sua caça e se deu
conta de que o irmão havia “roubado” a sua bênção ficou
amargurado e, chorando, pediu que o pai também o abençoasse,
recebendo uma negativa como resposta (Gn 27.30-38). A partir de
então, Esaú passou a odiar seu irmão por causa de ele ter sido
abençoado e planejou matar a Jacó assim que Isaque falecesse
(27.39).
É interessante notar como o Novo Testamento interpreta a
história de Esaú. O escritor da carta aos hebreus exorta para que
não haja na igreja “algum impuro ou profano, como foi Esaú, o
qual, por um repasto, vendeu o seu direito de primogenitura. Pois
também que, posteriormente, querendo herdar a bênção, foi
rejeitado, pois não achou lugar de arrependimento, embora, com

lágrimas, o tivesse buscado” (12.16-17).
A pergunta a ser respondida aqui é o que significa Esaú não ter
achado lugar de arrependimento, principalmente quando sabemos
que Deus não despreza um coração compungido e contrito (Sl
51.17).
Para ter essa resposta é preciso saber mais algumas
informações a respeito da história de Esaú. Sendo o primogênito, a
bênção era, por direito, dele. Entretanto, num dia em que estava
faminto, pediu a Jacó um pouco do cozinhado de lentilhas que este
havia feito. Jacó se aproveitou da situação para “comprar” o direito
de primogenitura de Esaú que, desdenhando do seu privilégio
respondeu: “Estou quase morrendo; de que me vale esse
direito?” (Gn 25.32 – NVI).
O desejo por comida era tão grande que ele desdenhou de sua
condição, preferindo um prato de lentilhas em vez da bênção do
Senhor. Por conta disso é que o escritor de Hebreus o trata como
um profano que, “por um repasto, vendeu seu direito de
primogenitura”. O que ele buscou com lágrimas não foi o perdão,
mas a bênção que havia perdido. O choro não era o lamento pelo
pecado cometido contra Deus, de desprezar a bênção da
primogenitura, mas somente pelo fato de ter perdido a bênção.
A diferença entre o remorso e o arrependimento é que este
lamenta o pecado cometido enquanto aquele lamenta somente as
consequências do pecado. É por causa dessa diferença que Paulo
diz ter ficado alegre com a tristeza que sua carta produziu nos
coríntios, mas não pela tristeza em si, e sim porque foi uma tristeza
para arrependimento, e logo conclui: “Porque a tristeza segundo
Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz
pesar; mas a tristeza do mundo produz morte” (2Co 7.8-10).
Diante disso, temos de entender que o pecado não é ruim por
causa das consequências e problemas que traz sobre nós, mas
por causa da afronta que é feita a um Deus Santo. Infelizmente,
muitos cristãos têm aprendido a lamentar as consequências do
pecado e não o pecado em si.
Quando pais ensinam aos filhos que eles devem ser bons com
os amigos para não os perder; jovens são estimulados a não se
envolverem sexualmente antes do casamento para evitar filhos e,
assim, não comprometerem os estudos; ou ainda quando maridos
são ensinados a ajudar as esposas a fim de receberem algo em
troca, o que está em jogo não é o pecado contra Deus, mas aquilo
que se vai perder fazendo essas coisas. O produto final, quando há
então a prática contrária ao que foi ensinado, não pode ser outro,
senão o remorso.
Se você quer viver para a glória de Deus lembre-se, então, que
a tristeza segundo o mundo (remorso) só produz morte, mas a
tristeza
segundo
Deus
leva
ao
arrependimento
e,
consequentemente, ao perdão dos pecados e reconciliação com o
Senhor.

Pastor Milton Jr

LITURGIA

Fique Sabendo
REUNIÃO DE DOUTRINA: “O que cremos”
Toda Quarta-feira, às 20h, curso de Teologia Sistemática
com base nas Escrituras.
PROJETO ANA
Intercessão pelos filhos, família e liderança da igreja.
Toda Quarta-feira, a partir das 18h30min.
ATENÇÃO!!
Não deixe de quitar suas parcelas para o Acampamento
Serra Grande 2017 até o dia 05/02 (Domingo).
Culto de abertura
O presbitério de Roraima convida a igreja para o seu
culto de abertura dia 25/01, ás 19h30min.
Nota
O pastor Milton Júnior é o autor do texto do boletim de
domingo passado (15/01) “O seu melhor não é o
suficiente!”
CULTO INFANTIL
O Conselho resolve: 1. Extinguir o culto infantil a partir do
ano de 2017 ou 2018, analisando-se o melhor cenário
futuro para tal. 2. Instruir aos pais acerca do
comportamento dos filhos nos cultos solenes e nos cultos
onde ocorre a Santa Ceia, devido à indisciplina (pais e
crianças fora do culto).
Queridos irmãos, esta mudança tão importante em nossa
igreja será realizada com muita calma e tranquilidade,
pois temos até o ano de 2018 para efetuar. Estejamos
em oração e em paz para que tudo redunde à glória de
nosso Deus.
O Conselho

LITURGIA
1 – Introdução: Reconhecendo a presença de Deus
- Leitura: Colossenses 1.13-20
- Música: - “Tu que estás presente”.
- Oração
2– Contrição: Reconhecendo o nosso pecado
- Leitura: Colossenses 3.5-7
3 - Adoração e Louvor: Reconhecendo quem Deus é e o
que faz
- Leitura: Colossenses 2.6,7
- Música: - “Deus, somente Deus”;
- Salmo 96-;
- “Justificado”.
4 – Dedicação: Reconhecendo a nossa entrega
- Leitura: Colossenses 1.9-12
- Música: - “Dai graças”. [em pé] (dízimos e ofertas)
- Oração de gratidão
5 – Edificação: Reconhecendo a voz de Cristo
- Sermão: Pr. Alfredo Ferreira
6 – Conclusão: Reconhecendo o nosso desafio
- Oração e Bênção

O Culto Solene nada mais é do que atender a uma
santa convocação do Senhor Deus para que seu povo,
reunida toda família, adore ao Deus Trino. Neste momento,
o Senhor da Glória fala-nos por meio da leitura e da
Pregação das Sagradas Escrituras; e nós respondemos por
meio da oração, cânticos e o ouvir da Sua Palavra. Que
este seja um momento especial cheio de alegria,
obediência, temor e tremor. Este é o momento em que nada
pode substituir a total centralidade de Cristo e a glória
devida ao Nome de Deus.
“Toquem a trombeta, convoquem uma assembleia
solene. Reúnam todo o povo, santifiquem a congregação,
ajuntem os idosos, reúnam as crianças, mesmo as que
mamam no peito. Até os recém-casados devem deixar os
seus aposentos. Os que ministram perante o Senhor,
orem.”
Joel 2.15 – 17


Boletim 056 de 22 de janeiro de 2017.pdf - page 1/2
Boletim 056 de 22 de janeiro de 2017.pdf - page 2/2

Related documents


missal
boletim 056 de 22 de janeiro de 2017
certidao negativa raphael pereira completa
conceito de igreja
portugal carta ao ministro administrac o interna
liturgia 01122018


Related keywords